Eduardo Azevedo Soares

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Eduardo Azevedo Soares
Eduardo Azevedo Soares
Ministro(a) de Portugal
Período XII Governo Constitucional
Secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros
Período X Governo Constitucional
Dados pessoais
Nascimento 23 de janeiro de 1941
Morte 29 de dezembro de 2010 (69 anos)
Lisboa, Portugal

Eduardo Eugénio [de Campos e] de Castro de Azevedo Soares (Porto, Massarelos, 23 de janeiro de 1941 - Lisboa, 29 de dezembro de 2010[1][2]) foi um oficial da Marinha de Guerra Portuguesa, da Classe de Marinha e com especialização como Fuzileiro Naval, e um político Português.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Filho de Alfredo Sieuve de Séguier de Campos e Castro de Azevedo Soares (filho de Eduardo de Campos e Castro de Azevedo Soares e de sua mulher Lídia Sieuve de Séguier Borges do Amaral e Campos e neto paterno do 1.º Visconde de Carcavelos e 1.º Conde de Carcavelos) e de sua mulher Maria Luísa de Araújo Leite de Castro.

Oficial da Marinha, com a patente de Capitão de Fragata.

Entre outros cargos exerceu o de Deputado à Assembleia da República em diversas legislaturas e no governo ocupou os cargos de Secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros no X Governo Constitucional de Portugal, sendo um dos grandes responsáveis pelas negociações da transição de Macau para a China e Ministro do Mar no XII Governo Constitucional de Portugal, onde executou um grande trabalho na recuperação da Orla Costeira Portuguesa e tendo negociado junto da União Europeia melhores condições para a pesca Portuguesa, conseguindo manter a Zona Económica Exclusiva inalterada a qual vinha sendo ameaçada pela vizinha Espanha.

Foi candidato a Presidente da Câmara Municipal de Cascais pelo PSD no ano de 1996, tendo perdido as eleições por curta margem para o candidato adversário; contudo, manteve o seu mandato de vereador pelos quatro anos correspondentes e assim honrando a sua promessa aos eleitores do concelho.

No seu Partido de sempre, o PSD, foi secretário geral de Fernando Nogueira e primeiro vice-presidente de Luís Marques Mendes.

Foi um dos impulsionadores e grande apoiante da Candidatura de Cavaco Silva à Presidência da República, sendo membro da sua comissão política.

Condecorações[3][editar | editar código-fonte]

Funções governamentais exercidas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Morreu Azevedo Soares, ex-dirigente do PSD». SAPO. SIC. Consultado em 30 de dezembro de 2010 
  2. «Morreu Azevedo Soares». Jornal Público. Publico.pt. Consultado em 30 de dezembro de 2010. Arquivado do original em 2 de janeiro de 2011 
  3. «Cidadãos Nacionais Agraciados com Ordens Estrangeiras». Resultado da busca de "Eduardo Eugénio Castro de Azevedo Soares". Presidência da República Portuguesa. Consultado em 19 de outubro de 2015 
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.