Eleições em Israel

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo ou secção necessita de referências de fontes secundárias fiáveis publicadas por terceiros (desde março de 2015).
Por favor, melhore-o, incluindo referências mais apropriadas vindas de fontes fiáveis e independentes.
Fontes primárias, ou que possuem conflito de interesse geralmente não são suficientes para se escrever um artigo em uma enciclopédia.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

As Eleições em Israel se limitam, a nível nacional, a eleições da Knesset, o parlamento israelense. A Knesset possui 120 membros eleitos em cada quatro anos por um sistema proporcional integral de um turno. Entretanto, a maioria das eleições na história do país não foram realizadas no espaço de tempo marcado, mas sim precipitadamente (somente 1 das 8 legislaturas da Knesset conseguiu terminar o mandato). Eleições antecipadas podem ser convocadas pela Knesset, ou por um decreto do presidente, o que normalmente ocorre em ocasiões de impasse político e de incapacidade do Executivo em obter o apoio do parlamento para governar. Dificuldades na aprovação do orçamento anual do governo pela Knesset até 31 de março (3 meses depois do início do ano fiscal) também levam automaticamente a convocação de eleições antecipadas.

O sistema eleitoral israelense possui uma cláusula de barreira de 2% na qual favorece os partidos pequenos e evita grandes maiorias. Logo, para poder se formar um governo, é preciso que se formem coalizões. Depois do resultado das eleições, o Presidente de Israel terá uma semana para realizar consultas e escolher o cabeça da lista que tiver, em sua opinião, mais possibilidades de formar uma coalizão, apesar de não ter necessariamente obtido o maior número de deputados.

O candidato designado dispõe de um prazo de 28 dias para apresentar seu governo à Kneset, que pode ser prolongado por mais 14 dias. Se não o fizer, o presidente escolhe outro candidato, que também contará com um prazo de 28 dias.

Em três ocasiões o primeiro-ministro foi eleito em uma eleição direta, em vez de ser nomeado pelo presidente. Houve eleições em 1996, 1999 e 2001, mas o sistema foi abandonado por não formar governos estáveis, pela falta de maioria no Parlamento. Por outro lado, Israel também tem um presidente, mas é uma figura simbólica que é eleita pelo Parlamento para servir por um período de 7 anos, sem poder se reeleger.

Eleições[editar | editar código-fonte]

Eleições legislativas em Israel em 2009

Partido Letras na Cédula Votos % Cadeiras +/–
Kadima כן 758.032 22,47% 28 −1
Likud מחל 729.054 21,61% 27 +15
Yisrael Beitenu ל 394.577 11,70% 15 +4
Partido Trabalhista אמת 334.900 9,93% 13 –6
Shas שס 286.300 8,49% 11 –1
Judaismo Unido da Torah ג 147.954 4,39% 5 –1
Lista Árabe UnidaTa'al עם 113.954 3,38% 4
União Nacional ט 112.570 3,34% 4
Hadash ו 112.130 3,32% 4 +1
Meretz מרצ 99.611 2,95% 3 –2
Lar Judeu ב 96.765 2,87% 3
Balad ד 83.739 2,48% 3
Meimad ה 27.737 0,82%
Gil זך 17.571 0,52% –7
Ale Yarok קנ 13.132 0,39%
Os Verdes רק 12.378 0,37%
Yisrael Hazaka חי 6.722 0,20%
Tzabar צי 4.752 0,14%
Koah LeHashpi'a פ 3.696 0,11%
Partido Trabalhista Da'am ק 2.645 0,08%
Yisrael HaMithadeshet נ 2.572 0,08%
Sobreviventes do Holocausto e Ale Yarok Alumni יק 2.346 0,07%
Líder קץ 1.887 0,06%
Tzomet ץ 1.520 0,05%
Koah HaKesef קפ 1.008 0,03%
Direito dos homens no Partido da Família פק 921 0,03%
HaYisraelim ים 856 0,03%
Or אר 815 0,02%
Ahrayut נפ 802 0,02%
Brit Olam פי 678 0,02%
Lev LaOlim ינ 632 0,02%
Lazuz נץ 623 0,02%
Lehem נר 611 0,02%
Votos válidos - 3.373.490 98,74% - -
Votos brancos ou nulos - 43.097 1,26% - -
Total - 3.416.587 100,00% 120 -
Fonte: Knesset Board of Elections

Ver também[editar | editar código-fonte]