Eleições estaduais em Alagoas em 2018

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
2014 Brasil 2022
Eleições estaduais em  Alagoas em 2018
7 de outubro de 2018
(Turno único)
Recebe em audiência o governador de Alagoas, Renan Filho. (16551164323) - cropped.jpg Male portrait placeholder cropped.jpg
Candidato Renan Filho Josan Leite
Partido MDB PSL
Vice Luciano Barbosa Sérgio Simões
Votos 1.001.053 143.208
Porcentagem 77,30% 11,06%


Alagoas
Governador de Alagoas

Titular
Renan Filho
MDB

Eleito
Renan Filho
MDB

As eleições estaduais em Alagoas em 2018 serão realizadas em 7 de outubro, como parte das eleições gerais no Brasil. Os alagoanos aptos a votar irão eleger seus representantes na seguinte proporção: nove deputados federais, dois senadores e vinte e sete deputados estaduais. De acordo com a legislação eleitoral, no caso nenhum dos candidatos ao cargos de governador atingir mais de 50% dos votos válidos, um segundo turno será realizado em 28 de outubro.[1]

Resultado da eleição para governador[editar | editar código-fonte]

Segundo o Tribunal Superior Eleitoral houve 1.295.083 votos nominais (76,51%), 103.344 votos em branco (6,10%) e 294.448 votos nulos (17,39%) calculados sobre um total de 443.429 eleitores. O número de abstenções foi de 494.353 (22,60%).[2]

Candidatos a governador do estado
Candidatos a vice-governador Número Coligação Votação Percentual
Renan Filho

(Reeleição)
MDB

Luciano Barbosa

(Reeleição)
MDB

15
Avança mais Alagoas
(MDB, PT, PTB, PDT, PODE, PPS, PR, PCdoB, DEM, PHS, PV, AVANTE, PSD, PRTB, DC, PRP, PMB e PMN)
1.001.053
77,30%
Josan Leite
PSL
Sérgio Simões
PSL
17
Muda Alagoas de verdade
(PSL, PATRI, SD, NOVO e PPL)
143.208
11,06%
Pinto de Luna
PROS
Jorge VI
PSDB
90
Alagoas com o povo
(PROS, PSDB, PTC , PP, PSB, REDE, PSC e PRB)
94.653
7,31%
Basile Christopoulos
PSOL
Danúbia Barbosa
PSOL
50
Reconstruir Alagoas
(PSOL e PCB)
56.169
4,34%
Melquezedeque Farias
PCO
Élcio Lins
PCO
29
PCO (sem coligação)
2.858
0,26%
  Eleito

Em 14 de setembro, Fernando Collor, do PTC, decidiu retirar sua candidatura ao governo de Alagoas[3]. Em vídeo feito nas redes sociais, o senador e ex-presidente da República afirmou que o motivo de sua saída da eleição foi "falta de unidade" da coligação "Alagoas com o Povo"[4]. Após a desistência do candidato a vice, Kelmann Vieira, a coligação indicou como candidato ao governo do Estado de Alagoas o delegado federal aposentado, ex-Superintendente da Polícia Federal em Alagoas, Pinto de Luna (PROS) e Jorge VI (PSDB) como vice[5].


Governador
Partido Candidato Votos Votos (%)
  MDB Renan Filho 1 001 053
 
77,13%
  PSL Josan Leite 143 208
 
11,03%
  PROS Pinto de Luna 94 653
 
7,29%
  PSOL Basile 56 169
 
4,33%
  PCO Melquezedeque 2 858
 
0,22%
Totais 1 297 941  

Resultado da eleição para senador[editar | editar código-fonte]

Turno Único[editar | editar código-fonte]

Segundo o Tribunal Superior Eleitoral houve 2.602.484 votos nominais (76,87%), 245.663 votos em branco (7,26%) e 537.603 votos nulos (15,88%) calculados sobre um total de 443.429 eleitores que nesta eleição, tinham o direito de votar em dois senadores. O número de abstenções foi de 103.929 (18,99%).[2]

Candidatos a senador da República
Candidatos suplente Número Coligação Votação Percentual
Rodrigo Cunha
PSDB
Eudócia Caldas
PSB
Henrique Arruda
PROS
456
Alagoas com o povo
(PTC, PSDB, PP, PSB, REDE, PSC, PROS e PRB)
895.738
34,42%
Renan Calheiros
MDB
Rafael Tenório
MDB
Silvânia Barbosa
PRTB
151
Avança mais Alagoas
(MDB, PT, PTB, PDT, PODE, PPS, PR, PCdoB, DEM, PHS, PV, AVANTE, PSD, PRTB, DC, PRP, PMB e PMN)
621.562
23,76%
Maurício Quintella
PR
Luiz Romero Farias
PR
Gilvânia Barros
MDB
222
Avança mais Alagoas
(MDB, PT, PTB, PDT, PODE, PPS, PR, PCdoB, DEM, PHS, PV, AVANTE, PSD, PRTB, DC, PRP, PMB e PMN)
494.027
18,98%
Benedito de Lira
PP
Lúcia Teófilo
PSDB
Gustavo Lima
PP
111
Alagoas com o povo
(PTC, PSDB, PP, PSB, REDE, PSC, PROS e PRB)
364.316
14,00%
Flávio Moreno
PSL
Sarita Machado
PSL
Marcos Perciano
PSL
177
Muda Alagoas de verdade
(PSL, PATRI, SD, NOVO e PPL)
142.757
5,49%
Cícero Albuquerque
PSOL
Felipe Cavalcante
PSOL
Neneza Domingos

PSOL

500
Reconstruir Alagoas
(PSOL e PCB)
57.747
2,22%
Osvaldo Maciel
PCB
Inaldo Valões
PCB
Antônio Ugá
PSOL
210
Reconstruir Alagoas
(PSOL e PCB)
14.785
0,57%
Sérgio Cabral
PATRI
Junior Moreira
PATRI
Luana Borges
PSL
511
Muda Alagoas de verdade
(PSL, PATRI, SD, NOVO e PPL)
11.552
0,44%
Flávia Melo
PCO
Kátia Cavalcante
PCO
Nil Andrade
PCO
290
PCO (sem coligação)
2.735
0,12%
  Eleito

Deputados Federais eleitos[editar | editar código-fonte]

São relacionados os candidatos eleitos com informações complementares da Câmara dos Deputados. Ressalte-se que os votos em branco eram considerados válidos para fins de cálculo do quociente eleitoral nas disputas proporcionais até 1997, quando essa anomalia foi banida de nossa legislação.[6]

Deputados Federais eleitos Partido Votação Percentual Cidade onde nasceu Unidade federativa
João Henrique Caldas PSB 178.645 12,25% Maceió  Alagoas
Arthur Lira PP 143.858 9,86% Maceió  Alagoas
Marx Beltrão PSD 139.458 9,56% Maceió  Alagoas
Sérgio Toledo PR 98.201 6,73% Maceió  Alagoas
Nivaldo Albuquerque PTB 84.956 5,82% Maceió  Alagoas
Isnaldo Bulhões MDB 71.847 4,93% Maceió  Alagoas
Severino Pessôa PRB 70.413 4,83% Arapiraca  Alagoas
Paulo Fernando PT 60.900 4,18% Recife  Pernambuco
Tereza Nelma PSDB 44.207 3,03% Arapiraca  Alagoas