Eduardo Francisco Pironio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Eduardo Francisco Pirônio
Cardeal da Santa Igreja Romana
Presidente do Pontifício Conselho para os Leigos

Título

Cardeal-bispo da Diocese de Sabina-Poggio Mirteto
Atividade Eclesiástica
Diocese Diocese de Roma
Nomeação 8 de abril de 1984
Predecessor Dom Opilio Cardeal Rossi
Sucessor Dom James Francis Cardeal Stafford
Mandato 1984 - 1996
Ordenação e nomeação
Ordenação presbiteral 5 de dezembro de 1943
por Dom Anunciado Serafini
Nomeação episcopal 24 de março de 1964
Ordenação episcopal 31 de maio de 1964
por Dom Antonio José Plaza
Nomeado arcebispo 20 de setembro de 1975
Cardinalato
Criação 24 de maio de 1976
por Papa Paulo VI
Ordem Cardeal-diácono(1976-1987)
Cardeal-presbítero (1987-1995)
Cardeal-bispo (1995-1998)
Título Santos Cosme e Damião(1976-1995)
Sabina(1995-1998)
Brasão
Coat of arms of Eduardo Francisco Pironio.svg
Lema Christus in vobis spes gloriæ
Dados pessoais
Nascimento Nueve de Julio
3 de dezembro de 1920
Morte Vaticano
5 de fevereiro de 1998 (77 anos)
Nacionalidade argentino
dados em catholic-hierarchy.org
Cardeais
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

Dom Eduardo Francisco Pironio (3 de dezembro de 19205 de fevereiro de 1998) foi prelado argentino da Igreja Católica.

Nasceu em 3 de dezembro de 1920 em Nueve de Julio, Argentina. Em 5 de dezembro de 1943, foi ordenado sacerdote. Em 1964, foi nomeado como Bispo Auxiliar de La Plata. Em 1972, foi nomeado como Bispo de Mar del Plata. Entre 1968 e 1975 foi Secretário Geral e Presidente do Celam. Passou a residir no Vaticano, quando Paulo VI o nomeou como Prefeito da Congregação para os Religiosos e Institutos Seculares. Em 1976, foi nomeado como Cardeal. Em 1984, foi nomeado como Presidente do Conselho Pontifício para os Laicos, por João Paulo II, nesse cargo participou da organização das Jornadas Mundiais da Juventude. Em 5 de fevereiro de 1998, faleceu no Vaticano. Está enterrado no Santuário de Nossa Senhora de Luján, em Luján, Argentina[1].

Existe um movimento favorável à sua beatificação[2].

Referências

  1. Cardenal Eduardo Francisco Pironio, em espanhol, acesso em 15 de setembro de 2016
  2. Avanza la beatificación del cardenal argentino Eduardo Pironio, em espanhol, acesso em 15 de setembro de 2016


Precedido por
Agnelo Rossi
Brasão do cardeal Pironio
Cardeal-Bispo de Sabina-Poggio Mirteto

19951998
Sucedido por
Lucas Moreira Neves, OP
Precedido por
Fiorenzo Angelini
(como pró-prefeito)
Brasão da Santa Sé
Presidente do Pontifício Conselho para a Pastoral dos Agentes de Saúde

19851989
Sucedido por
Fiorenzo Angelini
Precedido por
Opilio Rossi
Brasão da Santa Sé
Presidente do Pontifício Conselho para os Leigos

19841996
Sucedido por
James Francis Stafford
Precedido por
Johannes Gerardus Maria Willebrands
Brasão cardinalício
Cardeal-Presbítero de Santos Cosme e Damião
título pro hac vice

19761995
(como cardeal-diácono: 1976 — 1987)
Sucedido por
Giovanni Cheli
Precedido por
Arturo Tabera Araoz, CMF
Brasão da Santa Sé
Prefeito da Congregação para os Religiosos e Institutos Seculares

19751984
(como pró-prefetito: 1975 — 1976)
Sucedido por
Jean Jerôme Hamer, OP
Precedido por
Georg Moser
Brasão arquiepiscopal
Arcebispo Titular de Tiges

19751976
Sucedido por
Eugeen Laridon
Precedido por
Enrique Rau
Brasão episcopal
Bispo de Mar del Plata

19721975
Sucedido por
Rómulo García
Precedido por
Avelar Brandão Vilela
Logotipo do CELAM
Presidente do Conselho Episcopal Latino-Americano

19721975
Sucedido por
Aloísio Lorscheider, OFM
Precedido por
Julián Mendoza Guerrero
Logotipo do CELAM
Secretário-Geral do Conselho Episcopal Latino-Americano

19681972
Sucedido por
Alfonso López Trujillo
Precedido por
Marcos Gregorio McGrath, CSC
Brasão episcopal
Bispo Titular de Ceciri

19641972
Sucedido por
Heraldo Camilo Barotto
Ícone de esboço Este artigo sobre Episcopado (bispos, arcebispos, cardeais) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.