Eleições gerais no Reino Unido em 2001

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Eleições gerais no Reino Unido em 2001
 

1997 ← Reino Unido → 2005


7 de junho de 2001
Tony Blair crop.jpg William Hague 2010 cropped.jpg Charles Kennedy.jpg
Candidato Tony Blair William Hague Charles Kennedy
Partido Trabalhista Conservador Liberais Democratas
Natural de Sedgefield Richmond (Yorks) Ross, Skye & Inverness West
Assentos no parlamento 413
Baixa 5
166
Aumento 1
52
Aumento 6
Votos 10 724 953 8 357 615 4 814 321
Porcentagem 40,7% 31,7% 18,3%
UK General Election, 2001.svg
Mapa dos resultados por círculo eleitoral.
Vermelho - Trabalhistas
Azul - Conservadores
Laranja - Liberal Democratas

As eleições gerais no Reino Unido em 2001 foram realizadas a 7 de junho para eleger os 659 assentos para a Câmara dos Comuns do Reino Unido.

Após 4 anos de estabilidade política aliada a um forte crescimento económico, bem como, a contínua forte popularidade de Tony Blair, o Partido Trabalhista obteve uma nova vitória eleitoral, mantendo a maioria absoluta, ao perder, apenas, 5 deputados, em relação a 1997[1]. A vitória dos trabalhistas, como as sondagens indicavam, nunca esteve em causa, o que, causou, um certo desinteresse do eleitorado em relação as eleições[2].

O Partido Conservador, apesar de ter um novo líder, William Hague, continuava a sofrer com fortes divisões internas, em muito, causadas pela linha a seguir em relação à União Europeia[3]. Os conservadores voltaram a obter um resultado desastroso, conquistando, apenas, mais 1 deputado em relação a 1997, ficando-se pelos 166 deputados[4].

Os Liberal Democratas continuaram com o seu crescimento eleitoral, chegando aos 18,5% dos votos e 52 deputados, e, assim, confirmando o seu estatuto de terceiro maior partido britânico[5].

Por fim, importa realçar a grande mudança na Irlanda do Norte, onde o Partido Unionista Democrático e o Sinn Féin obtiveram fortes ganhos à custa dos partidos mais moderado como o Partido Unionista do Ulster e o Partido Social Democrata e Trabalhista[6].

Importa realçar que, em muito devido à previsibilidade quanto ao resultado final, estas eleições provocaram um forte desinteresse, culminando na taxa de participação mais baixa em eleições britânicas desde 1918, com apenas 59,4% dos eleitores britânicos votando nestas eleições[7].

Resultados Oficiais[editar | editar código-fonte]

Partido Votos % +/- Deputados +/-
Partido Trabalhista 10 724 953 40,7 Baixa2,5
413 / 659
Baixa5
Partido Conservador 8 357 615 31,7 Aumento1,0
166 / 659
Aumento1
Liberal Democratas 4 814 321 18,3 Aumento1,5
52 / 659
Aumento6
Partido Nacional Escocês 464 314 1,8 Baixa0,2
5 / 659
Baixa1
Partido de Independência do Reino Unido 390 563 1,5 Aumento1,2
0 / 659
Estável
Partido Unionista do Ulster 216 839 0,8 Estável
6 / 659
Baixa4
Plaid Cymru 195 893 0,7 Aumento0,2
4 / 659
Estável
Partido Unionista Democrático 181 999 0,7 Aumento0,4
5 / 659
Aumento3
Sinn Féin 175 933 0,7 Aumento0,3
4 / 659
Aumento2
Partido Social Democrata e Trabalhista 169 865 0,6 Estável
3 / 659
Estável
Outros 675 909 2,5
0 / 659
Total 26 368 204 100
659 / 659
Eleitorado/Participação 44 390 916 59,4 Baixa11,9

Referências

  1. «The 2001 British General Election - History Learning Site». History Learning Site (em inglês) 
  2. «The 2001 British General Election - History Learning Site». History Learning Site (em inglês) 
  3. «The 2001 British General Election - History Learning Site». History Learning Site (em inglês) 
  4. «The 2001 British General Election - History Learning Site». History Learning Site (em inglês) 
  5. «The 2001 British General Election - History Learning Site». History Learning Site (em inglês) 
  6. «BBC VOTE 2001 | RESULTS & CONSTITUENCIES». news.bbc.co.uk. Consultado em 1 de julho de 2017 
  7. «The 2001 British General Election - History Learning Site». History Learning Site (em inglês) 
Ícone de esboço Este artigo sobre o Reino Unido é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.