Eleições federais na Alemanha em Novembro de 1933

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

As eleições federais na Alemanha em Novembro de 1933 foram as primeiras a realizar-se desde que o Partido Nazi (NSDAP) alcançou o poder absoluto com a promulgação da Lei de Plenos Poderes em Março. Todos os partidos da oposição já tinham sido banidos por esta altura, e aos eleitores foi apresentada uma lista contendo o NSDAP e 22 organizações "convidadas". Estes "convidados", que incluíam Alfred Hugenberg, apoiavam o regime de Adolf Hitler em todos os eventos.[1]

Esta eleição marcou o tom para todas as eleições e referendos seguintes durante o regime Nazi. Os resultados oficiais deram 92% dos votos à lista Nazi, num total de 96%. A votação foi realizada em circunstâncias pouco secretas; muitos eleitores temiam que alguém que votasse "não" seria detectado e punido por isso. Em algumas comunidades, os eleitores foram ameaçados com represálias se tivessem a coragem para votar "não", ou mesmo se não fossem votar.[2] Ainda assim, 3,3 milhões de eleitores deixaram votos "inválidos". Estas eleições tiveram lugar no mesmo dia do referendo sobre a decisão de Hitler de retirar a Alemanha da Liga das Nações, o qual teve um resultado favorável com valores semelhantes. O novo Reichstag, exclusivamente composto por membros e simpatizantes do NSDAP, reuniram-se a 12 de Dezembro para eleger um Presidium encabeçado pelo Presidente do Reichstag Hermann Göring.

Cartaz eleitoral com o slogan Um Povo, Um líder, Um "Sim".

Resultados[editar | editar código-fonte]

Partido Votos % Lugares
Partido Nacional Socialista dos Trabalhadores Alemães 39 655 224 92,11 661
Contra 3 398 249 7,89
Votos inválidos/brancos
Total 43 053 473 100 661
Registered voters/turnout 45 178 701 95,30
Fonte: Nohlen & Stöver

Referências

  1. Read, Anthony (2004). The Devil's Disciples: The Lives and Times of Hitler's Inner Circle. London: Pimlico. p. 344. ISBN 0-7126-6416-5 
  2. William Shirer, The Rise and Fall of the Third Reich (Touchstone Edition) (New York: Simon & Schuster, 1990)

Leitura adicional[editar | editar código-fonte]

  • Schulz, Gerhard (1982). Deutschland seit dem Ersten Weltkrieg 1918–1945. Göttingen: Vandenhoeck & Ruprecht. pp. 144–145. ISBN 3-525-33472-9. swag 21 
  • Winkler, Heinrich August (2005). Der lange Weg nach Westen. 2. Bonn: [s.n.] pp. 32–33. ISBN 3-89331-575-6