Eleição municipal de Cubatão em 2012

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
2008 Brasil 2016
Eleição municipal de Cubatão em 2012 Bandeira do município de Cubatão, SP.svg
7 de outubro de 2012
Primeiro turno
Red - replace this image female.svg Blue - replace this image male.svg Black - replace this image male.svg
Candidato Marcia Rosa Nei Serra Engenheiro Pedrinho de Sá (Pedro de Sá Filho)
Partido PT PSDB PTB
Natural de Cubatão Santos
Vice Donizete Tavares do Nascimento Geraldo Guedes Tião
Votos 39 969 24 354 6 953
Porcentagem 55,36% 33,73% 9,63%
Yellow - replace this image male.svg
Candidato Toninho da Elétrica


Partido PSOL


Vice Jardel Rezende
Votos 927
Porcentagem 1,28%


Brasao-Cubatao.png
Prefeito de Cubatão

Titular
Marcia Rosa
PT

A eleição municipal de Cubatão em 2012 aconteceu em 7 de outubro de 2012 para eleger um prefeito, um vice-prefeito e 11 vereadores no município de Cubatão, no Estado de São Paulo, no Brasil.[2] A prefeita eleita foi Márcia Rosa, do PT, com 55,36% dos votos válidos, sendo vitoriosa logo no primeiro turno em disputa com três adversários, Nei Serra (PSDB), Engenheiro Pedrinho de Sá (PTB) e Toninho da Elética (PSOL). O vice-prefeito eleito, na chapa de Márcia, foi Donizete Tavares do Nascimento (PSC).[1] O pleito em Cubatão foi parte das eleições municipais nas unidades federativas do Brasil. Cubatão foi um dos 620 municípios vencidos pelo PT; no Brasil, há 5.570 cidades.[3] O PT, nessas eleições, conseguiu o maior número de prefeituras em cidades grandes, mesmo perdendo eleitos em relação à última eleição.[4] A eleição da Cubatão foi uma das 666 conquistadas por mulheres no Brasil. O número de mulheres na prefeitura vem crescendo em relação a 2008, em que a porcentagem de mulheres prefeitas era de 9,09%. Em 2012, ela passou para 11,90%.[5] A disputa para as 11 vagas na Câmara Municipal de Cubatão envolveu a participação de 152 candidatos. O candidato mais bem votado foi o debutante Ademário da Silva Oliveira (PSDB), que obteve 2.721 votos (3,65% dos votos válidos).[6]

Antecedentes[editar | editar código-fonte]

Na eleição municipal de 2008, Marcia Rosa, do PT, derrotou o candidato do PR Dr. Paiva no primeiro turno.[7] Marcia foi eleita vereadora de Cubatão em 2000 e reeleita em 2004.[8] A candidata do PT foi eleita com 57% dos votos válidos, totalizando 42.108 votos e se tornou a primeira mulher eleita prefeita de Cubatão.[9] Em 2012 a candidata manteve um número de votos parecido, vencendo a eleição com 55,36% - 39.969 de votos válidos.

Eleitorado[editar | editar código-fonte]

Vista parcial de Cubatão, São Paulo, Brasil, a partir da Serra do Mar.

Na eleição de 2012, estiveram aptos a votar 95.083 Cubatenses, o que correspondia a 75,4% da população da cidade.[2]

Candidatos[editar | editar código-fonte]

Foram quatro candidatos à prefeitura em 2012: Marcia Rosa do PT, Nei Serra do PSDB, Engenheiro Pedrinho de Sá do PTB e Toninho da Elétrica do PSOL.[1]

Candidato(a) Vice Partido Coligação
Red - replace this image female.svg Marcia Rosa Donizete Tavares PT "Pra Cubatão Continuar Mudando"
(PRB / PDT / PT / PMDB / PTN / PSC / PPS / PSDC / PHS / PTC / PV / PSD / PT do B))
Blue - replace this image male.svg Nei Serra Geraldo Guedes PSDB "Cubatão Pode Mais com a Força do Povo"
(PR / DEM / PSDB / PP / PSB / PMN)
Black - replace this image male.svg Engenheiro Pedrinho de Sá Tião PTB "Trabalho e Renovação"
(PTB / PSL / PRP / PC do B)
Yellow - replace this image male.svg Toninho da Alétrica Jardel Rezende PSOL "PSOL"

Campanha[editar | editar código-fonte]

Os pontos positivos do primeiro mandato de Marcia Rosa incluem a entrega do Novo Parque Anilinas, além da entrega de notebooks para estudantes da rede municipal e o andamento de um programa que trabalha em prol da recuperação da Serra do Mar.

No dia 23 de Maio de 2013, o mandato de Marcia Rosa e de seu vice, Donizete, foi cassado pela primeira vez sob a alegação de abuso de poder político e autoridade. Ela também foi acusada de propaganda eleitoral antecipada nas eleições de 2012. De acordo com o juiz do caso, Rodrigo de Moura Jacob, Marcia usou da "máquina pública" para obter mais fotos, fez propagandas irregularmente um ano antes da eleição em partes mais pobres de Cubatão, gastando muito mais dinheiro para promover seu mandato anterior, em busca da reeleição.[10]

Pesquisas[editar | editar código-fonte]

Em pesquisa do Ibope, divulgada em 14 de agosto de 2012, Marcia apareceu com 42% das intenções de voto. Nei Serra, Engenheiro Pedrinho de Sá e Toninho da Elétrica apareceram respectivamente com 33%, 3% e 1%.[11]

O Ibope divulgou resultados de nova pesquisa, em 20 de setembro de 2012, e Marcia apareceu com maior intenção de voto, alcançando 50%. Nei Serra caiu nas pesquisas aparecendo com 27% das intenções de votos. Engenheiro Pedrinho de Sá e Toninho da Elétrica apareciam com 6% e 1% das intenções, respectivamente .[12]

Em terceira pesquisa do Ibope, divulgada em 4 de outubro de 2012, Marcia manteve a porcentagem anterior e apareceu com 50% das intenções de voto. Nei Serra teve 30% e Engenheiro Pedrinho de Sá apareceu com 7% das intenções de voto. Toninho da Elétrica apareceu com 1% novamente..[13]

Data de
realização
Data de
divulgação
Instituto Número de registro
no TRE
Contratante Entrevistados Margem de erro Candidato Não sabe/
Não respondeu
Brancos e nulos
Marcia Rosa (PT) Nei Serra (PSDB) Engenheiro Pedrinho de Sá (PTB) Toninho da Eletrica (PSOL)
de 11 a 13 de agosto de 2012 14 de agosto de 2012 Ibope[11] SP 00301/2012[14] TV Tribuna 602 ± 4% 42%
33%
3%
1%
11%
10%
de 17 a 19 de setembro de 2012 20 de setembro de 2012 Ibope[12] SP-00983/2012[15] TV Tribuna 602 ± 4% 50%
27%
6%
1%
8%
8%
de 2 de setembro a 4 de outubro de 2012 4 de outubro de 2012 Ibope[13] SP-01591/2012[16] TV Tribuna 602 ± 4% 50%
30%
7%
2%
4%
7%

Resultados[editar | editar código-fonte]

Prefeito[editar | editar código-fonte]

No dia 7 de outubro, Marcia Rosa foi reeleita com 55,36% dos votos válidos.[9]

Candidato(a) Vice 1º Turno
7 de outubro de 2012
Votação
Total Porcentagem
Marcia Rosa (PT) Donizete Tavares (PSC) 39.969 55,36%
Nei Serra (PSDB) Geraldo Guedes (PR) 39.969 33,73%
Engenheiro Pedrinho de Sá (PTB) Tião (PCdoB) 6.953 9,63%
Toninho da Elétrica (PSOL) Jardel Rezende (PSOL) 927 1,28%
Total de votos válidos 72.203 90,60%
Votos em branco 3.216 4,04%
Votos nulos 4.275 5,36%
Total 79.694 100%
Abstenções 15.389 16,18%
Votos apurados 79.694 100%
Total de eleitores 95083 100%
  Eleito(a)

Vereador[editar | editar código-fonte]

Dos Onze (11) vereadores eleitos, dois (2) eram em 2012 da base de Marcia Rosa. Nenhuma mulher foi eleita vereadora. O vereador mais votado foi Ademário da Silva Oliveira (PSDB), que teve 2.721 de votos. Os partidos que mais aparecem com vereadores são PDT e PT com três vereadores eleitos, em seguida o PSDB e o PMDB, com dois vereadores eleitos. Por último aparece o PSB com 1 vereador eleito.[6]

Resultado da eleição para a Câmara Municipal de Cubatão em 2012 por candidato[6]
Candidato Número Partido Votos Porcentagem
Ademário 45679 PSDB 2.721 3,65%
Dinho Heliodoro Adv 13555 PT 2.535 3,40%
Wagner Moura 13040 PT 2.290 3,07%
Roxinho 14314 PMDB 2.231 2,99%
Agnaldo Araujo 22444 PDT 2.151 2,88%
Ricardo Queixão 15777 PMDB 2.099 2,81%
Ivan Hildebrando 12622 PDT 2.073 2,78%
Cesar 12444 PDT 1.999 2,68%
Jair do Bar 13551 PT 1.878 2,52%
Dodo 40540 PSB 1.872 2,51%
Toninho Vieira 12444 PDT 1.749 2,34%
Prof. Fabio Inacio 13500 PT 1.673 2,24%
Celso D' Água 12232 PDT 1.588 2,13%
Professor Cage 13013 PT 1.533 2,05%
Rafael Tucla 12369 PDT 1.518 2,03%
Alemão 40654 PSB 1.411 1,89%
Sergio Peralta 15015 PMDB 1.284 1,72%
Professor Welinghton 13456 PT 1.228 1,65%
Pastor Manuel de Jesus 10123 PRB 1.201 1,61%
Augusto Rei do X-salada 15111 PMDB 1.201 1,61%
Bigode 55686 PSD 1.075 1,44%
Padua 13007 PT 1.036 1,39%
Dr. Anderson Veterinário 15246 PMDB 1.036 1,39%
Fabio Moura 45645 PSDB 1.015 1,36%
  Eleito(a)
Votos nominais 70.069 93,88%
Votos em legenda 4.570 4,81%
Votos válidos 74.639 93,66%
Votos nulos 2.350 2.47%
Votos em branco 2.705 6,45%
Total 79.694 100%

Cassação[editar | editar código-fonte]

No dia 10 de Maio de 2014 foi confirmada a cassação do mandato de Marcia Rosa e seu vice Donizete.[17]No dia 27 de Maio foi decretado o afastamento de Marcia e o presidente da câmara, Wagner Moura, do PMDB, assumiu a presidência de Cubatão.[18] A defesa de Marcia entrou com agravo regimental para reverter decisão do TRE-SP (Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo).

No dia 1 de Julho de 2014 o Tribunal Superior Eleitoral concedeu uma liminar que trouxe Marcia de volta a presidência de Cubatão. Wagner Moura ficou na presidência de Cubatão por 35 dias.[19] Marcia em entrevista para o Jornal da Tribuna disse que a cassação de seu mandato é oportunista, que não contribuirá para o desenvolvimento da cidade de Cubatão e que na atual situação econômica da cidade é necessária a união.[20] A prefeita diz que as denúncias contra ela são sem fundamento.

Análises[editar | editar código-fonte]

A vitória de Marcia Rosa para a prefeitura logo no primeiro turno foi uma experiência diferente para a prefeita que foi eleita pela segunda vez na cidade de Cubatão. Em depoimento, Marcia disse: "Quando você participa de um processo eleitoral no segundo mandato, ele tem uma experiência diferente. No primeiro mandato, você está disputando uma mudança. No segundo, as pessoas depositam a confiança e a esperança. Quando você vê que o resultado passou de 55%, a população aprovou o seu governo, e isso tem um significado tem muito especial”.[1] Marcia prometeu trabalhos intensos, e continuar na linha em que trabalho no seu primeiro mandato, só que com mais experiência. Para a prefeita seu maior desafio é manter os projetos de recuperação ambiental de Cubatão, já que a cidade foi considerada uma das mais poluídas do mundo e já foi chamada de "Vale da Morte" pelo jornal New York Times.[21]

Referências

  1. a b c d Globo (7 de outubro de 2012). «Marcia Rosa é reeleita prefeita de Cubatão, SP». Consultado em 8 de Junho de 2016 
  2. a b EleiçõesBrasil (27 de junho de 2014). «Resultados das Eleições 2012 em Cubatão - SP». Consultado em 7 de Junho de 2016 
  3. Globo (16 de outubro de 2012). «Eleições 2012 em números». Consultado em 7 de Junho de 2016 
  4. G1 (29 de outubro de 2012). «PT vai comandar maior nº de cidades grandes; PMDB lidera nas pequenas». Consultado em 13 de Junho de 2016 
  5. G1 (28 de outubro de 2012). «Apenas uma capital do país será comandada por uma mulher». Consultado em 13 de Junho de 2016 
  6. a b c UOL. «Placar Eleições - Cubatão». Consultado em 13 de Junho de 2016 
  7. UOL (6 de outubro de 2008). «Placar das Eleições». Consultado em 7 de Junho de 2016 
  8. Wikipédia (9 de dezembro de 2015). «Marcia Rosa». Consultado em 7 de Junho de 2016 
  9. a b Globo (16 de outubro de 2012). «Marcia Rosa é reeleita prefeita de Cubatão, SP». Consultado em 8 de Junho de 2016 
  10. G1 (23 de maio de 2013). «Prefeita de Cubatão, Marcia Rosa é cassada pela Justiça Eleitoral». Consultado em 13 de junho de 2016 
  11. a b IBOPE (14 de agosto de 2012). «Márcia Rosa, atual prefeita, e Nei Serra dividem as intenções de voto para prefeito de Cubatão». Consultado em 8 de Junho de 2016 
  12. a b IBOPE (20 de setembro de 2012). «Bauru: Aumenta vantagem de petista Marcia Rosa sobre Ex-prefeito Nei Serra». Consultado em 8 de Junho de 2016 
  13. a b IBOPE (4 de outubro de 2012). «Rodrigo Atual prefeita de Cubatão deverá ser reeleita no próximo domingo». Consultado em 8 de junho de 2016 
  14. TRE (29 de Setembro de 2012). «Pesquisa Eleitoral - SP 00301/2012». Consultado em 8 de Junho de 2016 
  15. TRE (29 de Setembro de 2012). «Pesquisa Eleitoral - SP-00983/2012». Consultado em 8 de Junho de 2016 
  16. TRE (29 de Setembro de 2012). «Pesquisa Eleitoral - SP-01591/2012». Consultado em 8 de Junho de 2016 
  17. G1 (10 de abril de 2014). «Marcia Rosa, prefeita de Cubatão, é cassada pelo TRE-SP». Consultado em 13 de junho de 2016 
  18. A Tribuna (27 de maio de 2014). «Wagner Moura deixa a Câmara e assume a Prefeitura de Cubatão». Consultado em 13 de Junho de 2016 
  19. Santa Portal (1 de julho de 2014). «TSE concede nova liminar e Marcia Rosa volta à prefeitura de Cubatão». Consultado em 13 de Junho de 2016 
  20. G1 (4 de julho de 2015). «Prefeita Marcia Rosa se manifestou sobre possibilidade de ser cassada». Consultado em 7 de Junho de 2016 
  21. O Globo (24 de Abril de 2012). «Em Cubatão, cidade que já foi a mais poluída do mundo, Agenda 21 fez a diferença». Consultado em 8 de Junho de 2016 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]