Elaine Edwards

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Elaine Edwards
Senadora dos Estados Unidos
pela Louisiana
Período 1º de agosto de 1972
até 13 de novembro de 1972
Indicada por Edwin Edwards
Antecessor Allen J. Ellender
Sucessor J. Bennett Johnston
Primeira-Dama da Lousiana
Período 9 de maio de 1972
até 10 de março de 1980
Antecessor Marjorie McKeithen
Sucessor Dolores Treen
Período 12 de março de 1984
até 14 de março de 1988
Antecessor Dolores Treen
Sucessor Patti Crocker Roemer
Dados pessoais
Nome completo Elaine Lucille Schwartzenburg
Nascimento 8 de março de 1929
Marksville, Louisiana, Estados Unidos
Morte 14 de maio de 2018 (89 anos)
Luisiana, Estados Unidos
Nacionalidade norte-americana
Esposo Edwin Edwards (1949–1989)
Partido Democrata

Elaine Schwartzenburg Edwards (nascida Elaine Lucille Schwartzenburg; Marksville, 8 de março de 1929 - Luisiana, 14 de maio de 2018) foi uma política norte-americana. Filiada ao Partido Democrata, foi Senadora dos Estados Unidos pelo estado da Louisiana em 1972. Primeira esposa do Governador Edwin Edwards, foi Primeira-Dama da Lousiana de 1972 a 1980 e novamente de 1984 a 1988, sendo seu mandato de doze anos o mais longo de uma Primeira-Dama do estado.

Início de vida[editar | editar código-fonte]

Edwards nasceu em Marksville, a sede Paróquia de Avoyelles, sendo filha de Errol Leo Schwartzenburg (1909–1999)[1][2] e Myrl Dupuy Schwartzenburg (1907–2001).[3][4][5][6] Elaine tem dois irmãos, Frank (1928–2013),[7] e Ralph (nascido em 1936).[8]

Senadora dos Estados Unidos[editar | editar código-fonte]

Em 1º de agosto de 1972, o Governador Edwin Edwards indicou sua esposa Elaine para o Senado dos Estados Unidos na vaga aberta pela morte do Senador Allen Ellender. Ela concordou em renunciar depois que um novo senador fosse eleito, bem como compartilhava da filosofia política do marido.[9]

Durante a eleição presidencial de 1976, Elaine discordou do partido e endossou o Presidente Gerald Ford[10] ao invés do democrata Jimmy Carter, enquanto seu esposo apoiou primeiramente Jerry Brown e,[11] em seguida, endossou Carter após Brown falhar em obter a indicação do partido.[12][13]

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Elaine casou-se com Edwin Edwards em 1949; ambos haviam estudado na Marksville High School.[14] Um observador argumentou que Elaine Edwards "queria o oposto do que Edwin queria. Ela odiava o aquário da política."[15]

Edwin e Elaine Edwards divorciaram-se em 1989 após quarenta anos de casados.[16] É mãe de quatro filhos, incluindo Stephen Edwards, que foi condenado ao lado de seu pai em 2000.[17] Os outros três filhos são Anna, Victoria e David.[18]

Morte[editar | editar código-fonte]

Morreu aos 89 anos, em 14 de maio de 2018, em Luisiana, nos Estados Unidos.[19]

Referências

  1. «Alexandria Daily Town Talk, July 17, 1999». USGenWarchives.net. 17 de julho de 1999. Consultado em 7 de janeiro de 2012 
  2. «Errol Leo Schwartzenburg». FindAGrave. 6 de janeiro de 2012. Consultado em 7 de janeiro de 2012 
  3. «Myrl Dupuy Schwartzenburg». FindAGrave. 6 de janeiro de 2012. Consultado em 7 de janeiro de 2012 
  4. «Google News Search Myrl Schwartzenburg Elaine». Google. Consultado em 7 de janeiro de 2012 
  5. «Google News Search Myrl Schwartzenburg». Google. Consultado em 7 de janeiro de 2012 
  6. Matthew Andrew Wasniewski, United States Congress House Committee on House Administration, United States Congress House Office of History and Preservation (2006). Women in Congress, 1917-2006. [S.l.]: Government Printing Office. pp. 467–469. ISBN 978-0-16-076753-1. Consultado em 9 de setembro de 2011 
  7. «Frank Charles Schwartzenburg, Sr., age 84 of Marshalltown, Iowa, native of Marksville». Avoyellestoday.com. 31 de janeiro de 2013. Consultado em 1 de junho de 2013. Arquivado do original em 28 de junho de 2013 
  8. Philip Timothy (16 de março de 2007). «Ex-governor tops list of colorful parish politicians». thetowntalk.com. Consultado em 1 de junho de 2013. Arquivado do original em 15 de setembro de 2012 
  9. «Governor's wife to replace Ellender». The Milwaukee Sentinel. 2 de agosto de 1972. Consultado em 9 de setembro de 2011 
  10. Gerald R. Ford (1977). Public papers of the Presidents of the United States, Gerald R. Ford. [S.l.]: Government Printing Office. pp. 2324–2325 
  11. «Carter nomination seems assured; more Dems climb on bandwagon». Eugene Register-Guard. 10 de junho de 1976. Consultado em 9 de setembro de 2011 
  12. «Conservatism balances regional pride in South». The Sun. 18 de outubro de 1976. Consultado em 9 de setembro de 2011 
  13. «Google News Archive search edwards endorse carter ford». Consultado em 9 de setembro de 2011 
  14. Matthew Andrew Wasniewski, United States Congress House Committee on House Administration, United States Congress House Office of History and Preservation (2006). Women in Congress, 1917-2006. [S.l.]: Government Printing Office. pp. 467–469. ISBN 978-0-16-076753-1. Consultado em 9 de setembro de 2011 
  15. Leo Honeycutt, Edwin Edwards: Governor of Louisiana, Lisburn Press, 2009, p. 82
  16. Matthew Andrew Wasniewski, United States Congress House Committee on House Administration, United States Congress House Office of History and Preservation (2006). Women in Congress, 1917-2006. [S.l.]: Government Printing Office. pp. 467–469. ISBN 978-0-16-076753-1. Consultado em 9 de setembro de 2011 
  17. «Edwards convicted». Gadsen Times. 8 de maio de 2000. Consultado em 9 de setembro de 2011 
  18. The Biographical encyclopedia of the United States, Volume 2. [S.l.]: Allied Publishers. 1968. p. 370. Consultado em 9 de setembro de 2011 
  19. Tyler Bridges (14 de maio de 2018). «Former Louisiana first lady Elaine Edwards dies at age 89». The Advocate (em inglês) 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Allen J. Ellender
Senadora dos Estados Unidos pela Louisiana
1972
Sucedido por
J. Bennett Johnston
Precedido por
Marjorie McKeithen
Primeira-Dama da Lousiana
1972 — 1980
Sucedido por
Dolores Treen
Precedido por
Dolores Treen
Primeira-Dama da Lousiana
1984 — 1988
Sucedido por
Patti Crocker Roemer