Eleições estaduais no Maranhão em 2018

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Eleições estaduais de 2018 no Maranhão
  2014 ← Maranhão → 2022
7 de outubro de 2018
(Turno único)
Governador Flávio Dino (MA) (cropped).jpg Roseana Sarney em agosto de 2012 (cropped).jpg
Candidato(a) Flávio Dino Roseana Sarney
Partido PCdoB MDB
Natural de São Luís, MA São Luís, MA
Vice Carlos Brandão
PRB
Ribinha Cunha
PSC
Colégio Eleitoral 185 municípios + capital 31 municípios
Votos 1.867.396 947.191
Porcentagem 59,29% 30,07%
Mapa da Eleição estadual no Maranhão em 2018 por município.svg
Candidato mais votado por município (217):
  Flávio Dino
  Roseana Sarney

Eleito(a)
Flávio Dino
PCdoB

As eleições estaduais no Maranhão em 2018 foram realizadas em 7 de outubro, como parte das eleições gerais no Distrito Federal e em 26 estados, para eleger um governador e vice-governador, dois senadores e quatro suplentes de senador, 18 deputados federais e 42 estaduais.[1] Repetindo a eleição anterior, Flávio Dino (PCdoB) foi eleito no primeiro turno com 59,29%. Roseana Sarney (MDB) ficou em segundo lugar com 30,07% dos votos.[2] Esta foi a terceira eleição seguida para governador do Maranhão a ser decidida ainda no primeiro turno.

Para o Senado Federal, os então deputados federais Weverton Rocha (PDT) e Eliziane Gama (PPS) foram os eleitos para ocupar as cadeiras pertencentes a Edison Lobão e João Alberto Souza. Eles tiveram, respectivamente, 35,02% e 27,00% dos votos. Lobão não conseguiu ser reeleito para o quarto mandato, ficando em quarto lugar com 9,70%, atrás de seu companheiro de chapa, o então deputado federal Sarney Filho (PV), que ficou em terceiro com 13,20%.[3]

Candidatos a governador[editar | editar código-fonte]

  • Flávio Dino (PCdoB): Candidato a reeleição, Flávio Dino tem mestrado em direito pela UFMA, onde também foi professor. Ex-líder estudantil e assessor de movimentos estudantis, foi juiz federal entre 1994 e 2006, chegando a presidir a AJUFE e a ser secretário-geral do CNJ. Em 2006, renunciou a cargo de juiz e iniciou sua carreira política, elegendo-se em 2006 como deputado federal. Concorreu a prefeitura de São Luís em 2008, sendo derrotado por João Castelo no segundo turno. Em 2010, candidatou-se pela primeira vez ao governo do Maranhão, terminando em segundo. Foi presidente da EMBRATUR entre 2011 e 2014, nomeado pela então presidente Dilma Rousseff. E em 2014, contra Lobão Filho, foi eleito governador no primeiro turno. O seu vice é Carlos Brandão (PRB), que participou da chapa eleita em 2014. A candidatura a reeleição de Flávio Dino foi anunciada em convenção realizada pelo PCdoB em 28 de julho;[4]
  • Maura Jorge (PSL): Maura Jorge é advogada. Foi eleita deputada estadual do Maranhão em 1990, sendo eleita outras três vezes seguidas em 1998, 2002 e 2006. Natural de Lago da Pedra, onde seu pai Waldir Jorge e seu irmão Waldir Filho foram prefeitos, também governou o município por dois mandatos, entre 2009 e 2016. Seu vice, Roberto Filho, foi tenente-coronel e chefe de comunicação da Polícia Militar do Estado do Maranhão. O PSL oficializou a candidatura de Maura Jorge em convenção realizada em 4 de agosto;[5]
  • Odívio Neto (PSOL): Odívio Neto é mestre em engenharia civil pela USP e professor do IFMA. Também foi analista ambiental da Secretaria Estadual de Meio Ambiente do Maranhão. Na vida pública, concorreu pela prefeitura de São João dos Patos em 2012, não sendo eleito. Em 2014, foi vice-candidato a governador do Maranhão na chapa de Luís Antônio Pedrosa, que terminou em terceiro lugar na disputa. Sua vice é Helena Viana, professora e ativista social de Buriticupu. O PSOL lançou a candidatura de Odívio Neto em convenção realizada em 2 de agosto;[6]
  • Ramon Zapata (PSTU): Ramon Zapata é graduado em filosofia pela UFMA, professor da rede estadual de ensino e trabalhou no Centro de Lançamento de Alcântara. Foi candidato a senador em 2006, candidato a prefeito de Alcântara em 2012 e a vereador de São Luís em 2016, não sendo eleito em nenhum dos pleitos. Sua vice é Nicinha Durans, poetisa e uma das líderes do movimento quilombola no Maranhão. O PSTU lançou a candidatura de Ramon Zapata ao governo em convenção realizada em 26 de julho;[7]
  • Roberto Rocha (PSDB): Roberto Rocha é formado em administração de empresas pela UFMA, é sócio da TV Cidade e proprietário da Rádio Capital. Filho do ex-governador Luiz Rocha, foi eleito deputado estadual em 1990 e deputado federal em 1994, 1998 e 2006. Compôs a chapa de Edivaldo Holanda Júnior na disputa pela prefeitura de São Luís em 2012, vencendo as eleições no 2º turno. Em 2014, foi eleito senador pela chapa de Flávio Dino, rompendo posteriormente com o governador. Sua vice é Graça Paz, que atualmente é deputada estadual pelo quarto mandato consecutivo. O PSDB lançou a candidatura de Roberto Rocha ao governo em convenção realizada no dia 4 de agosto;[8]
  • Roseana Sarney (MDB): Filha do ex-presidente da república e governador José Sarney, Roseana Sarney é graduada em ciências sociais pela UnB. Foi eleita deputada federal em 1990, e em 1994, foi eleita governadora do Maranhão, sendo a primeira mulher a exercer o cargo, por dois mandatos. Em 2002, cogitou se lançar a presidente, mas com o escândalo Lunus, decidiu concorrer a uma vaga no Senado, sendo eleita. Em 2006, voltou a disputar o governo do Maranhão, perdendo para Jackson Lago no segundo turno. O governador e seu vice Luís Carlos Porto foram cassados em 16 de abril de 2009, e Roseana assumiu o cargo pela terceira vez, sendo reeleita para o quarto mandato em 2010 no primeiro turno, novamente contra Jackson Lago e contra Flávio Dino, que venceu em 2014. A governadora renunciou dias antes de passar a faixa para Dino, assumindo em seu lugar o presidente da ALEMA, Arnaldo Melo. Seu vice é o empresário Ribinha Cunha (PSC), que havia concorrido a prefeitura de Imperatriz em 2016. Sua candidatura ao governo do estado foi oficializada pelo MDB em convenção realizada em 29 de agosto[9]
Candidato(a) a governador(a) Candidato(a) a vice-governador(a) Coligação/Partido Coligações proporcionais/Partido Tempo de
horário eleitoral
Male portrait placeholder cropped.jpg Odívio Neto
PSOL
Prof.ª Helena
PSOL
50 Vamos Sem Medo de Mudar o Maranhão
PSOL, PCB
0:14
Governador Flávio Dino (MA) (cropped).jpg Flávio Dino
PCdoB
Carlos Brandão
PRB
65 Todos Pelo Maranhão
PCdoB, PRB, PDT, PPS, PT, AVANTE, PTB, PROS, PSB, PR, DEM, PP, PATRI, PTC, SD, PPL
Todos Pelo Maranhão 1
PCdoB, PTC, PSB, PRB, AVANTE, PROS, DEM, PPL, PPS, PTB, SD
Todos Pelo Maranhão 2
PATRI, PDT, PP, PR
Partido dos Trabalhadores
PT
4:22
Female portrait placeholder cropped.jpg Maura Jorge
PSL
Roberto Filho
PSL
17 Renovação de Verdade
PSL, PRTB
Juntos Pelo Maranhão 1
PSL, PRTB
0:11
Male portrait placeholder cropped.jpg Ramon Zapata
PSTU
Nicinha Durans
PSTU
16 Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado
PSTU
0:09
Plenário do Senado (16974242090).jpg Roberto Rocha
PSDB
Graça Paz
PSDB
45 Coragem e União Para Fazer o Maranhão Melhor
PSDB, PMN, PHS, PODE, REDE, DC
Coragem e União Para Fazer o Maranhão Melhor 1
PSDB, DC, PODE, REDE
Juntos Pelo Maranhão
PHS, PMN
1:29
Roseana Sarney em agosto de 2012 (cropped).jpg Roseana Sarney
MDB
Ribinha Cunha
PSC
15 Maranhão Quer Mais
MDB, PSC, PV, PSD, PRP, PMB
2:32
Apresentação de acordo com a ordem da propaganda eleitoral[10] Sobras: 0:03
  Eleito

Pré-candidatos[editar | editar código-fonte]

  • Coronel Monteiro (PHS): Militar formado na AMAN, ex-professor universitário e bancário, José Ribamar Monteiro Segundo tinha a intenção de se candidatar ao governo do estado, se intitulando como o "Jair Bolsonaro do Maranhão".[11] Inicialmente filiado ao PSL, que decidiu lançar Maura Jorge para o governo, Monteiro foi para o PHS, que decidiu apoiar a candidatura de Roberto Rocha;[12]
  • Ricardo Murad (PRP): Ricardo Murad foi deputado estadual por dois mandatos consecutivos, entre 1983 e 1990 e entre 2007 e 2014, além de deputado federal entre 1991 e 1994. Foi candidato a governador em 1994, mas teve seus votos anulados pelo TSE. Desistiu da pré-candidatura para se lançar a deputado federal, com o PRP apoiando a candidatura de Roseana Sarney;[13]
  • Eduardo Braide (PMN): Eduardo Braide foi presidente da CAEMA no governo Zé Reinaldo entre 2005 e 2006, além de ter sido secretário municipal de Orçamento Participativo de São Luís entre 2009 e 2010. Foi eleito deputado estadual por dois mandatos consecutivos em 2010 e 2014, e concorreu a prefeito de São Luís em 2016, perdendo no segundo turno para Edivaldo Holanda Júnior. Manifestou seu interesse de concorrer a governador em 2018,[14] mas decidiu deixar a pré-candidatura para concorrer a deputado federal. Seu partido, o PMN, decidiu apoiar a candidatura de Roberto Rocha.[15]

Candidatos a senador[editar | editar código-fonte]

Candidato(a) a senador Candidatos a suplente Coligação/Partido Tempo de
horário eleitoral
Sessão permanente da Câmara discute impeachment (26377033952) (3).jpg Weverton
PDT
1º: Roberth Bringel (DEM)
2º: Suely Pereira (PSB)
123 Todos Pelo Maranhão
PCdoB, PRB, PDT, PPS, PT, AVANTE, PTB, PROS, PSB, PR, DEM, PP, PATRI, PTC, SD, PPL
3:24
Eliziane-1-696x456.jpg Eliziane Gama
PPS
1º: Pedro Fernandes (PTB)
2º: Dr. Bene Camacho (PTB)
232
Male portrait placeholder cropped.jpg Saulo Pinto
PSOL
1º: Kepler Ribeiro (PSOL)
2º: Professora Rosária (PSOL)
500 Vamos Sem Medo de Mudar o Maranhão
PSOL, PCB
0:11
Male portrait placeholder cropped.jpg Iêgo Brunno
PCB
1º: Joab Lobato (PCB)
2º: Zé JK (PCB)
212
Entrevistas Diversas (16610617106).jpg Edison Lobão
MDB
1º: Lobão Filho (MDB)
2º: Antônio Leite (MDB)
150 Maranhão Quer Mais
MDB, PSC, PV, PSD, PRP, PMB
1:58
Plenário do Senado (26593989961).jpg Sarney Filho
PV
1º: Clóvis Fecury (PSD)
2º: João Manoel (MDB)
432
Male portrait placeholder cropped.jpg Samoel de Itapecuru
PSL
1º: Elias Marçal (PSL)
2º: João do Gigantão (PRTB)
170 Renovação de Verdade
PSL, PRTB
0:08
Jose reinaldo tavares.jpg Zé Reinaldo
PSDB
1º: Lucyana Genesio (PHS)1
2º: Márcio Endles (PODE)
455 Coragem e União Para Fazer o Maranhão Melhor
PSDB, PMN, PHS, PODE, REDE, DC
1:09
Male portrait placeholder cropped.jpg Alexandre Almeida
PSDB
1º: Sergio Mendes (PHS)2
2º: Miriam Ribeiro (PSDB)
456
Male portrait placeholder cropped.jpg Saulo Arcangeli
PSTU
1º: Ester Durans (PSTU)
2º: Irisnete Galeno (PSTU)3
161 Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado
PSTU
0:07
Female portrait placeholder cropped.jpg Preta Lu
PSTU
1º: Wilson Leite (PSTU)
2º: Beto Belo (PSTU)
163
Apresentação de acordo com a ordem da propaganda eleitoral[10]
↑1 - Lucyana Genesio substituiu Thiago Maranhão (PSDB) após este renunciar a candidatura
↑2 - Sergio Mendes substituiu Jorge Arturo (PHS) após este renunciar a candidatura
↑3 - Irisnete Galeno substituiu Antonio Moquibom (PSTU) após este renunciar a candidatura
Sobras:
0:03
  Eleito(a)

Plano de mídia[editar | editar código-fonte]

A audiência pública do plano de mídia da eleição estadual ocorreu em 20 de agosto de 2018, na sede do Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão, em São Luís. Através de sorteio, a TV Difusora e a Mirante FM foram escolhidas para gerarem respectivamente o Horário eleitoral gratuito na televisão e no rádio.[10] De acordo com as alterações feitas pela Lei nº 13.165/2015 no Código Eleitoral Brasileiro, a duração da propaganda será de 25 minutos, sendo 12 minutos e 30 segundos para os deputados federais nas terças, quintas e sábados, além dos 12 minutos e 30 segundos para presidente da república. Nas segundas, quartas e sextas, a propaganda será, respectivamente, dos senadores (7 minutos), deputados estaduais (9 minutos) e governadores (9 minutos). A partir da divisão de tempo com base na proporção das bancadas partidárias no Congresso Nacional, a Coligação Todos Pelo Maranhão ficou com o maior tempo de programa eleitoral (4 minutos e 22 segundos), enquanto o menor tempo ficou com o PSTU (9 segundos).

Pesquisas[editar | editar código-fonte]

Para governador[editar | editar código-fonte]

Data Instituto Dino
(PCdoB)
Roseana
(MDB)
Rocha
(PSDB)
Maura
(PSL)
Odívio
(PSOL)
Ramon
(PSTU)
Brancos e nulos Não sabe/
Não respondeu
23/08 IBOPE 43% 34% 3% 3% 0% 1% 8% 7%
24/08 Exata 52% 26% 4% 3% 0% 0% 5% 10%
03/09 Data Ilha 49,19% 25,28% 3,29% 2,90% 0,20% 0,5% 8,20% 10,45%
13/09 Exata 56% 25% 2% 4% 0% 0% 8% 5%
19/09 Data Ilha 43,5% 23,9% 1,2% 2,9% 0,1% 0,3% 6,4% 21,7%
19/09 IBOPE 49% 32% 2% 5% 0% 0% 7% 5%
20/09 RealTime Big Data 43% 35% 5% 4% 0% 0% 6% 7%
30/09 Exata 55% 28% 2% 3% 0% 0% 6% 6%
03/10 RealTime Big Data 47% 32% 6% 7% 0% 0% 3% 5%
04/10 IBOPE 56% 30% 2% 4% 1% 1% 4% 2%
06/10 Exata 57% 26% 2% 5% 0% 0% 5% 5%

Para senador[editar | editar código-fonte]

Data Instituto Weverton
(PDT)
Eliziane
(PPS)
Lobão
(MDB)
Sarney Filho
(PV)
Zé Reinaldo
(PSDB)
Almeida (PSDB) Samoel
(PSL)
Saulo Pinto
(PSOL)
Iêgo
(PCB)
Saulo Arcangeli
(PSTU)
Preta Lu
(PSTU)
B/N V1 B/N V2 NS/NR V1 NS/NR V2
23/08 IBOPE 11% 17% 27% 26% 13% 6% 2% 3% 1% 2% 3% 20% 31% 37%
26/08 Exata 20% 18% 25% 24% 20% 11% 3% 2% 1% 1% 4% 43% 26%
16/09 Exata 25% 27% 24% 22% 18% 10% 2% 1% 1% 1% 3% 32% 34%
19/09 Data Ilha 13,43% 14,72% 7,96% 8,87% 4,35% 2,82% 0,08% 0,25% 0% 0,29% 0,37% 21,48% 25,38%
19/09 IBOPE 20% 23% 25% 23% 12% 4% 2% 2% 0% 1% 2% 17% 30% 38%
20/09 RealTime Big Data 17% 21% 25% 25% 16% 7% 3% 2% 0% 3% 2% 18% 20% 18% 23%
25/09 Data M 29,9% 29,4% 22,3% 21,4% 9,7% 7,5% 1,1% 0,3% 0,3% 0,7% 1,5% 31,9% 44,0%
03/10 RealTime Big Data 22% 24% 26% 20% 14% 7% 3% 2% 0% 2% 2% 21% 19% 14% 24%
04/10 Data M 36,2% 34,6% 22,8% 20,9% 7,2% 6,6% 1,5% 0,1% 0,6% 0,9% 1,7% 28,7% 38%
04/10 IBOPE 35% 34% 23% 25% 10% 5% 3% 4% 1% 2% 2% 12% 20% 24%
06/10 Exata 36% 33% 24% 21% 14% 10% 2% 1% 0% 1% 2% 30% 26%
06/10 Data Ilha 34,3% 29,9% 15,3% 16,9% 6,0% 4,9% 1,5% 0,4% 0,2% 0,6% 0,5% 37% 52,4%

Debates televisionados[editar | editar código-fonte]

Tradicionalmente, as emissoras de televisão locais marcaram sabatinas com os postulantes ao governo em seus principais programas jornalísticos, como foi o caso da TV Mirante (JMTV 1ª edição), TV Cidade (Balanço Geral MA), TV Difusora (Resenha) e TV Guará (Sabatina Guará e Maranhão Acontece). Porém em muitos desses encontros, alguns dos principais candidatos não compareceram, o que acabou causando um certo desinteresse em se realizar debates eleitorais no decorrer da campanha.

A TV Difusora abriu mão de realizar um debate e não aproveitou a data de 19 de setembro, tal como outras afiliadas do SBT fizeram.[16] A TV Guará, assim que programou as sabatinas com os candidatos, também marcou um debate para 27 de setembro,[17] mas o mesmo foi cancelado. Sobrou então a TV Mirante, que marcou um encontro com os candidatos cujos partidos tenham representação na Câmara dos Deputados para 2 de outubro.[18]

Data Organizadores Mediador Dino (PCdoB) Roseana (MDB) Rocha (PSDB) Maura (PSL) Odívio (PSOL) Ramon (PSTU)
27/09, 22h00[17] TV Guará Américo Azevedo Neto Cancelado
02/10, 22h05[18] TV Mirante, Rádio Mirante, G1, Imirante.com Fábio William Presente Presente Presente Presente Presente Não convidado

Resultados[editar | editar código-fonte]

Governador[editar | editar código-fonte]

Senadores eleitos[editar | editar código-fonte]

Deputados federais eleitos[editar | editar código-fonte]

O Maranhão teve 199 candidatos aptos para concorrer a 18 das 513 cadeiras de deputado federal na Câmara dos Deputados do Brasil.[19]

Representação eleita

  MDB: 2
  PCdoB: 2
  PMN: 2
  PR: 2
  DEM: 1
  PATRI: 1
  PDT: 1
  PODE: 1
  PP: 1
  PRB: 1
  PSB: 1
  PSD: 1
  PT: 1
  PTB: 1
Candidato(a) Partido Votos Percentual Cidade de origem Unidade federativa
Josimar Maranhãozinho PR 195.768 5,99% Várzea Alegre  Ceará
Eduardo Braide PMN 189.843 5,80% São Luís  Maranhão
Márcio Jerry PCdoB 134.223 4,10% Colinas  Maranhão
Júnior Lourenço PR 117.033 3,58% São Luís  Maranhão
Rubens Júnior PCdoB 111.584 3,41% São Luís  Maranhão
Pedro Lucas Fernandes PTB 111.538 3,41% São Luís  Maranhão
Edilázio PSD 106.576 3,26% São Luís  Maranhão
Aluísio Mendes PODE 105.778 3,23% Belo Horizonte  Minas Gerais
André Fufuca PP 105.583 3,23% Santa Inês  Maranhão
Cléber Verde PRB 101.806 3,11% Santa Luzia  Maranhão
Bira do Pindaré PSB 99.598 3,05% Pindaré-Mirim  Maranhão
Juscelino Filho DEM 97.075 2,97% São Luís  Maranhão
Júnior Marreca Filho PATRI 79.674 2,44% São Luís  Maranhão
Hildo Rocha MDB 77.661 2,37% São Luís  Maranhão
Zé Carlos PT 76.893 2,35% São Luís  Maranhão
Gil Cutrim PDT 72.038 2,20% São Luís  Maranhão
João Marcelo MDB 67.352 2,06% São Luís  Maranhão
Pastor Gildenemyr PMN 47.758 1,46% Monção  Maranhão
  Reeleito(a)
  Eleito por Quociente eleitoral

Deputados estaduais eleitos[editar | editar código-fonte]

O Maranhão teve 482 candidatos aptos para concorrer a 42 cadeiras de deputado estadual na Assembleia Legislativa do Maranhão.[20]

Representação eleita

  PDT: 7
  PCdoB: 6
  DEM: 5
  PR: 3
  PV: 3
  SD: 3
  MDB: 2
  PP: 2
  PRTB: 2
  PSB: 2
  PMN: 1
  PRB: 1
  PROS: 1
  PSDB: 1
  PSL: 1
  PT: 1
  PTB: 1
Candidato(a) Partido Votos Percentual Cidade de origem Unidade federativa
Detinha PR 88.402 2,72% Cariús  Ceará
Dra. Cleide Coutinho PDT 65.438 2,01% Maruim  Sergipe
Duarte Júnior PCdoB 65.144 2,00% Rio de Janeiro  Rio de Janeiro
Zé Gentil PRB 62.364 1,92% Caxias  Maranhão
Othelino Neto PCdoB 60.386 1,86% São Luís  Maranhão
Márcio Honaiser PDT 56.322 1,73% Carazinho  Rio Grande do Sul
Dra. Thaiza PP 51.895 1,59% Santarém Pará Pará
Adriano Sarney PV 50.679 1,56% São Luís  Maranhão
Carlinhos Florêncio PCdoB 50.359 1,55% Bacabal  Maranhão
Neto Evangelista DEM 49.480 1,52% São Luís  Maranhão
Marcelo Tavares PSB 48.269 1,48% São Luís  Maranhão
Professor Marco Aurélio PCdoB 47.683 1,47% Conceição do Araguaia Pará Pará
Fernando Pessoa SD 47.343 1,45% Picos  Piauí
Andreia Rezende DEM 47.252 1,45% São Luís  Maranhão
Edson Araújo PSB 45.819 1,41% Recife  Pernambuco
Rafael Leitoa PDT 45.462 1,40% Teresina  Piauí
Ana do Gás PCdoB 44.321 1,36% São Luís  Maranhão
Adelmo Soares PCdoB 43.974 1,35% São João dos Patos  Maranhão
Rigo Teles PV 43.633 1,34% São Domingos do Maranhão  Maranhão
Glalbert Cutrim PDT 42.733 1,31% São Luís  Maranhão
Paulo Neto DEM 41.765 1,28% Parnaíba  Piauí
Daniella Tema DEM 40.541 1,25% Presidente Dutra  Maranhão
Vinícius Louro PR 39.873 1,23% Pedreiras  Maranhão
Dr. Yglésio PDT 39.804 1,22% São Luís  Maranhão
Hélio Soares PR 38.555 1,18% Turiaçu  Maranhão
Antônio Pereira DEM 37.935 1,17% Teixeira  Paraíba
Ciro Neto PP 36.688 1,13% São Luís  Maranhão
Arnaldo Melo MDB 35.958 1,10% Codó  Maranhão
Roberto Costa MDB 35.214 1,08% Recife  Pernambuco
Fabio Macedo PDT 34.873 1,07% Dom Pedro  Maranhão
Rildo Amaral SD 33.239 1,02% Imperatriz  Maranhão
Ricardo Rios PDT 33.202 1,02% São Luís  Maranhão
Dr. Leonardo Sá PRTB 31.682 0,97% João Pessoa  Paraíba
Zé Inácio PT 31.603 0,97% Bequimão  Maranhão
Pará Figueiredo PSL 31.555 0,97% São Luís  Maranhão
Drª Helena Duailibe SD 31.147 0,96% São Luís  Maranhão
Mical Damasceno PTB 30.693 0,94% Anajatuba  Maranhão
César Pires PV 30.091 0,92% Codó  Maranhão
Pastor Cavalcante PROS 29.366 0,90% Coroatá  Maranhão
Wellington do Curso PSDB 24.950 0,77% Teresina  Piauí
Wendell Lages PMN 22.989 0,71% São Luís  Maranhão
Felipe dos Pneus PRTB 21.714 0,67% Santa Inês  Maranhão
  Reeleito(a)
  Eleito por Quociente eleitoral

Referências

  1. Ramalho, Renan (18 de dezembro de 2017). «TSE aprova calendário eleitoral de 2018; normas sobre voto impresso e 'fake news' ficam para março». G1. Consultado em 16 de agosto de 2018. 
  2. a b «Flávio Dino, do PCdoB, é reeleito governador do Maranhão». G1. 7 de outubro de 2018. Consultado em 8 de outubro de 2018. 
  3. a b «Weverton Rocha (PDT) e Eliziane Gama (PPS) são eleitos senadores do Maranhão». G1. 7 de outubro de 2018. Consultado em 8 de outubro de 2018. 
  4. «Candidatura de Flávio Dino à reeleição é oficializada em convenção». Imirante.com. 28 de julho de 2018. Consultado em 16 de agosto de 2018. 
  5. «PSL confirma candidatura de Maura Jorge a governadora do Maranhão». G1. 4 de agosto de 2018. Consultado em 16 de agosto de 2018. 
  6. «PSOL confirma candidatura de Odívio Neto a governador do Maranhão». G1. 2 de agosto de 2018. Consultado em 16 de agosto de 2018. 
  7. Soares, Zeca (27 de julho de 2018). «PSTU lança candidatura de Ramon Zapata». O Estado do Maranhão 
  8. «PSDB confirma candidatura de Roberto Rocha a governador do MA». G1. 4 de agosto de 2018. Consultado em 16 de agosto de 2018. 
  9. «MDB confirma candidatura de Roseana Sarney ao governo do MA». G1. 29 de julho de 2018. Consultado em 16 de agosto de 2018. 
  10. a b c «Eleições 2018: TV Difusora e Rádio Mirante gerarão a propaganda eleitoral no Maranhão». TRE-MA. 21 de agosto de 2018. Consultado em 22 de agosto de 2018. 
  11. «Surge mais um pré-candidato a governador do Maranhão, apoiado por Bolsonaro e é natural de Barra do Corda». Minuto Barra. 2 de agosto de 2017. Consultado em 16 de agosto de 2018. 
  12. Almeida, Pedro de (3 de agosto de 2018). «"Tivemos nossa candidatura podada", afirma Coronel Monteiro». O Imparcial. Consultado em 16 de agosto de 2018. 
  13. «Ricardo Murad desiste de candidatura e declara apoio a Roseana». Jornal Pequeno. 17 de julho de 2018. Consultado em 16 de agosto de 2018. 
  14. Júnior, Paulo de Tarso (18 de março de 2018). «"Estou decidido a ser candidato a governador", revela Eduardo Braide». O Imparcial. Consultado em 16 de agosto de 2018. 
  15. Léda, Gilberto (3 de agosto de 2018). «Braide fecha com PSDB e apoiará Roberto Rocha para o governo». O Estado do Maranhão. Consultado em 16 de agosto de 2018. 
  16. Ricco, Flávio (22 de fevereiro de 2018). «Licitação da TV Assembleia SP deve gerar demissão em massa». UOL. Consultado em 28 de setembro de 2018. 
  17. a b Brasil, Paula (22 de agosto de 2018). «TV Guará define regras para debate e sabatina». TV Guará. Consultado em 16 de setembro de 2018. 
  18. a b «Candidatos ao governo do Maranhão participam de debate na TV Mirante». G1. 3 de outubro de 2018. Consultado em 3 de outubro de 2018. 
  19. «Veja quem são os 18 parlamentares eleitos para a Câmara dos Deputados pelo Maranhão». G1. 8 de outubro de 2018. Consultado em 8 de outubro de 2018. 
  20. «Confira a composição da Assembleia Legislativa do Maranhão». G1. 8 de outubro de 2018. Consultado em 8 de outubro de 2018. 

Ver também[editar | editar código-fonte]