Eleições legislativas regionais na Madeira em 2011

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
‹ 2007 • Flag of Portugal.svg • 2015
Eleições legislativas regionais na Madeira em 2011
47 deputados na Assembleia Legislativa da Madeira
9 de outubro de 2011
Demografia eleitoral
Votantes : 147 337
  
57.38% Red Arrow Down.svg 5.5%
Logo PSD cor.PNG
PPD/PSD
Votos: 71 561  
Lugares obtidos: 25 Red Arrow Down.svg 24.2%
  
48.57%
Cds simbolo 2.png
CDS-PP
Votos: 25 975  
Lugares obtidos: 9 Green Arrow Up.svg 350%
  
17.63%
Logo PS cor.jpg
PS
Votos: 16 942  
Lugares obtidos: 6 Red Arrow Down.svg 14.3%
  
11.50%
Partido Trabalhista Portugues logo.jpg
PTP
Votos: 10 115  
Lugares obtidos: 3  
  
6.87%
Coligação Democrática Unitária logo.png
PCP-PEV
Votos: 5 546  
Lugares obtidos: 1 Red Arrow Down.svg 50%
  
3.76%
Nova Democracia logo.jpg
PND
Votos: 4 825  
Lugares obtidos: 1 Red Arrow Down.svg 0%
  
3.27%
Pessoas-Animais-Natureza logo.jpg
PAN
Votos: 3 134  
Lugares obtidos: 1  
  
2.13%
Partido da Terra logo.jpg
MPT
Votos: 2 839  
Lugares obtidos: 1 Red Arrow Down.svg 0%
  
1.93%

As eleições legislativas regionais na Madeira em 2011, também designadas eleições para a Assembleia Legislativa da Região Autónoma da Madeira, realizaram-se a 9 de outubro de 2011,[1] e delas resultaram a vitória maioritária do Partido Social Democrata, liderado na Madeira por Alberto João Jardim.[2]

A campanha eleitoral para as legislativas regionais na Madeira decorreu de 25 de setembro a 7 de outubro de 2011.[3]

Histórico[editar | editar código-fonte]

Estas eleições foram marcadas pela descoberta de um "buraco financeiro" nas contas do Governo Regional, o que poderá ter influenciado os resultados eleitorais.[4][5] De realçar que o PSD obteve o seu pior resultado de sempre em eleições legislativas regionais (48,56%),[6] originando a perda de oito deputados em relação às eleições regionais de 2007.

O CDS e o PS-Madeira alegam que existiram irregularidades nestas eleições,[7] especificamente por causa do transporte de eleitores às urnas por viaturas de vários organismos públicos o que levou à formalização de uma queixa à Comissão Nacional de Eleições (CNE).[8][9] Por sua vez o delegado da CNE, Paulo Barreto, reagiu dando razão aos queixosos.[8]

Partidos[editar | editar código-fonte]

Os partidos e coligações que concorreram às eleições para a Assembleia legislativa da Região Autónoma da Madeira em 2011 foram os seguintes:

  • CDS-PP – CDS - Partido Popular
  • MPT – Partido da Terra
  • PCP-PEV – CDU - Coligação Democrática Unitáriaa)
  • PND – Nova Democracia
  • BE – Bloco de Esquerda
  • PAN - Partido pelos Animais e pela Natureza
  • PTP - Partido Trabalhista Português
  • PPD/PSD – Partido Social Democrata
  • PS – Partido Socialista
a) Coligação entre o Partido Comunista Português (PCP) e o Partido Ecologista "Os Verdes" (PEV).[10]

Sondagens[editar | editar código-fonte]

Na tabela abaixo estão listados os resultados das sondagens numa ordem cronológica inversa, isto é, mostrando primeiro os mais recentes. O valor de maior percentagem em cada sondagem é destacado a negrito e com o fundo da cor do partido em questão. Os resultados das sondagens estão com a data do levantamento, não com a data da sua publicação.

Data de realização Instituto de sondagem PSD CDS-PP PS PTP CDU PND PAN MPT BE Outros Líder[a]
9 de outubro de 2011 Resultados eleitorais 48,57
25 assentos
17,63
9 assentos
11,5
6 assentos
6,87
3 assentos
3,76
1 assento
3,27
1 assento
2,13
1 assento
1,93
1 assento
1,7
0 assentos
2,64
30,94
2–4 de outubro EuroSondagem 50,5 10,5 17,0 2,7 5,5 2,0 2,5 3,3 3,5 2,5 33,5
1–2 de outubro Universidade Católica 48,0 16,0 14,0 5,0 5,0 4,0 2,0 2,0 2,0 2,0 32,0
30 de setembro–3 de outubro INTERCAMPUS 53,5 11,8 16,9 3,9 2,8 2,5 8,6 36,6
25–27 de julho EuroSondagem 56,6 10,2 15,9 2,3 3,9 2,1 2,3 2,1 2,8 1,8 40,7
30–31 de maio EuroSondagem 50,5 15,0 17,2 4,5 3,8 9,0 33,3
2011
6 de maio de 2007 Resultados eleitorais 64,24
33 assentos
5,34
2 assentos
15,42
7 assentos
5,44
2 assentos
2,08
1 assento
2,26
1 assento
2,98
1 assento
2,24
48,82
↑[a] A coluna Líder mostra a diferença de pontos percentuais entre os dois partidos com maiores intenções de voto.

Resultados oficiais[editar | editar código-fonte]

Partido Votos % +/- Deputados +/-
Partido Social Democrata 71 561 48,57 Baixa15,67
25 / 47
Baixa8
CDS - Partido Popular 25 975 17,63 Aumento12,29
9 / 47
Aumento7
Partido Socialista 16 942 11,50 Baixa3,92
6 / 47
Baixa1
Partido Trabalhista Português 10 115 6,87 Novo
3 / 47
Novo
Coligação Democrática Unitária (a) 5 546 3,76 Baixa1,68
1 / 47
Baixa1
Partido da Nova Democracia 4 825 3,27 Aumento1,19
1 / 47
Estável
Partido pelos Animais e pela Natureza 3 134 2,13 Novo
1 / 47
Novo
Movimento o Partido da Terra 2 839 1,93 Baixa0,33
1 / 47
Estável
Bloco de Esquerda 2 512 1,70 Baixa1,28
0 / 47
Baixa1
Votos Inválidos 3 888 2,64 Baixa0,39
Total 147 337 100 47
Eleitorado/Participação 147 337 57,38 Baixa5.50
Fonte [11]
(a) PCP e PEV concorreram em coligação

Resultados por concelho[editar | editar código-fonte]

% % % % % % % % %
Concelhos PSD CDS PS PTP CDU PND PAN MPT BE Votantes
Calheta 64,0 20,5 3,8 3,6 1,2 1,8 1,1 0,6 0,6 6 832
Câmara de Lobos 57,4 12,7 7,9 5,5 3,2 2,2 1,8 5,1 1,5 17 744
Funchal 42,9 19,5 11,9 6,9 5,7 4,3 2,6 1,6 2,1 62 203
Machico 46,7 11,6 23,0 8,0 1,8 2,2 1,3 1,5 1,6 11 813
Ponta do Sol 57,3 17,0 9,8 6,0 1,5 2,3 1,4 0,9 1,5 5 141
Porto Moniz 54,7 12,6 23,6 3,2 1,2 1,2 0,9 0,3 0,2 2 066
Porto Santo 55,8 12,3 16,3 5,1 1,6 1,6 1,5 0,8 1,0 3 130
Ribeira Brava 59,9 14,7 7,0 6,4 2,0 2,1 1,6 1,9 1,3 7 592
Santa Cruz 44,1 20,4 9,8 9,7 3,3 3,8 2,6 1,9 2,0 22 399
Santana 52,9 21,7 8,4 6,0 1,4 2,8 1,4 1,2 1,1 4 993
São Vicente 55,1 16,2 15,7 4,9 1,0 1,6 0,9 0,6 0,9 3 431
Total 48,6 17,6 11,5 6,9 3,8 3,3 2,1 1,9 1,7 147 337

Análise dos resultados[editar | editar código-fonte]

A abstenção foi de 42,62%, ou seja, dos 256 755 eleitores recenseados votaram 147 337.[12]

Notas e referências

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]