Eleição presidencial no Chile em 2021

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Eleição presidencial no Chile em 2021
  2017 ← Flag of Chile.svg → 2025
21 de novembro (Primeiro Turno)
19 de dezembro (Segundo Turno)
Gabriel Boric Font (2021) 4x3 cropped.png José Antonio Kast (2009) 4x3 cropped.jpg
Candidato Gabriel Boric José Antonio Kast
Partido Convergência Social Partido Republicano
Natural de Punta Arenas, MA Santiago, RM
Votos 4 620 890 3 650 088
Porcentagem 55,87% 44.13%
2021 Chilean presidential election by commune percentage (second round).svg
Candidato mais votado no segundo turno.
  Gabriel Boric
  José Antônio Kast


Coat of arms of Chile.svg
Presidente do Chile

Eleito
Gabriel Boric
Apruebo Dignidad logo.svg Convergencia Social (recorte).png

A eleição presidencial no Chile de 2021 foi realizada em dois turnos. O primeiro foi em 21 de novembro, e o segundo foi no dia 19 de dezembro, para eleger um presidente com um mandato de 4 anos. O segundo turno foi disputado entre José Antonio Kast, do Partido Republicano, em coligação com o Partido Conservador Cristão , e Gabriel Boric, da Convergência Sicial, na coligação Apruebo Dignidad, que venceu a eleição com 4.620.890 votos.

Sistema eleitoral[editar | editar código-fonte]

O Chile utiliza um sistema a duas-voltas, ou seja, possui um segundo turno caso um candidato não consiga uma maioria do voto no primeiro round.[1] O segundo turno foi realizado para 19 de dezembro.

No Congresso Nacional, os 155 membros da Câmara dos Deputados são eleitos por 28 círculos eleitorais multilaterais com entre três e oito cadeiras, por representação proporcional em lista aberta. Os assentos são alocados pelo método d'Hondt.[2] Os 50 membros do Senado são eleitos para mandatos de oito anos, com cerca de metade dos senadores renovados a cada eleição geral. Os senadores são eleitos a partir de 15 círculos eleitorais multi-membros de dois a cinco assentos de acordo com as regiões. As eleições de 2021 verão 27 membros eleitos, representando as regiões de Antofagasta, Biobío, Coquimbo, O'Higgins, Los Lagos, Los Ríos, Magallanes e Região Metropolitana de Santiago.[3]

Coat of arms of Chile.svg
Parte da série sobre
Política do Chile
Constituição
Portal do Chile

Principais candidatos[editar | editar código-fonte]

Haviam 3 candidatos populares nas pesquisas.[4] São eles:

Foto Candidato(a) Apoio político Notas
José Antonio Kast (2009) 4x3 cropped.jpg José Antonio Kast

Deputado

Partido Republicano
Unmatched close-bracket at pattern character 9
Gabriel Boric Font (2021) 4x3 cropped.png Gabriel Boric

Deputado

Convergência Social
Unmatched close-bracket at pattern character 9
Franco Parisi.png Franco Parisi

Candidato 2013

Partido da Gente
Unmatched close-bracket at pattern character 9

Resultados[editar | editar código-fonte]

P. Candidato Part. Apoio político 1º Turno 2º Turno
Votos Votos
José Antonio Kast (2009) 4x3 cropped.jpg José Antonio Kast
Partido Republicano
1 961 122
 
27,91%
3 650 088
 
44,13%
Gabriel Boric Font (2021) 4x3 cropped.png Gabriel Boric
Convergência Social
Frente Ampla 1 814 809
 
25,83%
4 620 890
 
55,87%
Franco Parisi.png Franco Parisi
Partido da Gente
899 403
 
12,80%
SEBASTIAN SICHEL 2019 (cropped).jpg Sebastián Sichel
Chile Vamos
Chile Vamos 898 510
 
12,79%
Yasna Provoste Campillai (2021) (cropped).jpg Yasna Provoste
PDC
PDC
PS
815 558
 
11,61%
Marco Enríquez-Ominami 2018 (4x3).jpg Marco Enríquez-Ominami
Progressista
Progressista 534 485
 
7,61%
Eduardo Artés 2021 - 7 de octubre (cropped).jpg Eduardo Artés
União Patriótica
UP 103 181
 
1,47%
Total de votos válidos 7 027 068 98,76% 8 270 978 98,89%
Votos nulos 57 200 0,80% 68 802 0,82
Votos em branco 31 322 0,44% 24 130 0,29%
Total de votos emitidos 7 115 590 100% 8 363 910 100%
Total eleitoral 15 030 973 100% 15 030 974 100%
Participação 47,34% 55,63%
Resultados: 99,99% das mesas apuradas (Servel)[5]

Por volta das 20h21 do dia 19 de dezembro de 2021, durante a apuração do segundo turno, Boric tinha 55,86% dos votos válidos, enquanto Kast tinha 44,14%, com 99,47% das urnas apuradas, o candidato de esquerda terminou o primeiro turno em segundo lugar, mas obteve uma virada histórica no segundo turno, conseguindo então se tornar o presidente do Chile com um mandato de quatro anos, a partir de 2022.

Referências

  1. «IFES Election Guide | Elections: Chile President 2017». www.electionguide.org. Consultado em 26 de novembro de 2020 
  2. «IPU PARLINE database: CHILE (Cámara de Diputados), Electoral system». archive.ipu.org. Consultado em 26 de novembro de 2020 
  3. «IPU PARLINE database: CHILE (Senado), Electoral system». archive.ipu.org. Consultado em 26 de novembro de 2020 
  4. Mostrador, El (10 de dezembro de 2020). «Agenda Criteria de noviembre: Jadue, Lavín, Jiles y Matthei lideran preferencias presidenciales». El Mostrador (em espanhol). Consultado em 10 de dezembro de 2020 
  5. «SERVEL» (em espanhol). Consultado em 22 de novembro de 2021. Arquivado do original em 22 de novembro de 2021 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]