Edu K

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Edu K
Informação geral
Nome completo Eduardo Martins Dorneles
Também conhecido(a) como Edu K
Nascimento 8 de novembro de 1966 (51 anos)
Origem Porto Alegre, RS
País  Brasil
Gênero(s) Rock, Música eletrônica
Ocupação(ões) Músico, Produtor musical
Instrumento(s) Vocal, guitarra
Período em atividade 1984 - presente
Afiliação(ões) Defalla, Teenage Disco Hell, Cyco, Vernon Walters, Groo Brothers, Offside for Feal, Elektra.

Eduardo Dornelles (Porto Alegre, 8 de novembro de 1966) é um músico e produtor musical brasileiro, mais conhecido por seu nome artístico Edu K. É mais conhecido pelo seu trabalho como vocalista da banda de rock brasileira Defalla.

Com o hiato da banda em 2004, Edu começou a trabalhar em sua carreira solo internacional voltada para a música eletrônica. Em 2009 também anunciou seu envolvimento como vocalista da banda de glam rock brasileira Teenage Disco Hell e de outra, com ex-membros do Defalla, ainda sem nome divulgado. Durante as décadas de 1980 e 90, Edu também participou de uma série de bandas de rock como Cyco, Vernon Walters, Groo Brothers, Offside for Feal e Elektra. Em 2015 participou da oitava edição do reality show A Fazenda.

Defalla (1986-1993)[editar | editar código-fonte]

Em meados dos Década de 1980, Edu K montou o Defalla (antes Fluxo) que, sobre orientação musical voltada ao pós-punk, participou da coletânea Rock Grande do Sul, em 1987. De 1988 à 1992, a banda lançou 5 discos (um por ano), com expressivas variações musicais entre um e outro, transitando entre estilos como pós-punk, heavy metal, hard rock, funk e eletrônico. Esteticamente, eles se apresentavam com visual excêntrico, com cabelos coloridos, perucas e outros adornos. Em 1993, o Defalla participou do Hollywood Rock daquele ano, se apresentando para mais de 100 mil pessoas. O festival foi responsável por trazer artistas como Red Hot Chilli Peppers, Nirvana, Alice In Chains, e L7 para o Brasil. Durante a apresentação, Edu ficou nu no palco apenas com uma meia nos genitais, segundo ele foi para zoar os Red Hot Chili Peppers, que costumavam se apresentar ao vivo desta maneira, e que iriam tocar depois.

Defalla (1996-2004)[editar | editar código-fonte]

No ano seguinte, Edu retirou-se da banda e iniciou uma curta carreira solo com o disco "Meu Nome é Edu K", voltado ao rap comercial. Ele voltou ao Defalla em 1996, alternando a sonoridade do grupo em frequências cada vez menores. De 1996 à 1998, flertaram com o big beat e o industrial rock (inclusive com o uso de maquiagem pesada e visual andrógino de Edu); de 1998 a 1999, breakbeat/hip-hop (sonoridade semelhante aos Beastie Boys). Em 2000 lançaram o disco "Miami Rock", mesclando estilos como miami bass e rock. A banda ganhou espaço no funk carioca (um derivado do miami bass) - estilo ascendente no Brasil durante a época - e um notório reconhecimento comercial.[1] Mais tarde, Miami Rock o DJ alemão Daniel Haaksman, dono da gravadora Man Recordings, ouviu o disco e convidou Edu para regravar o disco no exterior e projetar sua carreira solo em 2006. Edu permaneceu no Defalla até o ano de 2004, lançando os álbuns Superstar e Sodapop, quando a banda voltou a sua formação original para pequenos shows por todo o país.

Man Recordings e carreira solo (2004 - 2008)[editar | editar código-fonte]

Edu permaneceu dois anos trabalhando em seu disco, até lançá-lo em 2006 pela gravadora Man Recordings seu segundo disco solo. O disco intitulado de Frenetiko, mistura o funk carioca de Miami Rock com o electro. O lançamento abriu espaço para uma carreira internacional com turnês europeias e em países como Austrália e Israel. Nos anos seguintes, Edu realiza uma série de remixes de artistas internacionais como Don Omar, Gotan Project, Cowgum e Act Yo Age. Em 2008, trechos de seu clipe "Gatas, Gatas, Gatas" (dirigido por Bryan Barber, o mesmo de "Hey Ya!" do Outkast) foram veiculados na propaganda de um celular da Sony Ericsson. A música "Popozuda Rock n' Roll" também participou de campanhas publicitárias internacionais para marcas como Coca-Cola e Nike. No mesmo ano ele lançou os EPs "Party Munky" e "Headbanger", este último pelo selo australiano Sweat It Out!.

Influências[editar | editar código-fonte]

Edu K afirma que ainda na infância decidiu a carreira musical "ao ver um vídeo de James Brown na televisão". Em outras vezes também cita o jazzista Miles Davis em sua capacidade de, ao vivo, tocar cada música de maneira diferente.

As mudanças repentinas do Defalla também são creditadas à Carlos Miranda (produtor musical brasileira que na década de 1980 em Porto Alegre, tinha uma banda chamada "Urubu-Rei".

Em entrevista à Man Recordings em 2006, quando perguntado sobre quais os 10 discos mais influentes em sua carreira, Edu respondeu a seguinte lista:

Ao se apresentar no Produtores Toddy (iniciativa da MTV brasileira para bandas independentes), outra lista foi publicada:

Também ao longo da carreira do Defalla, a banda realizou uma série de versões de outras bandas como Beatles, Doors, Led Zeppelin, Red Hot Chilli Peppers, Dead Kennedys, Prodigy, Raul Seixas e Tim Maia.

Produções e remixes[editar | editar código-fonte]

Além da produção de álbuns de alguns grupos nacionais como Pavilhão 9, Mundo Livre S.A e Detonautas, realizou remixes de diversos artistas estrangeiros como Gotan Project, Bumblebeez e Don Omar. Seu trabalho enquanto produtor musical lhe rende a participação na iniciativa Toddy + MTV "Produtores Toddy" ao lado de outros produtores brasileiros como Chernobyl e Kuaker.

Discografia[editar | editar código-fonte]

Defalla[editar | editar código-fonte]

Elektra[editar | editar código-fonte]

  • Welcome 2 our Infernal Meeting EP (1992)

Edu K[editar | editar código-fonte]

Álbuns[editar | editar código-fonte]

  • Meu Nome é Edu K (1995)
  • Frenetiko (2006)
  • Do The Brega (2013)

EPs[editar | editar código-fonte]

  • Illegal (2006)
  • Headbanger (2008)
  • Party Munky (2008)
  • Raver Lovin feat. MC Gaff E (2009)
  • Boy Lixo (2014)

Singles[editar | editar código-fonte]

  • Popozuda Rock n' Roll (2005)
  • Hot Mama (2006)
  • Hot Mama & Jece Valadão / Uepa (2006)
  • Sex O' Matic(2006)
  • Gatas, Gatas, Gatas(2007)
  • (Edu K) Me Bota Para Dançar (feat. Marina Vello) (2008)
  • Dança da B. Manca (feat. Bonde do Rolê) (2013)

Álbuns produzidos[editar | editar código-fonte]

Remixes[editar | editar código-fonte]

  • Chico Science & Nação Zumbi - Maracatu Atômico (Trip Hop Mix) (1996)
  • Otto - Bob (Edu K Mix) (2001)
  • Sportfreund Stiller - ""54", ""74, ""90 (2006)
  • Don Omar - Salio El Sol (Edu K Baile Funk-Remix) (2006)
  • Gotan Project - Mi Confesión (Edu K Drop The Bass Remix) (2006)
  • Yo Magesty – Club Action (2007)
  • Bumblebeez - Dr Love (Edu-K Baile Funk Rave remix) (2007)
  • Emily Karpel - Tipa (Edu K Tel Aviv Delight Mix).mp3
  • Cowgum - Drugggssszzz (Edu K's Doctor Gonzo Remix) (2008)
  • Comunidade Nin-Jitsu - Chuva Nas Calcinha (Edu K remix) (2008)
  • La Mode - Salami (Edu K Ham N’ Cheese remix, ft. Barbarella) (2008)
  • Acto Yo Age - La Fumo Loco (Edu K Yerba Buena Remix) (2008)
  • Nouveau Beats - V.I.P. (2008)
  • Larry Tee Ft. Perez Hilton - My Penis (2009)
  • Mom & Dad - This Is Shit (2009)
  • Appaloosa - The Day (We Fell In Love) (2009)
  • Ed Orable Ft. Oh Snap! - Everyone is A DJ (2009)
  • Dem Slackers - The Joker (2009)
  • Ivan Allard - Bombaclartzzz (2009)
  • Straaatch - Kiss Kiss (2009)
  • Wongo - Big Jack (2009)
  • Bsbtrgdclub - Shu Bawng (2009)
  • Mixhell Ft. Oh Snap! & Jen Lasher - Boom Da! (2009)
  • Jak-Z - Hurt Me (2009)
  • Dev 79 - In Ya Face (2009)

Participações[editar | editar código-fonte]

  • Black Future - Eu Sou o Rio (1988)
  • Black Future - No Nights(1988)
  • Tayo – Putaria Toda Hora (2006)
  • Stereotyp – Jece Valadão (2006)
  • Schoenrock - Sacode A Poeira (2007)
  • Bonde Do Rolê – Miami Beach (2007)
  • Missill – Kebrake (2007)
  • Quio – Minha Rima (2007)
  • Dev 79 – Heat Reasons (2007)
  • Data MC – Balanza (2007)
  • Dutch Rhythm Combo - Sounds Of The Caribbean (2008)
  • Missill - Targets (2008)
  • Crookers - Eu Vou Esculaxá (2008)
  • A Fazenda 8 - Participante/2ºeliminado (2015)

Referências