Eleições estaduais no Ceará em 1945

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
‹ 1935 Brasil 1947
Eleições estaduais no  Ceará em 1945
2 de dezembro de 1945
(Turno único)
Senadores eleitos
Replace this image male.png Replace this image male.png
Candidato Plínio Pompeu Olavo Oliveira
Partido UDN PPS
Natural de Ipu, CE Granja, CE
Votos 160.468 157.001
Porcentagem 28,57% 27,95%


Brasão do Ceará.svg
Governador do Ceará

Titular
Beni Carvalho
UDN

As eleições estaduais no Ceará em 1945 ocorreram em 2 de dezembro sob as regras fixadas no decreto-lei 7.586[1] e numa resolução do Tribunal Superior Eleitoral publicada em 8 de setembro como parte das eleições no Distrito Federal, 20 estados e no território federal do Acre[nota 1] para escolher os membros da Assembleia Nacional Constituinte destinada a elaborar a Constituição de 1946 e assim restaurar a democracia após o Estado Novo.[2] No Ceará foram eleitos dois senadores e dezessete deputados federais.[3]

Deputado estadual cassado durante a Revolução de 1930, o advogado e professor Menezes Pimentel foi eleito governador em 1935 pela Assembleia Legislativa do Ceará e dois anos depois a decretação do Estado Novo o levou à condição de representante da Era Vargas em seu estado até renunciar à interventoria em 1945. Natural de Santa Quitéria e formado em 1914 pela Universidade Federal do Ceará, lecionou na instituição e foi membro do Tribunal Regional Eleitoral antes de subir ao poder.[4] Tal fato não livrou os aliados do regime deposto de uma derrota: o antigo interventor foi o antepenúltimo colocado na disputa para senador e seus aliados no PSD elegeram apenas cinco dos dezessete deputados federais cearenses.[5][3]

Em sentido inverso a UDN elegeu dez deputados federais e o senador Plínio Pompeu.[3] Nascido em Ipu, ele tem formação em Engenharia e trabalhou nos estados do Rio de Janeiro e São Paulo, além do Ceará, onde prestou serviços à Rede de Viação Cearense e atuou como inspetor de secas e supervisor de obras públicas.[6] Prefeito de Fortaleza em parte dos anos 1930, foi eleito deputado federal em 1934 e teve o mandato extinto no Estado Novo, retornando agora à política.[7]

As eleições cearenses reservaram uma surpresa relacionada ao desempenho do PPS, legenda comandada por José Adriano Marrey Júnior e que elegeu no estado dois deputados federais e o senador Olavo Oliveira.[3] Sobre este senador, ele nasceu em Granja e formou-se advogado pela Universidade Federal de Pernambuco com Doutorado pela Universidade Federal do Ceará, onde ensinou.[8] Promotor de justiça em Granja e Fortaleza, elegeu-se deputado federal antes do Estado Novo e com a queda do regime retomou sua vida pública. Em 1946 concordou com a fusão entre PPS, PRP e PAN para a criação do PSP liderado por Ademar de Barros.[9]

Resultado da eleição para senador[editar | editar código-fonte]

Conforme o acervo do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará.[10]

Candidatos a senador da República
Primeiro suplente de senador Número Coligação Votação Percentual
Plínio Pompeu
UDN
Tomaz Rodrigues[nota 2]
UDN
-
UDN (sem coligação)
160.468
28,57%
Olavo Oliveira
PPS
Carlos Saboia[nota 2]
PSP
-
PPS (sem coligação)
157.001
27,95%
César Cals
PTB
Não havia
-
-
PTB (sem coligação)
109.474
19,49%
Menezes Pimentel
PSD
Não havia
-
-
PSD (sem coligação)
106.705
19,00%
Luís Carlos Prestes[nota 3]
PCB
Não havia
-
-
PCB (sem coligação)
14.070
2,50%
Jeová Mota
PCB
Não havia
-
-
PCB (sem coligação)
13.968
2,49%
  Eleito

Deputados federais eleitos[editar | editar código-fonte]

São relacionados os candidatos eleitos com informações complementares da Câmara dos Deputados.[11][12]

Deputados federais eleitos Partido Votação Percentual Cidade onde nasceu Unidade federativa
Fernandes Távora[nota 4] UDN 23.024 Jaguaribe  Ceará
Paulo Sarasate UDN 15.131 Fortaleza  Ceará
Moreira da Rocha PSD 14.107 Fortaleza  Ceará
Gentil Barreira UDN 13.942 Solonópole  Ceará
Beni Carvalho UDN 12.175 Aracati  Ceará
Frota Gentil PSD 11.673 Sobral  Ceará
Francisco Monte PSD 11.630 Sobral  Ceará
Edgar de Arruda UDN 11.450 Fortaleza  Ceará
Stênio Gomes PPS 10.952 Baturité  Ceará
João Adeodato PPS 10.700 Sobral  Ceará
Raul Barbosa PSD 9.626 Fortaleza  Ceará
Osvaldo Studart PSD 9.522 Fortaleza  Ceará
Egberto Rodrigues UDN 6.707 Fortaleza  Ceará
Fernandes Teles UDN 6.667 Crato  Ceará
Alencar Araripe UDN 5.991 Pereiro  Ceará
José de Borba UDN 5.866 João Pessoa  Paraíba
Leão Sampaio UDN 5.553 Barbalha  Ceará

Notas

  1. Este elegeria dois deputados federais sendo que em 1947 Amapá, Rondônia e Roraima elegeriam apenas um deputado federal cada.
  2. a b Segundo o Art. 11, § 2º, inciso I, alínea "b" das Disposições Transitórias, os suplentes dos senadores eleitos em 1945 seriam escolhidos por voto direto em 1947.
  3. Foi eleito senador pelo Distrito Federal e deputado federal pelo Distrito Federal, Pernambuco e Rio Grande do Sul optando pela vaga senatorial.
  4. Eleito senador em 1947, foi substituído por Humberto Moura.

Referências

  1. «BRASIL. Presidência da República. Decreto-lei nº 7.586 de 28/05/1945». Consultado em 27 de março de 2016 
  2. «BRASIL. Presidência da República: Constituição de 1946». Consultado em 20 de fevereiro de 2015 
  3. a b c d «Banco de dados do Tribunal Superior Eleitoral». Consultado em 20 de fevereiro de 2015 
  4. «Câmara dos Deputados do Brasil: deputado Menezes Pimentel». Consultado em 20 de fevereiro de 2015 
  5. «Senado Federal do Brasil: senador Menezes Pimentel». Consultado em 3 de maio de 2018 
  6. «Câmara dos Deputados do Brasil: deputado Plínio Pompeu». Consultado em 20 de fevereiro de 2015 
  7. «Senado Federal do Brasil: senador Plínio Pompeu». Consultado em 3 de maio de 2018 
  8. «Câmara dos Deputados do Brasil: deputado Olavo Oliveira». Consultado em 20 de fevereiro de 2015 
  9. «Senado Federal do Brasil: senador Olavo Oliveira». Consultado em 3 de maio de 2018 
  10. «Banco de dados do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará». Consultado em 20 de fevereiro de 2015 
  11. «Página oficial da Câmara dos Deputados». Consultado em 20 de fevereiro de 2015 
  12. «BRASIL. Presidência da República: Lei nº 9.504 de 30/09/1997». Consultado em 20 de fevereiro de 2015