El Observador (RCTV)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de El Observador)
Ir para: navegação, pesquisa
Translation to english arrow.svg
A tradução deste artigo está abaixo da qualidade média aceitável. É possível que tenha sido feita por um tradutor automático ou por alguém que não conhece bem o português ou a língua original do texto. Caso queira colaborar com a Wikipédia, tente encontrar a página original e melhore este verbete conforme o guia de tradução.
Question book.svg
Este artigo ou secção necessita de referências de fontes secundárias fiáveis publicadas por terceiros (desde maio de 2010).
Por favor, melhore-o, incluindo referências mais apropriadas vindas de fontes fiáveis e independentes.
Fontes primárias, ou que possuem conflito de interesse geralmente não são suficientes para se escrever um artigo em uma enciclopédia.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

El Observador é um dos primeiros programas televisivos de notícias da Venezuela. Ao longo dos anos, evoluiu para continuar a ocupar o primeiro lugar em cada casa na Venezuela e é referência obrigatória para ser informado sobre os acontecimentos nacionais e internacionais 24 horas por dia.

Historia[editar | editar código-fonte]

Em 16 de Novembro 1953 foi ao ar pela primeira vez com o nome El Observador Creole, patrocinado pela empresa Creole Petroleum Corporation. Suas emissões duravam apenas 15 minutos sendo transmitido diariamente às 08:00. Este telejornal foi mantida pela Rádio Caracas Television, até 1972, quando a empresa Creole assinou com Cadena Venezolana de Televisión (actual Venezolana de Televisión), rebatizado como "Noticiero Creole". Uma nota incidental notável que o Creole Petroleum Company a partir de 1976 com a nacionalização do petróleo venezuelano foi renomeado para Lagoven.

Radio Caracas Televisión decidiu então criar sua Divisão de Informação (atual Gabinete de Programas de Informações e Análise) e rebatizado o espaço de notícias com o nome da El Observador Venezolano, com quatro transmissões diárias: uma 06h30, outra às 08h45, o terceiro às 12:00 finalmente o último em 23:00.

A partir de 1983, este telejornal passou simplesmente a ser chamado El Observador

Equipa de Notícias[editar | editar código-fonte]

  • Francisco Amado Pernía (†)
  • Cristóbal Rodríguez Pantoja
  • Pedro Montes
  • Eladio Lárez (Atual presidente da RCTV)
  • Inés Sancho
  • Guillermo Vilchez
  • Mary Luz Díaz
  • Nitu Pérez Osuna
  • Franklin Villasmil
  • Antonio José Marcano (†)
  • Laura Furcic
  • William Rey
  • Federico Nedwetzky
  • Ana María Fernández
  • Jaime Suárez
  • Josefina Alvins
  • Jenireé Blanco
  • Yajaira Vera
  • Alba Cecilia Mujica
  • Paúl Esteban
  • Julián Isaac
  • Víctor Hugo Bracamonte
  • Shia Bertoni
  • Kristina Wetter
  • Sergio Novelli
  • Tinedo Guía
  • Natalia Sayalero
  • Ruth Villalba
  • Miguel Ángel Rodríguez
  • Anna Vaccarella
  • Adrián Barros
  • María Elena Useche
  • Mariana Carlés
  • Giwalia Parra
  • Valeria Murgich
  • Zoraida Orcial
  • Pedro Guerrero
  • Javier García (†)
  • Roxana Castillo
  • Alejandro Tastets
  • Ana Virginia Escobar
  • Andrés Mendoza
  • Érika Paz
  • Francia Sánchez

Centro Nacional de Notícias[editar | editar código-fonte]

Em julho de 2005, foi lançado em Centro Nacional de Notícias que tem três novos e equipados estúdios com tecnologia moderna, uma sala de imprensa com 35 estações de trabalho, 10 cabines de edição, 10 estações de visualização, um Departamento de Imagem, uma sala de gráficos, uma sala para a recepção de satélite e micro-ondas.

Em termos de equipamento, o Centro Nacional de Notícias, que serve como sede para El Observador, também tem seis câmeras robóticas e uma câmera sem fio, um sistema de iluminação baseado em luzes frias e as vagas são insonorizadas. Sem dúvida, o noticiário da RADIO CARACAS TELEVISION tem a melhor equipe técnica e jornalistas para fornecer informações independentes de forma eficiente e imediata.

A 16 de julho de 2007,a RCTV é relançada como um canal de assinatura, após uma interrupção, pelo facto de que o governo venezuelano não mais renovaria a licença televisiva da emissora.

A 15 de Junho de 2008, Javier García, repórter do El Observador, foi encontrado morto por esfaqueamento na cama do seu apartamento no bairro Bello Monte, Caracas. Um suspeito foi mais tarde preso. O assassinato de García foi o primeiro, e até então o único, de um dos jornalistas do El Observador.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]