Eleições estaduais em Roraima em 2010

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
2006 Brasil 2014
Eleições estaduais de  Roraima em 2010
31 de outubro de 2010
(Decisão em segundo turno)
José de Anchieta Junior in 2009.jpg Deputado Federal Neudo Campos.jpg
Candidato José de Anchieta Júnior Neudo Campos
Partido PSDB PP
Natural de Jaguaribe, CE Boa Vista, RO
Vice Chico Rodrigues Marília Pinto
Votos 107.466 105.707
Porcentagem 50,41% 49,59%


Brasão de Roraima.svg
Governador de Roraima

As eleições estaduais de Roraima em 2010 aconteceram em 3 de outubro, como parte das eleições gerais no Brasil daquele ano. Nesta ocasião, foram realizadas eleições em todos os 26 estados brasileiros e no Distrito Federal. Os cidadãos aptos a votar elegeram o Presidente da República, o Governador e dois Senadores por estado, além de deputados estaduais e federais. Como nenhum dos candidatos a presidente e governador de Rondônia recebeu mais da metade do votos válidos, um segundo turno foi realizado no dia 31 de outubro, na eleição presidencial o segundo turno foi entre Dilma Roussef (PT) e José Serra (PSDB), com vitória de Dilma; já no governo de Roraima foi entre Neudo Campos e Anchieta, com vitória de Anchieta. Segundo a Constituição Federal, o Presidente e os Governadores são eleitos diretamente para um mandato de quatro anos, com um limite de dois mandatos, sendo assim o presidente Luiz Inácio Lula da Silva ficou impedido de se candidatar, já que foi eleito em 2002 e reeleito em 2006. Já Anchieta, que assumiu o governo roraimense em 2007, em decorrência do falecimento de Ottomar Pinto, eleito em 2006, tentou uma reeleição e venceu-a.

Candidatos para o governo e resultados[editar | editar código-fonte]

Em Roraima, foram quatro os candidatos à governador. O governador Anchieta candidatou-se para uma reeleição e venceu-a no segundo turno com aproximadamente 1% de diferença.[1][2]

Candidato à governador(a) Candidato à vice-governador(a) Número Coligação Votos Porcentagem
Neudo Campos
PP
Marília Pinto
PSB
11
Pra Roraima Voltar a ser Feliz

PP, PSB, PT, PTB, PSC, PTC e PHS

104.804 47,62%
José de Anchieta Júnior
PSDB
Chico Rodrigues
DEM
45
União por Roraima
PSDB, DEM, PMDB, PR, PPS e PTN
99.124 45,03%
Dr. Petrônio Araújo
PHS
Riobranco Brasil
PHS
31
Sem Coligação
14.063 6,39%
Robert Dagon
PSOL
Jeane de Lima
PSOL
50
Sem Coligação
2.166 0,96%
  Segundo Turno

Segundo turno[editar | editar código-fonte]

Candidato à governador(a)
(em ordem alfabética)
Candidato à vice-governador(a) Número Coligação Votos Porcentagem
José de Anchieta Júnior
PSDB
Chico Rodrigues
DEM
45
União por Roraima
PSDB, DEM, PMDB, PR, PPS e PTN
107.466 50,41%
Neudo Campos
PP
Marília Pinto
PSB
11
Pra Roraima voltar a ser feliz
PP, PSB, PT, PTB, PSC e PTC
105.707 49,59%
  Eleito(a)

Candidatos ao Senado e resultados[editar | editar código-fonte]

Foram nove candidatos à senador em Roraima, dos quais Romero Jucá (PMDB) e Ângela Portela (PT) foram eleitos. Os candidatos Jorge Schwinden (PSOL), Lauro Barreto (PHS) e Leopoldo Junior (PCO) tiveram suas candidaturas cassadas.[1][2]

Candidato (a) ao Senado Suplentes Número Coligação Votos Porcentagem
Romero Jucá
PMDB
Wirlande da Luz (PMDB)
Sander Salomão (PMDB)
156
União por Roraima
PSDB, DEM, PMDB, PR, PPS e PTN
118.481 27,91%
Ângela Portela
PT
Nagib Lima (PT)
Pablo Sergio (PT)
131
Pra Roraima voltar a ser feliz
PP, PSB, PT, PTB, PSC e PTC
110.993 26,15%
Marluce Pinto
PSDB
Antonio Denaurim (PPS)
João Batista Aguiar (DEM)
456
União por Roraima
PSDB, DEM, PMDB, PR, PPS e PTN
90.938 21,42%
Telmário Mota
PDT
Rodrigo Mansur (PSL)
Fabio Almeida (PCdoB)
123
Roraima Verde e Limpa
PDT, PCdoB, PRB, PV, PSL, PSDC, PRTB, PMN e PRP.
54.481 12,84%
Hiran Gonçalves
PHS
Carlos Freire (PHS)
Laerth Macellaro (PHS)
311
Sem Coligação
31.578 7,44%
Aimberê Freitas
PV
Geovan Melo (PRB)
Claudio Barbosa (PV)
432
Roraima Verde e Limpa
PDT, PCdoB, PRB, PV, PSL, PSDC, PRTB, PMN e PRP.
17.985 4,24%
Jorge Schwinden
PSOL
Salvador Perrone (PSOL)
Raimundo Marques (PSOL)
500
Sem Coligação
0 0,00%
Lauro Barreto
PHS
André Luís Brandão (PHS)
Jorge Dias¹ (PP)
313
Sem Coligação
0 0,00%
Leopoldo Junior
PCO
Lídia Lopes² (PCO)
Celso Gouvea² (PCO)
299
Sem Coligação
0 0,00%

¹Jorge Dias foi lançado pela coligação Pra Roraima Voltar a Ser Feliz, cuja qual tinha entre os partidos o PHS, que posteriormente optou em lançar chapa própria.
²Lidia Lopes e Celso Gouvea foram lançados com o número 290.

  Eleito(a)

Deputados federais eleitos[editar | editar código-fonte]

Oito deputados federais foram eleitos pelo estado de Roraima.[1][2]

Candidato (a) Votos Porcentagem
Teresa Surita (PMDB) 29.804 13,38%
Paulo Cesar Quartiero (DEM) 19.145 8,60%
Johnathan de Jesus (PRB) 16.550 7,43%
Edio Lopes (PMDB) 15.383 6,91%
Luciano Castro (PR) 12.170 5,46%
Berinho Bantim (PSDB) 10.111 4,54%
Raul Lima (PP) 8.357 3,75%
Chico das Verduras (PRP) 5.903 2,65%

Obs.: A tabela acima mostra somente os candidatos eleitos.

Deputados estaduais eleitos[editar | editar código-fonte]

Vinte e quatro deputados estaduais foram eleitos no estado de Roraima.[1][2]

Candidato (a) Votos Porcentagem
Mecias de Jesus (PR) 9.143 4,06%
Rodrigo Jucá (PMDB) 6.444 2,86%
Aurelina Medeiros (PSDB) 5.289 2,35%
Marcelo Cabral (PPS) 4.595 2,04%
Chico Guerra (PSDB) 4.592 2,04%
Remidio da Amatur (PR) 4.355 1,93%
Celio Wanderley (DEM) 4.223 1,87%
Jalser (DEM) 4.209 1,87%
Jean (PMN) 3.909 1,73%
Naldo da Loteria (DEM) 3.847 1,71%
Brito (PP) 3.664 1,63%
Ionilson Sampaio (PSB) 3.395 1,51%
Macelo Natanael (PRB) 3.109 1,38%
Angela Aguida Portella (PSC) 3.059 1,36%
Gabriel (PSB) 3.018 1,34%
Joaquim Ruiz (PV) 2.779 1,23%
Chicão da Silveira (PDT) 2.692 1,19%
Coronel Chagas (PRTB) 2.318 1,03%
Flamarion Portela (PTC) 2.295 1,02%
Dhiego Coelho (PSL) 2.192 0,97%
George Melo (PSDC) 2.085 0,92%
Leonidio Netto (PRTB) 2.006 0,89%
Soldado Sampaio (PCdoB) 1.719 0,76%
Xingu (PSL) 1.666 0,74%

Obs.: A tabela acima mostra somente os candidatos eleitos.

Referências

  1. a b c d TSE:Candidaturas Divulgação de candidaturas 2010. Acessado em 24 de outubro de 2010.
  2. a b c d Placar UOL eleições: Resultado da eleição em Roraima.Acessado em 24 de outubro de 2010.