Eleições estaduais em São Paulo em 2018

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde setembro de 2018). Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.
Eleições estaduais de 2018 em São Paulo
  2014 ← São Paulo → 2022
7 de outubro (Primeiro turno)
28 de outubro (Segundo turno)
Prefeito João Doria, 2017.jpg Márcio França na posse do secretário do Desenvolvimento Social 2018 (cropped).jpg
Candidato(a) João Doria Márcio França
Partido PSDB PSB
Natural de São Paulo, SP Santos, SP
Vice Rodrigo Garcia
DEM
Coronel Eliane Nikoluk
PR
Colégio Eleitoral 392 municípios 251 municípios + capital
Votos 10.990.350 10.248.740
Porcentagem 51,75% 48,25%
Mapa da Eleição estadual em São Paulo em 2018 por município (2.º turno).svg
Candidato mais votado por município (645):
  João Doria
  Márcio França

Eleito(a)
João Doria
PSDB

As eleições estaduais em São Paulo em 2018 foram realizadas em 7 de outubro, como parte das eleições gerais no Distrito Federal e em 26 estados, para eleger um governador e vice-governador, dois senadores e quatro suplentes de senador, 70 deputados federais e 94 estaduais.[1] Na eleição para governador, o empresário e ex-prefeito da capital João Doria (PSDB) terminou em primeiro lugar com 31,77% dos votos, seguido pelo então governador e candidato a reeleição Márcio França (PSB), com 21,53%.[2] Como o primeiro colocado não atingiu mais de 50% dos votos, um segundo turno foi realizado em 28 de outubro.[1] Por uma apertada vantagem de pouco mais de 700 mil votos, Doria foi eleito governador com 51,75%, e França ficou em segundo com 48,25%.[3]

Para o Senado Federal, os deputados federais Major Olímpio (PSL) e Mara Gabrilli (PSDB) foram os eleitos para ocupar as cadeiras pertencentes a Aloysio Nunes (PSDB, vaga interinamente ocupada por Airton Sandoval do MDB) e Marta Suplicy (sem partido). Eles tiveram, respectivamente, 25,81% e 18,59% dos votos. Eduardo Suplicy (PT), então vereador da capital paulista ficou em terceiro com 13,32% dos votos, e o deputado federal Ricardo Tripoli (PSDB) em quarto com 9,00%.[4]

Governador Eleito[editar | editar código-fonte]

O governador eleito é o ex prefeito de São Paulo é ex Presidente da EMBRATUR ,João Doria do PSDB

Vice governador eleito[editar | editar código-fonte]

O vice-governador eleito foi o deputado federal, Rodrigo Garcia do Democratas, Rodrigo Garcia já foi secretário de Habitação no governo Geraldo Alckmin. e já foi Deputado Estadual por São Paulo.


Senadores eleitos[editar | editar código-fonte]

O Senador mais votado foi o deputado federal Major Olímpio do PSL a segunda Senadora eleita foi Mara Gabrilli deputada federal do PSDB

Candidatos a governador[editar | editar código-fonte]

  • João Doria (PSDB): No poder há 24 anos, o partido lançou a candidatura do ex-prefeito de São Paulo João Doria, que precisou vencer as prévias da legenda derrotando nomes como José Anibal e Floriano Pesaro.[5][6] Seu candidato a vice é o deputado federal Rodrigo Garcia, do DEM. Conta com o apoio de cinco partidos: DEM, PSD,[7] PTC, PRB e PP.
  • Márcio França (PSB): Atualmente no poder, o PSB lançou a candidatura a reeleição de Márcio França, ex-prefeito de São Vicente e atual governador de São Paulo. Não houve necessidade de fazer prévias para definir a candidatura. França foi eleito vice-governador em 2014 e assumiu o governo do estado em abril com a renúncia do antecessor Geraldo Alckmin, que deixou o governo paulista para disputar a Presidência da República. Conta com o apoio de quinze legendas: PR,[8] PPS,[9] PV,[10] PPL, PHS,[11] PSC, PROS,[12] PMB, Solidariedade,[13] Podemos,[14] PRP e Patriota.[15] Sua vice é a tenente coronel Eliane Nikoluk, do PR.
  • Paulo Skaf (MDB): O MDB confirmou Paulo Skaf como candidato em convenção realizada em 28 de julho. Skaf é empresário e presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP). Já foi candidato a governo paulista em 2014 pelo partido, quando recebeu 4.594.708 votos.[16] Em chapa que não conta com apoio de outras legendas, sua vice é a tenente-coronel Carla Basson.
  • Luiz Marinho (PT): O Partido dos Trabalhadores possuía vários pré-candidatos até o final de 2017, sendo eles o ex-Prefeito de São Bernardo do Campo Luiz Marinho e o ex-prefeito de Guarulhos Elói Pietá. Marinho venceu as prévias e foi lançado como candidato. Contará com o apoio do PCdoB e sua vice será a professora Ana Bock.[17]
  • Prof. Claudio Fernando (PMN): O PMN resolveu lançar a candidatura do presidente estadual e ex-secretário de Portos e Aeroportos em Santos e secretário de Desenvolvimento Econômico do Guarujá. Será a primeira candidatura própria do partido para governador no estado. Contará com o apoio do Rede Sustentabilidade, que terá como vice Roberto Campos.[18]
  • Professora Lisete (PSOL): O PSOL decidiu-se por lançar Lisete Arelaro, professora da USP. Contará com o apoio do PCB.[19][20]
  • Toninho Ferreira (PSTU): Seguindo projeto de candidatura própria, o PSTU lança Toninho Ferreira para governador.[21][22]
  • Rodrigo Tavares (PRTB): O PRTB apostará na candidatura do advogado Rodrigo Tavares. Recebe apoio do PSL.[23] Já trabalhou em diversas secretarias municipais de Guarulhos, como Saúde, Governo, Cultura, Assistência Social e Assuntos Jurídicos. Também passou pelo Procon e pela Fazenda Pública do Estado de São Paulo. Seu último cargo foi de Diretor da Secretaria Municipal de Trabalho em Guarulhos.[24]
  • Major Costa e Silva (DC): O Democracia Cristã apostará na candidatura do Major Costa e Silva ao Governo do Estado[25]
  • Marcelo Cândido (PDT): O partido chegou a anunciar o apoio a candidatura de Márcio França, mas no dia 5 de agosto oficializou a candidatura do ex-prefeito de Suzano Marcelo Cândido. A candidata a vice é Gleides Sodré [26][27]
  • Rogério Chequer (NOVO): O partido Novo apostará na candidatura do criador do Movimento Vem Pra Rua Rogério Chequer.[28]
  • Edson Dorta/Lilian Miranda (PCO): O carteiro disputou as eleições 2016 como candidato a prefeito de Campinas foi escolhido como candidato do partido ao Governo do Estado. A candidata a vice será Lilian Miranda.[29]Porém em 11 de setembro de 2018 foi considerado inelegivel pelo TRE[30].Dias depois,em 17 de setembro o partido registrou a ex-candidata a vice de Dorta Lilian Miranda como candidata ao Governo de SP[31]
Candidato(a) a governador(a) Candidato(a) a vice-governador(a) Coligação/Partido Coligações proporcionais/Partido Tempo de
horário eleitoral
Professora Lisete Arelaro em 2018 fala sobre Paulo Freire (cropped).jpg Professora Lisete
PSOL
Professor Maurício Costa
PSOL
50 Sem Medo de Mudar São Paulo
PSOL, PCB
0:09
Female portrait placeholder cropped.jpg Lilian Miranda
PCO
Marcio Roberto Oliveira
PCO
29 Partido da Causa Operária
PCO
0:04
Caricatura Major Costa e Silva.jpg Major Costa e Silva
DC
Cabo Fátima
DC
27 Democracia Cristã
DC
0:06
Márcio França na posse do secretário do Desenvolvimento Social 2018 (cropped)(2).jpg Márcio França
PSB
Coronel Eliane Nikoluk
PR
40 São Paulo Confia e Avança
PSB, PR, PSC, PPS, PTB, PV, PODE, PMB, PHS, PPL, PRP, PATRI, PROS, SD, AVANTE
PSB, PTB, PPS, PSC
PSB, PTB, PPS, PSC
Unidos Por São Paulo
PODE, PHS, PMB
Partidos sem coligação
PR / PV / PPL / PRP / PATRI / PROS / SD / AVANTE
2:17
Caricatura Rodrigo Tavares PRTB-SP.jpg Rodrigo Tavares
PRTB
Jairo Glikson
PRTB
28 São Paulo Acima de Tudo, Deus Acima de Todos
PRTB, PSL
Partido Renovador Trabalhista Brasileiro
PRTB
Partido Social Liberal
PSL
0:06
Caricatura de Rogério Chequer.png Rogério Chequer
NOVO
Andrea Menezes
NOVO
30 Partido Novo
NOVO
0:04
Toninho Ferreira PSTU (cropped).jpg Toninho Ferreira
PSTU
Ariana Gonçalves
PSTU
16 Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado
PSTU
0:04
Luiz Marinho 2017.jpg Luiz Marinho
PT
Ana Bock
PT
13 São Paulo do Trabalho e de Oportunidades
PT, PCdoB
1:23
Temer e Paulo Skaf 2017 (cropped).jpg Paulo Skaf
MDB
Tenente-Coronel Carla
MDB
15 Movimento Democrático Brasileiro
MDB
1:10
Prefeito de Suzano Marcelo Candido.jpg Marcelo Cândido
PDT
Gleides Sodré
PDT
12 Partido Democrático Trabalhista
PDT
0:24
Cláudio Fernando como Consultor Econômico (cropped).jpg Prof. Cláudio Fernando
PMN
Roberto Campos
REDE
33 Mobilização Sustentável por São Paulo
PMN, REDE
0:09
João Doria em março de 2017.jpg João Doria
PSDB
Rodrigo Garcia
DEM
45 AceleraSP
PSDB, DEM, PSD, PRB, PP, PTC
PSDB-PSD-DEM-PP
PSDB, PSD, DEM, PP
Partido Republicano Brasileiro
PRB
Partido Trabalhista Cristão
PTC
2:58
Apresentação de acordo com a ordem da propaganda eleitoral[32] Sobras: 0:06
  Eleito
  Candidato avançou para o 2º turno
Indeferidos
Candidato(a) a governador(a) Candidato(a) a vice-governador(a) Coligação/Partido Notas
Edson Dorta na CDH como representante da Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios e Telégrafos e Similares (Fentect).jpg Edson Dorta
PCO
Lilian Miranda
PCO
29 Partido da Causa Operária
PCO
A candidatura de Dorta foi indeferida pelo plenário do Tribunal Regional Eleitoral por 6 a 1 por não apresentar as contas das Eleições 2016.[30] Sua candidatura foi substituída pela de Lilian Miranda, então vice-candidata em sua chapa.

Candidatos a senador[editar | editar código-fonte]

  • PSDB: O titular Aloysio Nunes Ferreira abdicou de sua candidatura a reeleição em razão do mandato de Ministro das Relações Exteriores. O partido lançou os deputados federais Mara Gabrilli e Ricardo Tripoli
  • DEM: Inicialmente o DEM chegou a anunciar a candidatura do apresentador José Luiz Datena. Após o mesmo desistir da disputa, o partido apoia as candidaturas do aliado PSDB.
  • MDB: A titular Marta Suplicy chegou a lançar sua candidatura a reeleição. Mas em 3 de agosto de 2018 em carta direcionada ao povo, abdicou de sua candidatura e saiu do partido alegando motivos pessoais. No lançamento da candidatura de Paulo Skaf foi lançada a candidatura da psicóloga Maria Aparecida Pinto, Cidinha,presidente do MDB Afro. Após a desistência de Marta, o ex-prefeito de Araraquara Marcelo Barbieri assumiu a primeira chapa.[33]
  • PT: O atual vereador de São Paulo, Eduardo Suplicy concorrerá a um mandato. Ele esteve no Senado por 24 anos. Junto com ele concorre o ex-deputado Jilmar Tatto.
  • PV: O deputado federal Mendes Thame chegou a anunciar sua candidatura ao senado pelo partido, mas a retirou para tentar a reeleição a Câmara dos Deputados.[10]
  • PSTU: O partido indicou para as duas vagas ao Senado Luiz Carlos Prates, o Mancha, e Eliana Ferreira.
  • Patriota: Coligado com o PSB lançou o empresário Marco Souza, conhecido por Dateninha, mas desistiu da candidatura e declarou apoio a Mário Covas Neto
  • PSB: O partido indicou ao Senado a ex-atleta Maureen Maggi.
  • PDT: O partido indicou ao Senado o ex-presidente da CGB Antônio Neto.
  • PSL: Coligado com o PRTB, partido indicou ao Senado o deputado federal Major Olímpio.
  • Podemos: O partido indicou ao Senado o vereador Mário Covas Neto.[14]
  • PRTB: Inicialmente o partido indicou ao Senado o empresário Jair Andreoni. Após o partido se coligar com o PSL, a candidatura foi retirada.
  • REDE: Coligado ao PMN, indicou ao Senado os nomes de Pedro Henrique de Cristo e Moira Lázaro.
  • PSOL: Coligado ao PCB, lançou como candidatos Silvia Ferraro e Daniel Cara.
  • DC: O partido lançou a candidatura ao Senado do diretor do Sindicato dos Funcionários Públicos do Município de Bertioga e delegado sindical Kaled.
  • NOVO: Primeiramente, indicou ao Senado o empresário e professor Christian Lohbauer, mas este acabou indo para a chapa presidencial como candidato a vice de João Amoêdo. Para seu lugar, entrou o produtor rural Diogo da Luz.
Candidato(a) a senador Candidatos a suplente Coligação/Partido Tempo de
horário eleitoral
Female portrait placeholder cropped.jpg Moira Lázaro Mandato Coletivo
REDE
1º: Nilza Camilo (REDE)
2º: Bruna Maria (REDE)1
180 Mobilização Sustentável por São Paulo
PMN, REDE
0:07
Male portrait placeholder cropped.jpg Pedro Henrique de Cristo
REDE
1º: Marcus do Preserve (REDE)
2º: Allen Ferraudo (REDE)
188
Male portrait placeholder cropped.jpg Nivaldo Orlandi
PCO
1º: Angelina Dias (PCO)
2º: Ulisses Coelho (PCO)
290 Partido da Causa Operária
PCO
0:03
Male portrait placeholder cropped.jpg Jair Andreoni
PRTB
1º: Alfredo Farina Júnior (PRTB)
2º: Reinaldo Castilho Pedroso (PRTB)
281 São Paulo Acima de Tudo, Deus Acima de Todos
PRTB, PSL
0:05
Dep Major Olimpio (SD - SP), concede entrevista (cropped).jpg Major Olímpio
PSL
1º: Giordano (PSL)
2º: Astronauta Marcos Pontes (PSL)
177
Female portrait placeholder cropped.jpg Cidinha
MDB
1º: Rodrigo Mandaliti (MDB)
2º: Maria Rita (MDB)
151 Movimento Democrático Brasileiro
MDB
0:55
Male portrait placeholder cropped.jpg Marcelo Barbieri
MDB
1º: Rodrigo Arenas (MDB)
2º: George (MDB)
155
Male portrait placeholder cropped.jpg Diogo da Luz
NOVO
1º: Rodrigo Fonseca (NOVO)
2º: Daniel Kotez (NOVO)
300 Partido Novo
NOVO
0:03
Female portrait placeholder cropped.jpg Professora Silvia Ferraro
PSOL
1º: Jorge Paz (PSOL)
2º: Jucinaldo Azevedo (PSOL)
500 Sem Medo de Mudar São Paulo
PSOL, PCB
0:07
Daniel Cara.jpg Educador Daniel Cara
PSOL
1º: Professora Luciene Cavalcante (PSOL)
2º: Paulo Spina (PSOL)
505
CDH - Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (35037336125).jpg Mancha
PSTU
1º: César Raya (PSTU)
2º: Raquel Polla (PSTU)
160 Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado
PSTU
0:03
Female portrait placeholder cropped.jpg Dra. Eliana Ferreira
PSTU
1º: Veruska Tenório (PSTU)
2º: Sérgio Koei (PSTU)
161
Ricardo Tripoli em dezembro de 2015.jpg Tripoli
PSDB
1º: Pastora Carlinda (PRB)
2º: João Jorge (PSDB)
450 AceleraSP
PSDB, DEM, PSD, PRB, PP, PTC
2:19
Mara Gabrilli (cropped).jpg Mara Gabrilli
PSDB
1º: Alfredo Cotait Neto (PSD)
2º: Ivani Boscolo (PSD)
457
Plenário do Senado (33858317614).jpg Antonio Neto
PDT
1º: Augusta Raeffray (PDT)
2º: Maria Amélia (PDT)
123 Partido Democrático Trabalhista
PDT
0:19
Eduardo Suplicy, senador por SP.jpg Eduardo Suplicy
PT
1º: Chicão (PCdoB)
2º: Silvana Donatti (PT)
131 São Paulo do Trabalho e de Oportunidades
PT, PCdoB
1:05
Jilmar Tatto.jpg Jilmar Tatto
PT
1º: Prof.ª Marilândia Frazão (PT)
2º: Dito (PT)
132
Maurren Maggi2.jpg Maurren Maggi
PSB
1º: Marco Souza Dateninha (PSB)2
2º: José Brito de França (PV)
400 São Paulo Confia e Avança
PSB, PR, PSC, PPS, PTB, PV, PODE, PMB, PHS, PPL, PRP, PATRI, PROS, SD, AVANTE
1:47
Mario covas neto (cropped).jpg Mário Covas Neto
PODE
1º: Raul Abreu (PODE)
2º: Ricardo Calvet (PODE)
191
Male portrait placeholder cropped.jpg Kaled
DC
1º: Galdi (DC)
2º: Barreto (DC)
277 Democracia Cristã
DC
3
Apresentação de acordo com a ordem da propaganda eleitoral[32]
↑1 - Bruna Maria substituiu Ana Paula Massonetto (REDE) após esta renunciar a candidatura
↑2 - Marco Souza Dateninha substituiu Paulo Correa (PV) após este renunciar a candidatura
↑3 - O candidato não possui tempo de horário eleitoral gratuito
Sobras:
0:07
  Eleito (a)

Pesquisas de opinião[editar | editar código-fonte]

1º turno[editar | editar código-fonte]

Data Instituto Margem de erro Skaf (MDB) Dória (PSDB) França (PSB) Marinho (PT) Costa e Silva (DC) Lisete (PSOL) Chequer (NOVO) Candido (PDT) Fernando (PMN) Rodrigo (PRTB) Toninho (PSTU) Lilian Miranda (PCO) Brancos e Nulos Indecisos
14/08 RealTime Big Data
±2%
25% 23%
6%
4%
0%
2%
1%
0%
0%
0%
0%
0%
22%
17%
20/08 IBOPE
±3%
18% 20%
5%
4%
3%
2%
0%
1%
1%
1%
1%
0%
29%
15%
22/08 Datafolha
±2%
20% 25%
4%
4%
2%
2%
1%
1%
1%
1%
1%
0%
26%
11%
06/09 Datafolha
±2%
23% 25%
8%
5%
2%
2%
1%
1%
1%
1%
1%
0%
22%
8%
10/09 IBOPE
±3%
22% 21%
8%
5%
2%
1%
1%
1%
1%
1%
1%
0%
24%
13%
18/09 IBOPE
±3%
24% 23%
9%
8%
2%
2%
1%
1%
1%
1%
1%
0%
17%
11%
20/09 Datafolha
±2%
22% 26%
11%
6%
2%
2%
1%
1%
1%
1%
1%
1%
22%
8%
24/09 IBOPE
±3%
24% 22%
12%
6%
4%
2%
1%
1%
1%
1%
1%
1%
18%
7%
28/09 Datafolha
±2%
22% 25%
14%
5%
3%
2%
1%
1%
1%
1%
1%
1%
15%
8%
03/10 IBOPE
±2%
21% 24%
14%
8%
3%
1%
1%
1%
1%
1%
0%
0%
14%
11%
04/10 Datafolha
±2%
22% 26%
16%
6%
2%
3%
1%
1%
1%
2%
1%
1%
11%
8%
06/10 IBOPE
±2%
24% 26%
14%
6%
3%
2%
1%
1%
0%
1%
1%
1%
11%
9%
06/10 Datafolha
±2%
21% 27%
16%
6%
4%
2%
1%
1%
1%
2%
0%
0%
-%
-%

2.º turno[editar | editar código-fonte]

Apenas votos válidos

Data Instituto Margem de erro Dória (PSDB) França (PSB)
15/10 Paraná Pesquisas
±2%
52,3% 47,7%
17/10 IBOPE
±3%
52% 48%
18/10 Datafolha
±3%
53% 47%
22/10 Paraná Pesquisas
±2%
54,1% 45,9%
23/10 IBOPE
±3%
53% 47%
25/10 Datafolha
±2%
52% 48%
26/10 Real Time Big Data
±2%
50% 50%
27/10 IBOPE
±2%
50% 50%
27/10 Datafolha
±2%
49% 51%

Debates televisionados[editar | editar código-fonte]

Para governador[editar | editar código-fonte]

1.º turno[editar | editar código-fonte]

Os candidatos Toninho Ferreira (PSTU), Major Costa e Silva (DC), Edson Dorta/Lilian Miranda (PCO), Rogério Chequer (NOVO) e Cláudio Fernando (PMN) não foram convidados para os debates realizados.

Data Organizadores Mediador Doria (PSDB) Skaf (MDB) França (PSB) Marinho (PT) Lisete (PSOL) Cândido (PDT) Tavares (PRTB)
16/08, 22h[34] Band São Paulo, BandNews TV Fabio Pannunzio Presente Presente Presente Presente Presente Presente Presente
24/08, 22h RedeTV! São Paulo Amanda Klein, Bóris Casoy, Mariana Godoy Presente Presente Presente Presente Presente Presente Presente
16/09, 18h TV Gazeta, O Estado de S. Paulo, Jovem Pan Maria Lydia Flândoli Presente Presente Presente Presente Presente Presente Presente
19/09, 17h45 SBT São Paulo, Folha de S. Paulo, UOL Carlos Nascimento Presente Presente Presente Presente Presente Presente Presente
29/09, 13h RecordTV São Paulo, R7 Reinaldo Gottino Presente Presente Presente Presente Presente Presente Presente
02/10, 22h05 TV Globo São Paulo, G1, GloboNews César Tralli Presente Presente Presente Presente Presente Presente Presente

2.º turno[editar | editar código-fonte]

Data Organizadores Mediador Doria (PSDB) França (PSB)
18/10, 22h30[35] Band São Paulo, BandNews TV Fábio Pannunzio Presente Presente
19/10, 13h30[36] RecordTV São Paulo, R7 Reinaldo Gottino Presente Presente
21/10, 18h[37] TV Gazeta, O Estado de S. Paulo, Jovem Pan Maria Lydia Flândoli Cancelado
23/10, 17h45[38] SBT São Paulo, Folha de S.Paulo, UOL Carlos Nascimento Presente Presente
25/10, 22h05[39] TV Globo São Paulo, G1, GloboNews César Tralli Presente Presente

Para senador[editar | editar código-fonte]

Foram chamados os 7 mais bem-posicionados na pesquisa Datafolha de intenção de voto do dia 6 de setembro.[40]

Data Organizadores Mediador Suplicy (PT) Covas (PODE) Olímpio (PSL) Mara (PSDB) Maurren (PSB) Tripoli (PSDB) Cidinha (MDB)
20/09, 13h RedeTV! São Paulo Mauro Tagliaferri e Erica Reis Presente Presente Presente Presente Ausente Presente Presente

Resultados[editar | editar código-fonte]

Governador[editar | editar código-fonte]

Candidato mais votado por município no 1.º turno (645 municípios):
  João Dória (509 municípios, incluindo a capital)
  Márcio França (101 municípios)
  Paulo Skaf (24 municípios)
  Luiz Marinho (11 municípios)
Candidato(a) Vice Primeiro turno
7 de outubro de 2018[2]
Segundo turno
28 de outubro de 2018[3]
Total Percentagem Total Percentagem
João Doria (PSDB) Rodrigo Garcia (DEM) 6.431.555 31,77% 10.990.350 51,75%
Márcio França (PSB) Coronel Eliane Nikoluk (PR) 4.358.998 21,53% 10.248.740 48,25%
Paulo Skaf (MDB) Tenente-Coronel Carla (MDB) 4.269.865 21,09% Não participaram
Luiz Marinho (PT) Ana Bock (PT) 2.563.922 12,66%
Major Costa e Silva (DC) Cabo Fátima (DC) 747.462 3,69%
Rogério Chequer (NOVO) Andrea Menezes (NOVO) 673.102 3,32%
Rodrigo Tavares (PRTB) Jairo Glikson (PRTB) 649.729 3,21%
Professora Lisete (PSOL) Professor Maurício Costa (PSOL) 507.236 2,51%
Prof. Claudio Fernando (PMN) Roberto Campos (REDE) 28.666 0,14%
Toninho Ferreira (PSTU) Ariana Gonçalves (PSTU) 16.202 0,08%
Marcelo Cândido (PDT) Gleides Sodré (PDT) 323.235 0,00%
Lilian Miranda (PCO) Marcio Roberto (PCO) 7.035 0,00%
→ Total de votos válidos 20.246.737 78,09% 21.239.090 82,20%
→ Votos em branco 1.801.747 6,95% 1.054.978 4,08%
→ Votos nulos 3.549.601 13,69% 3.543.394 13,71%
→ Votos anulados 330.270 1,27% 0 0%
Total 25.928.355 78,48% 25.837.462 78,22%
Abstenções 7.111.052 21,52% 7.195.323 21,78%
Eleitorado apto 33.032.372 33.032.785

Senador[editar | editar código-fonte]

Os candidatos Jair Andreoni (PRTB), Kaled (DC) e Nivaldo Orlandi (PCO) não tiveram seus votos calculados devido a problemas em suas candidaturas junto ao TSE.

Candidato(a) Turno único
7 de outubro de 2018[4]
Total Percentagem
Major Olímpio (PSL) 9.039.717 25,81%
Mara Gabrilli (PSDB) 6.513.282 18,59%
Eduardo Suplicy (PT) 4.667.565 13,32%
Ricardo Tripoli (PSDB) 3.154.058 9,00%
Maurren Maggi (PSB) 2.979.856 8,51%
Mário Covas Neto (PODE) 2.217.983 6,07%
Jilmar Tatto (PT) 2.103.377 6,00%
Diogo da Luz (NOVO) 1.778.884 5,08%
Cidinha (MDB) 587.859 1,68%
Silvia Ferraro (PSOL) 543.583 1,55%
Daniel Cara (PSOL) 440.118 1,26%
Marcelo Barbieri (MDB) 386.880 1,10%
Antonio Neto (PDT) 358.432 1,02%
Pedro Henrique de Cristo (REDE) 136.466 0,39%
Moira Lázaro (REDE) 129.146 0,37%
Eliana Ferreira (PSTU) 60.731 0,17%
Mancha (PSTU) 21.183 0,06%
Jair Andreoni (PRTB) 145.944 0,00%
Kaled (DC) 134.266 0,00%
Nivaldo Orlandi (PCO) 7.419 0,00%
→ Total de votos válidos 35.029.120 67,57%
→ Votos em branco 5.599.960 10,80%
→ Votos nulos 11.071.875 21,36%
→ Votos anulados 141.685 0,27%
Total 25.921.320 78,47%
Abstenções 7.111.052 21,53%
Eleitorado apto 33.032.372

Deputados federais eleitos[editar | editar código-fonte]

São relacionados os candidatos eleitos com informações complementares da Câmara dos Deputados.[41][42] O quociente eleitoral da eleição para deputado federal nesta eleição foi de 299.943 votos. Com isso,a eleição torna-se histórica pois o candidato Eduardo Bolsonaro tornou-se o deputado federal mais votado da história com 1.843.735 votos, superando a votação obtida por Enéas Carneiro nas Eleições 2002.[43][44]

Representação eleita

  PSL: 10
  PT: 8
  PR: 7
  PRB: 6
  PSDB: 6
  DEM: 5
  PP: 4
  PSB: 4
  NOVO: 3
  PODE: 3
  PSOL: 3
  MDB: 2
  PPS: 2
  PSD: 2
  PDT: 1
  PCdoB: 1
  PSC: 1
  PV: 1
  SD: 1
Deputados federais eleitos Partido Votação Percentual Cidade onde nasceu Unidade federativa
Eduardo Bolsonaro PSL 1.843.735 8,74% Rio de Janeiro  Rio de Janeiro
Joice Hasselmann PSL 1.078.666 5,11% Ponta Grossa  Paraná
Celso Russomanno PRB 521.728 2,47% São Paulo  São Paulo
Kim Kataguiri DEM 465.310 2,20% Salto  São Paulo
Tiririca PR 453.855 2,15% Itapipoca  Ceará
Tabata Amaral PDT 264.450 1,24% São Paulo  São Paulo
Katia Sastre PR 264.013 1,24% São Paulo  São Paulo
Sâmia Bomfim PSOL 249.877 1,18% Presidente Prudente  São Paulo
Capitão Augusto PR 242.327 1,15% Ourinhos  São Paulo
Marco Feliciano PODE 239.784 1,14% Orlândia  São Paulo
Baleia Rossi MDB 214.042 1,01% São Paulo  São Paulo
Vinicius Poit NOVO 207.118 0,99% São Bernardo do Campo  São Paulo
Luíza Erundina PSOL 176.883 0,83% Uiraúna  Paraíba
Renata Abreu PODE 161.239 0,76% São Paulo  São Paulo
Rui Falcão PT 158.389 0,75% Pitangui  Minas Gerais
Alexandre Frota PSL 155.522 0,74% Rio de Janeiro  Rio de Janeiro
Ivan Valente PSOL 155.334 0,74% São Paulo  São Paulo
Marcos Pereira PRB 139.165 0,67% Linhares  Espírito Santo
Carlos Zarattini PT 137.909 0,65% São Paulo  São Paulo
Marco Bertaiolli PSD 137.628 0,65% Mogi das Cruzes  São Paulo
Márcio Alvino PR 135.844 0,64% São Paulo  São Paulo
Guilherme Mussi PP 134.301 0,63% Curitiba  Paraná
Arnaldo Jardim PPS 132.363 0,63% Altinópolis  São Paulo
Alex Manente PPS 127.366 0,60% São Bernardo do Campo  São Paulo
Bruna Furlan PSDB 126.847 0,60% São Paulo  São Paulo
Carlos Sampaio PSDB 125.666 0,59% Campinas  São Paulo
Nilto Tatto PT 124.281 0,59% Frederico Westphalen  Rio Grande do Sul
Ricardo Izar PP 121.869 0,58% São Paulo  São Paulo
Vítor Lippi PSDB 120.529 0,57% Sorocaba  São Paulo
Tenente Derrite PP 119.034 0,56% Sorocaba  São Paulo
Cezinha de Madureira PSD 119.024 0,56% Ipiau  São Paulo
Fausto Pinato PP 118.684 0,56% Fernandópolis  São Paulo
Luiz Philippe de Orléans e Bragança PSL 118.457 0,56% Rio de Janeiro  Rio de Janeiro
Alexandre Leite DEM 116.416 0,55% São Paulo  São Paulo
Paulo Freire Costa PR 116.416 0,52% São Paulo  São Paulo
Enrico Misasi PV 108.038 0,51% São Paulo  São Paulo
Rosana Valle PSB 106.100 0,50% Santos  São Paulo
Samuel Moreira PSDB 103.215 0,49% Governador Valadares  Minas Gerais
Vanderlei Macris PSDB 102.708 0,48% Americana  São Paulo
Rodrigo Agostinho PSB 100.179 0,47% Cafelândia  São Paulo
Jefferson Campos PSB 99.974 0,47% Ourinhos  São Paulo
David Soares DEM 99.865 0,47% Rio de Janeiro  Rio de Janeiro
Coronel Tadeu PSL 98.373 0,47% São Paulo  São Paulo
Vinicius Carvalho PRB 97.862 0,46% Rio de Janeiro  Rio de Janeiro
Eduardo Cury PSDB 94.282 0,45% São José dos Campos  São Paulo
Miguel Lombardi PR 93.093 0,44% Limeira  São Paulo
Eli Corrêa Filho DEM 92.257 0,44% São Paulo  São Paulo
Gilberto Nascimento PSC 91.797 0,44% São Paulo  São Paulo
Geninho Zuliani DEM 89.378 0,42% Ribeirão Preto  São Paulo
Alexandre Padilha PT 87.576 0,42% Ribeirão Pires  São Paulo
Arlindo Chinaglia PT 87.449 0,41% Serra Azul  São Paulo
Professor Luiz Flávio Gomes PSB 86.433 0,41% Sud Mennucci  São Paulo
Roberto Alves PRB 82.097 0,39% Taubaté  São Paulo
Junior Bozzella PSL 78.712 0,37% Santos  São Paulo
Paulo Teixeira PT 78.512 0,37% Águas da Prata  São Paulo
Milton Vieira PRB 77.413 0,37% Iepê  São Paulo
Carla Zambelli PSL 76.306 0,37% Ribeirão Preto  São Paulo
Paulinho da Força SD 75.613 0,36% Porecatu  Paraná
Luiz Carlos Motta PR 75.218 0,36% Ribeirão Preto  São Paulo
General Peternelli PSL 74.190 0,35% Ribeirão Preto  São Paulo
Maria Rosas PRB 71.745 0,34% Angra dos Reis  Rio de Janeiro
Vicentinho PT 70.645 0,33% Santa Cruz  Rio Grande do Norte
Abou Anni PSL 69.256 0,32% São Paulo  São Paulo
Alencar Santana PT 67.892 0,32% Guarulhos  São Paulo
Orlando Silva PCdoB 64.822 0,31% Salvador Bahia Bahia
Adriana Ventura NOVO 64.341 0,30% São Paulo  São Paulo
Roberto de Lucena PODE 56.033 0,26% Santa Isabel  São Paulo
Herculano Passos MDB 49.653 0,24% Itu  São Paulo
Alexis Fonteyne NOVO 45.298 0,21% Campinas  São Paulo
Guiga Peixoto PSL 31.718 0,15% Tatuí  São Paulo

Deputados estaduais eleitos[editar | editar código-fonte]

Foram escolhidos 94 deputados estaduais para a Assembleia Legislativa de São Paulo. A eleição marcou pelo recorde de votos de Janaína Paschoal,com mais de 2 milhões de votos,sendo a deputada estadual mais votada na História.[45] Alem de pela primeira vez uma deputada transexual, Erica Malunguinho, e também de uma bancada coletiva, na figura de Mônica Bancada Ativista[46][47][48]

Representação eleita

  PSL: 15
  PT: 10
  PSDB: 8
  PSB: 8
  DEM: 7
  PR: 6
  PRB: 6
  NOVO: 4
  PODE: 4
  PP: 4
  PSOL: 4
  MDB: 3
  PPS: 2
  PSD: 2
  PTB: 2
  AVANTE: 1
  PATRI: 1
  PCdoB: 1
  PDT: 1
  PHS: 1
  PROS: 1
  PV: 1
  REDE: 1
  SD: 1
Deputados estaduais eleitos Partido Votação Percentual Cidade onde nasceu Unidade federativa
Janaína Paschoal PSL 2.060.786 9,88% São Paulo  São Paulo
Arthur Moledo do Val DEM 478.280 2,29% São Paulo  São Paulo
Carlos Giannazi PSOL 218.705 1,05% São Paulo  São Paulo
Coronel Telhada PP 214.445 1,03% São Paulo  São Paulo
Gil Diniz PSL 214.037 1,03% Serra Talhada  Pernambuco
Daniel José NOVO 183.480 0,88% Bragança Paulista  São Paulo
Jorge Wilson PRB 177.414 0,86% Bauru  São Paulo
Caio França PSB 162.166 0,85% Santos  São Paulo
Delegado Olim PP 161.569 0,78% São Paulo  São Paulo
Mônica Bancada Ativista[nota 1] PSOL 149.844 0,72% Mogi das Cruzes  São Paulo
Edmir Chedid DEM 135.991 0,65% Campinas  São Paulo
Major Mecca PSL 131.531 0,63% Osasco  São Paulo
Heni Ozi Cukier NOVO 130.214 0,62% São Paulo  São Paulo
André do Prado PR 123.313 0,59% Guararema  São Paulo
Alex de Madureira PSD 118.294 0,57% Piracicaba  São Paulo
Professor Kenny PP 117.567 0,56% Cubatão  São Paulo
Marta Costa PSD 117.159 0,56% São Paulo  São Paulo
Conte Lopes PP 116.806 0,56% São Paulo  São Paulo
Campos Machado PTB 115.580 0,55% Cerqueira César  São Paulo
Carlos Cezar PSB 115.556 0,55% Douradina  Paraná
Cauê Macris PSDB 114.460 0,55% Americana  São Paulo
Reinaldo Alguz PV 114.352 0,55% Tupã  São Paulo
Analice Fernandes PSDB 110.089 0,53% Jales  São Paulo
Bruno Ganem PODE 106.203 0,51% São Paulo  São Paulo
Milton Leite Filho DEM 105.492 0,51% São Paulo  São Paulo
Bruno Lima PSL 103.823 0,50% São Paulo  São Paulo
Fernando Cury PPS 99.815 0,48% Botucatu  São Paulo
Daniel Soares DEM 97.330 0,47% Rio de Janeiro  Rio de Janeiro
Barba PT 91.394 0,44% Água Boa  Minas Gerais
Carla Morando PSDB 89.636 0,43% São Caetano do Sul  São Paulo
Rogério Nogueira DEM 89.040 0,43% Indaiatuba  São Paulo
Barros Munhoz PSB 87.494 0,42% São Paulo  São Paulo
Bebel Noronha PT 87.169 0,42% Pirassununga  São Paulo
Rodrigo Gambale PSL 86.981 0,42% Mogi das Cruzes  São Paulo
Enio Tatto PT 86.744 0,42% Frederico Westphalen  Rio Grande do Sul
Altair Moraes PRB 86.230 0,41% Recife  Pernambuco
Luiz Fernando PT 85.271 0,41% Águas da Prata  São Paulo
Cézar Marmo PSDB 84.657 0,41% Osasco  São Paulo
Edna Macedo PRB 84.144 0,40% Rio das Flores  Rio de Janeiro
Jorge Luis Caruso MDB 83.758 0,40% São Paulo  São Paulo
Gilmaci Santos PRB 82.678 0,40% Dourados  Mato Grosso do Sul
Itamar Borges MDB 82.185 0,39% Santa Fé do Sul  São Paulo
Marcos Damásio PR 81.694 0,39% São Paulo  São Paulo
Rafael Zimbaldi PSB 80.789 0,39% Campinas  São Paulo
Paulo Fiorilo PT 80.430 0,39% Araraquara  São Paulo
Wellington Moura PRB 80.281 0,38% Santos  São Paulo
Dirceu Dalben PR 79.564 0,38% Campinas  São Paulo
José Americo PT 78.326 0,38% São Paulo  São Paulo
Ricardo Madalena PR 77.554 0,37% Santa Cruz do Rio Pardo  São Paulo
Léo Oliveira MDB 76.703 0,37% Barrinha  São Paulo
Rodrigo Moraes DEM 75.845 0,37% Itu  São Paulo
Sebastião Santos PRB 75.280 0,36% Ribeirão Pires  São Paulo
Douglas Garcia PSL 74.351 0,36% São Paulo  São Paulo
Mauro Maurici PT 74.254 0,36% Franco da Rocha  São Paulo
Carlão Pignatari PSDB 74.006 0,35% Votuporanga  São Paulo
Thiago Auricchio PR 73.435 0,35% São Caetano do Sul  São Paulo
Rafael Silva PSB 71.992 0,35% Jardinópolis  São Paulo
Maria Lúcia Amary PSDB 70.793 0,34% Santos  São Paulo
Roque Barbiere PTB 70.076 0,34% Coroados  São Paulo
Roberto Engler PSB 69.969 0,34% São Paulo  São Paulo
Marcos Zerbini PSDB 69.296 0,33% São Paulo  São Paulo
Emidio de Souza PT 65.898 0,32% Inúbia Paulista  São Paulo
Mauro Bragato PSDB 65.475 0,31% Lins  São Paulo
Vinícius Camarinha PSB 65.441 0,31% Marilia  São Paulo
Leci Brandão PCdoB 64.487 0,31% Rio de Janeiro  Rio de Janeiro
Márcia Lia PT 63.751 0,31% Araraquara  São Paulo
Roberto Morais PPS 63.447 0,30% Charqueada  São Paulo
Delegada Graciela PR 63.089 0,30% Franca  São Paulo
Dr. Jorge do Carmo PT 61.751 0,30% Anadia  Alagoas
Ed Thomas PTB 61.371 0,29% Santo Anastácio  São Paulo
Letícia Aguiar PSL 60.908 0,29% São José dos Campos  São Paulo
Estevam Galvão DEM 59.548 0,28% Garça  São Paulo
Ataíde Teruel PODE 58.136 0,28% Monte Aprazível  São Paulo
Erica Malunguinho PSOL 55.223 0,26% Recife  Pernambuco
Valéria Bolsonaro PSL 54.519 0,26% Campinas  São Paulo
Isa Penna PSOL 53.838 0,25% São Paulo  São Paulo
Alexandre Pereira SD 49.741 0,24% Caieiras  São Paulo
Paulo Corrêa Júnior PATRI 46.438 0,22% Santos  São Paulo
Damaris Moura PHS 45.103 0,22% Vitória da Conquista Bahia Bahia
Tenente Nascimento PSL 45.050 0,22% São Paulo  São Paulo
Márcio da Farmácia PODE 44.969 0,22% Reginópolis  São Paulo
Zé Aprígio PODE 43.320 0,21% Minador do Negrão  Alagoas
Adriana Borgo PROS 41.953 0,20% São Paulo  São Paulo
Marina Helou REDE 39.839 0,19% São Paulo  São Paulo
Danilo Balas PSL 38.661 0,19% Sorocaba  São Paulo
Márcio Nakashima PDT 38.081 0,18% Guarulhos  São Paulo
Oscar Castelo Branco PSL 38.026 0,18% São Paulo  São Paulo
Sargento Neri AVANTE 34.238 0,16% Lins  São Paulo
Sergio Victor NOVO 29.909 0,14% São Paulo  São Paulo
Ricardo Mellão NOVO 27.150 0,13% São Paulo  São Paulo
Adalberto Freitas PSL 26.153 0,13% Porto Alegre  Rio Grande do Sul
Frederico D'Avila PSL 24.470 0,12% São Paulo  São Paulo
Tenente Coimbra PSL 24.109 0,12% Santos  São Paulo
Coronel Nishikawa PSL 23.094 0,11% Vera Cruz  São Paulo

Notas e referências

Notas

  1. Candidatura conjunta representada por Mônica Seixas e mais 8 pessoas.

Referências

  1. a b Ramalho, Renan (18 de dezembro de 2017). «TSE aprova calendário eleitoral de 2018; normas sobre voto impresso e 'fake news' ficam para março». G1. Consultado em 22 de outubro de 2018 
  2. a b Brasilino, Carlos Estênio (7 de outubro de 2018). «Eleições 2018: Doria e França vão ao 2º turno para governador de SP». Metrópoles. Consultado em 31 de outubro de 2018 
  3. a b «Doria derrota França, é eleito governador e mantém hegemonia do PSDB em SP». Folha de S.Paulo. 28 de outubro de 2018. Consultado em 31 de outubro de 2018 
  4. a b Santiago, Tatiana (7 de outubro de 2018). «Major Olimpio (PSL) e Mara Gabrilli (PSDB) são eleitos senadores por São Paulo». G1. Consultado em 10 de outubro de 2018 
  5. Jean Raupp (18 de março de 2018). «PSDB define em prévia João Doria como pré-candidato ao governo de SP». G1. Consultado em 15 de agosto de 2018 
  6. «Doria escolhe deputado Rodrigo Garcia para vice». Folha de São Paulo. Consultado em 15 de agosto de 2018 
  7. Caio Prestes e Roney Domingos. «PSD decide apoiar candidatura de João Doria (PSDB) ao governo do estado de SP». G1. Consultado em 15 de agosto de 2018 
  8. G1 SP (28 de julho de 2018). «PR oficializa apoio a Márcio França (PSB) para o governo de SP». G1. Consultado em 15 de agosto de 2018 
  9. Daniel Giro. «PPS oficializa apoio a Márcio França(PSB) para o governo de SP». G1. Consultado em 15 de agosto de 2018 
  10. a b «PV define apoio a Márcio França, do PSB». G1. Consultado em 15 de agosto de 2018 
  11. https://g1.globo.com/sp/sao-paulo/eleicoes/2018/noticia/2018/07/29/phs-oficializa-apoio-a-marcio-franca-psb-ao-governo-de-sp.ghtml  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  12. https://g1.globo.com/sp/sao-paulo/eleicoes/2018/noticia/2018/07/21/pros-define-apoio-a-marcio-franca-do-psb.ghtml  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  13. https://g1.globo.com/sp/sao-paulo/eleicoes/2018/noticia/2018/07/22/solidariedade-define-apoio-a-marcio-franca-do-psb.ghtml  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  14. a b Carolina Giancola (22 de julho de 2018). «Podemos define apoio a Márcio França, do PSB, em São Paulo». G1. Consultado em 15 de agosto de 2018 
  15. https://g1.globo.com/sp/sao-paulo/eleicoes/2018/noticia/2018/07/21/patriota-define-apoio-a-marcio-franca-do-psb.ghtml  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  16. Filippo Mancuso (28 de julho de 2018). «MDB oficializa candidatura de Paulo Skaf ao governo do estado de SP». G1. Consultado em 15 de agosto de 2018 
  17. «Luiz Marinho é oficializado como pré-candidato do PT ao governo de SP». Folha de São Paulo. 28 de julho de 2018. Consultado em 15 de agosto de 2018 
  18. Barbara Muniz Pereira (28 de julho de 2018). https://g1.globo.com/sp/sao-paulo/eleicoes/2018/noticia/2018/07/28/pmn-oficializa-candidatura-de-claudio-fernando-aguiar-para-o-governo-de-sp.ghtml «PMN oficializa candidatura de Cláudio Fernando Aguiar para o governo de SP» Verifique valor |URL= (ajuda). G1. Consultado em 15 de agosto de 2018 
  19. https://g1.globo.com/sp/sao-paulo/eleicoes/2018/noticia/psol-canca-professora-lisete-arelaro-como-pre-candidata-ao-governo-de-sao-paulo.ghtml  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  20. Barbara Muniz Pereira (28 de julho de 2018). «PCB define apoio a Lisete Arelaro, do PSOL, em São Paulo». G1. Consultado em 15 de agosto de 2018 
  21. https://www1.folha.uol.com.br/poder/2018/06/candidato-do-pstu-ao-governo-de-sao-paulo-critica-pt-e-psol.shtml  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  22. https://g1.globo.com/sp/sao-paulo/eleicoes/2018/noticia/2018/07/21/pstu-anuncia-toninho-ferreira-para-disputar-o-governo-de-sao-paulo.ghtml  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  23. https://www1.folha.uol.com.br/poder/2018/07/candidato-do-prtb-em-sp-defende-maquina-menor.shtml  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  24. «Eleições SP: Quem é Rodrigo Tavares, do PRTB?». Metro Jornal 
  25. https://g1.globo.com/sp/sao-paulo/eleicoes/2018/noticia/2018/07/28/partido-dc-oficializa-major-costa-e-silva-para-concorrer-ao-governo-do-estado-de-sp.ghtml  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  26. https://g1.globo.com/sp/sao-paulo/eleicoes/2018/noticia/2018/07/26/pdt-confirma-apoio-a-marcio-franca-psb-para-o-governo-de-sp.ghtml  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  27. https://g1.globo.com/sp/sao-paulo/eleicoes/2018/noticia/2018/08/05/pdt-oficializa-candidatura-de-marcelo-candido-ao-governo-de-sp.ghtml  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  28. «Partido Novo lança Rogério Chequer como pré-candidato ao governo de SP». G1. 28 de julho de 2018. Consultado em 15 de agosto de 2018 
  29. G1 SP (5 de agosto de 2018). «PCO define candidatura de Edson Dorta ao governo de SP». G1. Consultado em 15 de agosto de 2018 
  30. a b «Candidatura de Edson Dorta (PCO) é indeferida e ele não pode mais concorrer ao governo de SP, diz TRE». G1 SP. 11 de setembro de 2018. Consultado em 22 de setembro de 2018 
  31. G1 SP (17 de setembro de 2018). «PCO registra candidatura de Lilian Miranda ao governo de SP no lugar de Edson Dorta». G1. Consultado em 22 de setembro de 2018 
  32. a b «Horário Eleitoral 2018». TRE-SP. Consultado em 11 de setembro de 2018 
  33. Daniel Weterman (5 de agosto de 2018). «Após desistência de Marta, MDB define Marcelo Barbieri como candidato ao Senado». Estadão. Consultado em 15 de agosto de 2018 
  34. «Confira datas das sabatinas e debates entre os candidatos a governador de SP nas eleições 2018». Estadao. 10 de agosto de 2018. Consultado em 12 de agosto de 2018 
  35. «Folha, UOL e SBT fazem debate para governador em dois estados e no DF no dia 23». Folha. 10 de outubro de 2018. Consultado em 12 de outubro de 2018 
  36. Saringer, Giuliana (19 de outubro de 2018). «RecordTV realiza hoje debate entre João Doria e Márcio França». Consultado em 20 de outubro de 2018 
  37. «RecordTV realiza hoje debate entre João Doria e Márcio França». O Estado de S. Paulo. 15 de outubro de 2018. Consultado em 16 de outubro de 2018 
  38. «Debate Folha, UOL e SBT com governadores será nesta terça (23) em SP, RJ e MG». Folha de S.Paulo. 22 de outubro de 2018. Consultado em 26 de outubro de 2018 
  39. «Doria e França participam do último debate na TV antes do 2° turno; veja propostas». G1. 25 de outubro de 2018. Consultado em 25 de outubro de 2018 
  40. https://g1.globo.com/sp/sao-paulo/eleicoes/2018/noticia/2018/09/06/pesquisa-datafolha-para-o-senado-em-sao-paulo-suplicy-30-mario-covas-18-major-olimpio-11.ghtml
  41. «Veja os candidatos a deputado federal eleitos em SP». Consultado em 10 de outubro de 2018 
  42. «Congresso em Foco: Justiça eleitoral troca quatro deputados eleitos». Consultado em 7 de novembro de 2017 
  43. Igor Moraes (8 de outubro de 2018). «Saiba quem foram os deputados federais eleitos em SP». Estadão. Consultado em 10 de outubro de 2018 
  44. Redação (8 de outubro de 2018). «Eduardo Bolsonaro é o deputado federal mais votado da história». Folha.com. Consultado em 10 de outubro de 2018 
  45. «Janaina Paschoal é a deputada estadual mais votada da história». Folha 
  46. «Veja os candidatos a deputado estadual eleitos em SP». G1 
  47. «PSL vai de 1 para 15 cadeiras e PSDB perde mais da metade dos deputados na Assembleia em SP». G1 
  48. «Bancada coletiva conquista vaga na Assembleia Legislativa de SP». G1 

Ver também[editar | editar código-fonte]