Eleições estaduais no Rio de Janeiro em 2010

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
2006 Brasil 2014
Eleições estaduais no  Rio de Janeiro em 2010
3 de outubro de 2010
(Decisão em primeiro turno)
Sergiocabral2006.jpg Fernando Gabeira no Fronteiras do Pensamento Santa Catarina 2012 (8213758806).jpg CCT - Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática (35817295736).jpg
Candidato Sérgio Cabral Filho Fernando Gabeira Fernando Peregrino
Partido PMDB PV PR
Natural de Rio de Janeiro, RJ Juiz de Fora, MG Belém, PA
Vice Luiz Fernando Pezão Márcio Fortes David Cabral
Votos 5.217.972 1.632.671 853.220
Porcentagem 66,08% 20,68% 10,81%
Mapa do 1º turno da eleição para governador no Rio de Janeiro em 2010.svg
Candidato mais votado por município no 1º turno (92):
  Sergio Cabral (92)

As eleições estaduais no Rio de Janeiro em 2010 ocorreram em 3 de outubro como parte das eleições gerais no Distrito Federal e em 26 estados. Foram eleitos o governador, o vice-governador, dois senadores, quarenta e seis deputados federais e 70 estaduais. O pleito ao governo estadual terminou em primeiro turno e, conforme a Constituição, a posse do governador e do vice-governador se daria em 1º de janeiro de 2011 para quatro anos de mandato.

O governador Sérgio Cabral conseguiu sua reeleição e tornou-se o primeiro Governador do Rio de Janeiro a servir um mandato de mais de 4 anos contínuos desde Amaral Peixoto, em 1945. Com 7.895.935 votos válidos no total, Cabral conquistou 66,08% destes, conquistando a eleição diretamente no primeiro turno, deixando uma larga vantagem sobre seus adversários: Fernando Gabeira conseguiu 20,68% dos votos e Fernando Peregrino conseguiu 10,81%, enquanto os outros candidatos, somados, conquistaram 2,43% dos votos. A grande quantidade de votos de governador é creditada ao seu programa de governo que melhorava prioritariamente a segurança pública, com o sistema das Unidades de Polícia Pacificadoras (UPP) nas principais favelas do estado.

Eleição para o governo estadual[editar | editar código-fonte]

Definição de candidatos[editar | editar código-fonte]

Resultado[editar | editar código-fonte]

Candidatos a governador do estado Candidatos a vice-governador Número Coligação Votação Percentual
Sérgio Cabral

PMDB

Luiz Fernando Pezão

PMDB

15
Juntos pelo Rio

(PP, PDT, PT, PTB, PMDB, PSL, PTN, PSC, PSDC, PRTB, PHS, PMN, PTC, PSB, PRP, PCdoB)

5.217.972
66,08%
Fernando Gabeira

PV

Márcio Fortes

PSDB

43
Rio Esperança

(PV, PSDB, DEM, PPS)

1.632.671
20,68%
Fernando Peregrino

PR

David Cabral

PR

22
A Força do Povo

(PR, PTdoB)

853.220
10,81%
Jefferson Moura

PSOL

Flávio Serafini

PSOL

50
131.980
1,67%
Cyro Garcia

PSTU

Miguel Malheiros

PSTU

16
48.793
0,61%
Eduardo Serra

PCB

José André Dorta

PCB

29
11.299
0,14%
  Eleito

Eleição para o Senado Federal[editar | editar código-fonte]

Candidatos a senador da República Número Coligação Votação Percentual
Lindberg

PT

131
Juntos pelo Rio

(PP, PDT, PT, PTB, PMDB, PSL, PTN, PSC, PSDC, PRTB, PHS, PMN, PTC, PSB, PRP, PCdoB)

4.213.749
28,65%
Marcelo Crivella

PRB

100
3.332.886
22,66%
Jorge Picciani

PMDB

151
Juntos pelo Rio

(PP, PDT, PT, PTB, PMDB, PSL, PTN, PSC, PSDC, PRTB, PHS, PMN, PTC, PSB, PRP, PCdoB)

3.048.034
20,73
Cesar Maia

DEM

251
Rio Esperança

(PV, PSDB, DEM, PPS)

1.627.050
11,06%
Waguinho

PTdoB

707
A Força do Povo

(PR, PTdoB)

1.295.946
8,81%
Milton Temer

PSOL

500
536.147
3,65%
Marcelo Cerqueira

PPS

233
391.352
2,66%
Carlos Dias

PTdoB

700
A Força do Povo

(PR, PTdoB)

180.288
1,23%
Heitor

PSTU

161
33.624
0,23%
Wladimir Mutt

PCB

211
24.695
0,17%
Claiton

PSTU

162
23.146
0,16%
  Eleito

Deputados federais eleitos[editar | editar código-fonte]

Pelo Rio de Janeiro foram eleitos quarenta e seis (46) deputados federais.[8]

Representação eleita

  PR: 8
  PMDB: 8
  PT: 5
  PSB: 3
  PP: 3
  PDT: 3
  PSOL: 2
  DEM: 2
  PSC: 2
  PV: 2
  PSDB: 2
  PRB: 1
  PCdoB: 1
  PPS: 1
  PTB: 1
  PHS: 1
  PRTB: 1
Fonteː[9]
Candidato Votos %
Garotinho (PR) 694.862 8,69%
Chico Alencar (PSOL) 240.724 3,01%
Leonardo Picciani (PMDB) 165.630 2,07%
Vitor Paulo (PRB) 157.580 1,97%
Eduardo Cunha (PMDB) 150.616 1,88%
Romário (PSB) 146.859 1,84%
Jandira Feghali (PCdoB) 146.260 1,83%
Alexandre Cardoso (PSB) 142.714 1,78%
Washington Reis (PMDB) 138.811 1,74%
Alessandro Molon (PT) 129.515 1,62%
Jair Bolsonaro (PP) 120.646 1,51%
Pedro Paulo (PMDB) 105.406 1,32%
Arolde de Oliveira (DEM) 99.457 1,24%
Filipe de Almeida Pereira (PSC) 98.280 1,23%
Hugo Leal (PSC) 98.164 1,23%
Dr.Aluizio (PV) 95.412 1,19%
Rodrigo Maia (DEM) 86.162 1,08%
Luiz Sérgio (PT) 85.660 1,07%
Júlio Lopes (PP) 85.358 1,07%
Otávio Leite (PSDB) 84.452 1,06%
Stepan Nercessian (PPS) 84.006 1,05%
Andréia Zito (PSDB) 82.832 1,04%
Marcelo Matos (PDT) 80.862 1,01%
Simão Sessim (PP) 77.800 0,97%
Rodrigo Bethlem (PMDB) 74.312 0,93%
Sirkis (PV) 73.185 0,91%
Adrian (PMDB) 72.824 0,91%
Alexandre Santos (PMDB) 72.822 0,91%
Ezequiel (PMDB) 72.589 0,91%
Benedita (PT) 71.036 0,89%
Sergio Zveiter (PDT) 65.826 0,82%
Miro Teixeira (PDT) 63.119 0,79%
Glauber Braga (PSB) 57.549 0,72%
Francisco Floriano (PR) 57.018 0,71%
Edson Santos (PT) 52.123 0,65%
Bittar (PT) 51.933 0,65%
Walney Rocha (PTB) 51.203 0,64%
Dr.Adilson Soares (PR) 51.011 0,64%
Zoinho (PR) 44.355 0,55%
Felipe Bornier (PHS) 44.236 0,55%
Neilton Mulim (PR) 41.480 0,52%
Dr. Paulo Cesar (PR) 33.856 0,42%
Liliam Sá (PR) 29.248 0.37%
Áureo (PRTB) 29.009 0,36%
Paulo Feijó (PR) 22.619 0,28%
Jean Wyllys (PSOL) 13.018 0,16%

Deputados estaduais eleitos[editar | editar código-fonte]

No Rio de Janeiro foram eleitos setenta (70) deputados estaduais.[10]

Candidato Votos %
Wagner Montes (PDT) 528.628 6,38%
Marcelo Freixo (PSOL) 177.253 2,14%
Samuel Malafaia (PR) 134.515 1,62%
Paulo Melo (PMDB) 121.684 1,47%
Clarissa Garotinho (PR) 118.863 1,43%
Alexandre Correa (PRB) 112.676 1,36%
Pedro Augusto (PMDB) 111.407 1,34%
Rafael Picciani (PMDB) 96.034 1,16%
Domingos Brazão (PMDB) 91.774 1,11%
Cidinha Campos (PDT) 89.553 1,08%
Carlos Minc (PT) 87.210 1,05%
Edson Albertassi (PMDB) 83.254 1,00%
Edino Fonseca (PR) 77.061 0,93%
Dionísio Lins (PP) 75.707 0,91%
Christino Áureo (PMN) 74.336 0,90%
Pedro Fernandes (PMDB) 69.571 0,84%
Lúcia Helena de Amaral Pinto (PSDB) 67.035 0,81%
Andreia do Charlinho (PDT) 62.599 0,76%
Sabino (PSC) 62.522 0,75%
Graça (PMDB) 61.294 0,74%
Dica (PMDB) 59.220 0,71%
Flávio Bolsonaro (PP) 58.322 0,70%
Rafael do Gordo (PSB) 55.831 0,67%
André Corrêa (PPS) 55.484 0,67%
Marcio Panisset (PDT) 55.027 0,66%
Marcos Abrahão (PTdoB) 52.525 0,63%
Marcos Soares (PDT) 52.099 0,63%
André Lazaroni (PMDB) 49.839 0,60%
Fábio Silva (PR) 47.939 0,58%
Comte Bitencourt (PPS) 45.541 0,55%
Marcelo Simão (PSB) 45.046 0,54%
Alessandro Calazans (PMN) 44.549 0,54%
Miguel Jeovani (PR) 44.135 0,53%
Gustavo Tutuca (PSB) 44.015 0,53%
Bernardo Rossi (PMDB) 43.607 0,53%
Rogério Cabral (PSB) 43.215 0,52%
Iranildo Campos (PR) 42.398 0,51%
Chiquinho da Mangueira (PMDB) 39.740 0,48%
Roberto Dinamite (PMDB) 39.730 0,48%
Marcio Pacheco (PSC) 39.537 0,48%
Paulo Ramos (PDT) 39.023 0,47%
Rodrigo Neves (PT) 38.856 0,47%
Coronel Jairo (PSC) 38.791 0,47%
Graça Pereira (DEM) 38.746 0,47%
Ricardo Abrão (PDT) 37.742 0,46%
Gilberto Palmares (PT) 36.519 0,44%
Marcus Vinicius - Neskau (PTB) 35.508 0,43%
Altineu Cortes (PR) 35.176 0,42%
Gerson Bergher (PSDB) 35.069 0,42%
Waguinho Sempre Juntos (PRTB) 34.820 0,42%
Aspásia Camargo (PV) 34.733 0,42%
Luiz Paulo (PSDB) 34.502 0,42%
Claise Maria Zito (PSDB) 33.664 0,41%
João Peixoto (PSDC) 33.203 0,40%
Felipe Peixoto (PDT) 32.855 0,40%
Samuquinha (PR) 32.563 0,39%
Roberto Henriques (PR) 32.369 0,39%
Salomão (PT) 31.249 0,38%
Zaqueu (PT) 30.583 0,37%
José Luiz Nanci (PPS) 28.798 0,35%
Inês Pandeló (PT) 28.798 0,35%
Bebeto (PDT) 28.328 0,34%
Luiz Martins (PDT) 26.002 0,31%
Myrian Rios (PDT) 22.169 0,27%
Geraldo Moreira (PTN) 21.987 0,27%
Enfª Rejane (PCdoB) 21.033 0,25%
Thiago Pampolha (PRP) 19.329 0,23%
Xandrinho (PV) 16.151 0,19%
Rosangela Gomes (PRB) 10.586 0,13%
Janira Rocha (PSOL) 6.442 0,08%

Referências

  1. Universo Online Apuração de votos e candidatos eleitos (1º turno). Resultados à governador no Rio de Janeiro. Acessado em 04 de outubro de 2010.
  2. O Estado de S. Paulo. «Gabeira lança candidatura ao governo do Rio». 23 de maio de 2010. Consultado em 31 de outubro de 2010 
  3. iG. «Com Temer, Cabral inaugura obra e oficializa candidatura no Rio». 2 de junho de 2010. Consultado em 31 de outubro de 2010 
  4. iG. «Garotinho desiste de candidatura ao governo do Rio de Janeiro». 30 de junho de 2010. Consultado em 31 de outubro de 2010 
  5. O Globo. «PSOL oficializa a candidatura de Jefferson Moura para governo do Rio». 22 de junho de 2010. Consultado em 31 de outubro de 2010 
  6. PSTU Rio. «Candidatura de Cyro Garcia ao Governo do Estado é confirmada em Convenção». 19 de junho de 2010. Consultado em 31 de outubro de 2010 
  7. Tribunal Superior Eleitoral. «Divulgação de Candidaturas 2010». Consultado em 31 de outubro de 2010. Arquivado do original em 3 de março de 2016 
  8. Terra eleições: Resultados à deputado federal. Acessado em 8 de abril de 2011.
  9. Erro de citação: Etiqueta <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs de nome TSE
  10. Terra eleições: Resultados à deputado estadual. Acessado em 20 de maio de 2011.