Eleição para mesa diretora da Câmara dos Deputados do Brasil em 2007

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

A eleição para a Mesa Diretora da Câmara dos Deputados do Brasil em 2007, ocorrida em 1 de fevereiro de 2007, elegeu Arlindo Chinaglia (PT) em segundo turno, como Presidente da Câmara dos Deputados do Brasil para o biênio 2007-2009. De acordo com a Constituição brasileira, o presidente da Câmara dos Deputados é o segundo na linha de sucessão da presidência da República (o primeiro é o vice-presidente).[1]

Eleição para presidente da Câmara dos Deputados do Brasil em 2007
  2005 ← Brasil → 2009
1 de fevereiro de 2007
Segundo turno
Chinaglia - 03-2008 (cropped).JPG Aldo Rebelo (16654292721) (cropped) (cropped).jpg
Candidato Arlindo Chinaglia Aldo Rebelo
Partido PT PCdoB
Natural de São Paulo São Paulo
Votos 261 243
Porcentagem 51,78% 48,22%


Coat of arms of Brazil.svg
Presidente da Câmara dos Deputados do Brasil

Titular
Aldo Rebelo
PCdoB

O primeiro turno contou com três candidatos disputando a presidência da Câmara. Arlindo Chinaglia (PT-SP), que recebeu 236 votos, Aldo Rebelo (PCdoB-SP) que obteve 175 votos e Gustavo Fruet (PSDB-PR), que obteve 98 votos. Apoiado por um bloco de 8 partidos (PMDB, PT, PP, PR, PTB, PSC, PSC, PTC,PTdoB), Chinaglia foi eleito no segundo turno com 261 votos contra 243 de Aldo Rebelo.[2]

Eleição[editar | editar código-fonte]

Primeiro turno[editar | editar código-fonte]

Candidatos Votos Porcentagem
Arlindo Chinaglia (PT) 236 46,36%
Aldo Rebelo (PCdoB) 175 34,38%
Gustavo Fruet (PSDB) 98 19,26%

Segundo turno[editar | editar código-fonte]

Candidatos Votos Porcentagem
Arlindo Chinaglia (PT) 261 51,78%
Aldo Rebelo (PCdoB) 243 48,22%
Total 504 100%
Em branco
Não votaram

Referências

  1. «Com base dividida, Chinaglia é eleito presidente da Câmara». Folha de São Paulo. Consultado em 13 de janeiro de 2021 
  2. «Eleição na Câmara vai para 2° turno; Aldo e Chinaglia disputam cargo». Folha de São Paulo. Consultado em 13 de janeiro de 2021