Ele e ela

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

"Ele e ela" foi a canção que representou Portugal no Festival Eurovisão da Canção 1966 que se realizou no Luxemburgo.

A referida canção foi interpretada em português por Madalena Iglésias. Foi a oitava canção a ser interpretada na noite do evento, a seguir à canção finlandesa Playboy, cantada por Ann Christine e antes da canção austríaca "Merci, Chérie", interpretada por Udo Jürgens. Terminou a competição em 13.º lugar (entre 18 participantes), tendo recebido um total de 6 pontos.

No ano seguinte, em 1967, Portugal fez-se representar com a canção "O vento mudou", interpretada por Eduardo Nascimento

Autores[editar | editar código-fonte]

A canção tinha letra e música de Carlos Canelhas e foi orquestrada por Jorge Costa Pinto.

Letra[editar | editar código-fonte]

A canção é do estilo "chanson". popular nos inícios do Festival Eurovisão da Canção. Iglésias descreve a felicidade de duas pessoas apaixonadas - ele "um pouco tímido" e ela bonita. Esta canção tornou-se um clássico da música ligeira portuguesa, tendo surgido diversas versões de vários cantores.

Versões[editar | editar código-fonte]

Madalena Iglésias gravou uma versão em castelhano intitulada "Él y ella".

Referências e ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma canção é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Portugal "Ele e ela", canção de Portugal no Festival Eurovisão da Canção 1966