Eduardo Sanches Maragoto

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Eduardo Maragoto
Nome completo Eduardo Sanches Maragoto
Nascimento 1976 (46 anos)
Mañón
Nacionalidade espanhola
Etnia galego
Alma mater Universidade de Santiago de Compostela
Ocupação filólogo e professor

Eduardo Sanches Maragoto, nascido em 1976 na freguesia do Barqueiro, no município de Mañón, é um filólogo galego.[1] É presidente da Associação Galega da Língua.

Vida[editar | editar código-fonte]

Passou a infância e a adolescência na freguesia de Feás, no município de Cariño. Estudou Filologia Portuguesa na Universidade de Santiago de Compostela. Participa de forma ativa no reintegracionismo, participou da fundação do Movimento Defesa da Língua e foi parte do conselho de redação do jornal Novas da Galiza e do Portal Galego da Língua. Desde 2015 é presidente da Associação Galega da Língua.[2]

Obras[editar | editar código-fonte]

  • Manual Galego de Língua e Estilo (coautor)
  • Critérios para oriental a ortografia da língua do val de Xálima (coautor)[3][4]
  • Como ser reintegracionista sen que a familia saiba (Ed. do Cumio, 2013)

Referências

  1. «Eduardo Sanches Maragoto». Vieiros. Consultado em 7 de dezembro de 2018 
  2. «Sanches Maragoto, elixido novo presidente da AGAL». Praza Pública. 25 de outubro de 2015. Consultado em 7 de dezembro de 2018 
  3. Jesús Conde (20 de agosto de 2015). «La Fala, la lengua que conserva Sierra de Gata, busca unificar su ortografía para mantenerse viva». El Diario. Consultado em 7 de dezembro de 2018 (em castelhano)
  4. Joel Gómez (25 de agosto de 2015). «Un profesor de la Escola de Idiomas elabora una ortografía para la Fala extremeña». La Voz de Galicia. Consultado em 7 de dezembro de 2018 (em castelhano)