Eduardo Camaño

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Eduardo Oscar Camaño
Eduardo Oscar Camaño
Presidente da Argentina Argentina
(interino)
Período 30 de dezembro de 2001
a 1 de janeiro de 2002
Vice-presidente Nenhum
Antecessor Adolfo Rodríguez Saá
Sucessor Eduardo Alberto Duhalde
Dados pessoais
Nascimento 17 de junho de 1946 (73 anos)
Buenos Aires, Argentina
Nacionalidade Argentina argentino
Partido Partido Justicialista
Profissão advogado

Eduardo Oscar Camaño (Buenos Aires, 17 de junho de 1946) é um político argentino do Partido Justicialista. Foi presidente interino do país por dois dias entre 30 de dezembro de 2001 e 1 de janeiro de 2002 devido à renúncia do então presidente interino Adolfo Rodríguez Saá e do presidente do Senado Ramón Puerta. Foi intendente de Quilmes entre 1987 e 1991, deputado e tem sido desde o final de governo de Fernando de la Rúa (2001) o líder da Câmara de Deputados do Congresso da Nação Argentina.

Camaño representa na Câmara de Deputados a Província de Buenos Aires. Atua no bloco Federal Peronista aliado de Eduardo Duhalde, totalmente em oposição ao Presidente Néstor Kirchner. Preside o conselho nacional do Partido Justicialista, o que o torna, de facto, o líder do partido junto aos apoiadores de Duhalde e Kirchner.

Precedido por
Adolfo Rodríguez Saá
Interino
Presidente da Argentina
2001 - 2002
Sucedido por
Eduardo Duhalde
Interino