Eleições municipais na Suécia em 2014

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Suécia
As comunas e os condados da Suécia

As eleições municipais suecas de 2014 realizaram-se no domingo em 14 de setembro de 2014. [1]
Nestas eleições foram eleitos os deputados municipais/vereadores para as 290 assembleias municipais/câmaras municipais - kommunfullmäktige - da Suécia no período de 2014-2018.

Eleições municipais[editar | editar código-fonte]

Nas eleições municipais suecas, são eleitos deputados municipais/vereadores para as 290 assembleias municipais/câmaras municipais do país. [2]
Estas eleições têm lugar de quatro em quatro anos, e são realizadas simultaneamente com as eleições legislativas para o parlamento (riksdagen) e com as eleições regionais para os condados (landsting).
Podem votar nas eleições municipais [3]:

  • Cidadãos suecos
  • Cidadãos da União Europeia residentes no município
  • Cidadãos estrangeiros residentes no município há mais de 3 anos


Desde 1998, é possível assinalar o candidato preferido através de uma cruz na cédula de voto. [4]

Eleições nacionais-regionais-municipais[editar | editar código-fonte]

Simultaneamente são realizadas 3 eleições na Suécia:

Resultados[editar | editar código-fonte]

Os resultados preliminares estão publicados na página: Resultados preliminares das Eleições municipais - Autoridade das Eleições

Município de Estocolmo 2014[editar | editar código-fonte]

Partido Número de Deputados
Partido Moderado (M) 28
Partido do Centro (C) 3
Partido Popular - Os Liberais (FP) 9
Partido Democrata-Cristão (KD) 2
Partido Social-Democrata (S) 24
Partido da Esquerda (V) 10
Partido Verde (MP) 16
Partido dos Democratas Suecos (SD) 6
Iniciativa Feminista (Fi) 3

O novo governo da Comuna de Estocolmo é uma coligação verde-vermelha-rosa, apoiada pelo Partido Social-Democrata, pelo Partido da Esquerda, pelo Partido Verde e pela Iniciativa Feminista. [5][6]

Município de Gotemburgo 2014[editar | editar código-fonte]

Os resultados finais das eleições municipais em Gotemburgo foram os seguintes: [7]

Partido Número de Deputados
Partido Moderado (M) 20
Partido do Centro (C) 0
Partido Popular - Os Liberais (FP) 7
Partido Democrata-Cristão (KD) 3
Partido Social-Democrata (S) 20
Partido da Esquerda (V) 8
Partido Ambiental - Os Verdes (MP) 9
Partido dos Democratas Suecos (SD) 6
Iniciativa Feminista (Fi) 3
Partido das Estradas de Gotemburgo (VägV) 5

O novo governo da Comuna de Gotemburgo é uma coligação verde-vermelha, apoiada pelo Partido Social-Democrata, pelo Partido da Esquerda e pelo Partido Verde. [8]

Município de Malmö 2014[editar | editar código-fonte]

Partido Número de Deputados
Partido Moderado (M) 14
Partido do Centro (C) 0
Partido Popular - Os Liberais (FP) 3
Partido Democrata-Cristão (KD) 0
Partido Social-Democrata (S) 21
Partido da Esquerda (V) 6
Partido Ambiental - Os Verdes (MP) 6
Partido dos Democratas Suecos (SD) 9
Iniciativa Feminista (Fi) 2

O novo governo da Comuna de Malmö é uma coligação verde-vermelha, apoiada pelo Partido Social-Democrata, pelo Partido da Esquerda e pelo Partido Verde. [9]

Referências

  1. «Valkalender för valen till riksdag, kommun- och landstingsfullmäktige» (em sueco). Valmyndigheten. Consultado em 16 de setembro de 2014. 
  2. «Kommunalval» (em sueco). Enciclopédia Nacional Sueca. Consultado em 16 de setembro de 2014. 
  3. «Rösträtt» (em sueco). Valmyndigheten - Autoridade Nacional das Eleições. Consultado em 16 de setembro de 2014. 
  4. «Kommunalval» (em sueco). Enciclopédia Nacional Sueca. Consultado em 16 de setembro de 2014. 
  5. Hannes Delling. (em sueco). Svenska Dagbladet http://www.svd.se/nyheter/inrikes/stockholms-viktigt-skyltfonster-for-mp_4021863.svd. Consultado em 19 de outubro de 2014.  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  6. Viktor Barth-Kron, Anders Sundström e Anton Säll. «Majoriteten vill stänga Bromma» (em sueco). Dagens Nyheter. Consultado em 19 de outubro de 2014. 
  7. Gunilla Grahn-Hinnfors e Anne Johansson. «Inget av blocken får majoritet i Göteborg» (em sueco). GöteborgsPosten. Consultado em 18 de setembro de 2014. 
  8. Gunilla Grahn-Hinnfors e Caroline Karlsson. «Fakta: De hamnar i kommunstyrelsen» (em sueco). GöteborgsPosten. Consultado em 7 de novembro de 2014. 
  9. «Malmös rödgröna styre presenterar sin överenskommelse för mandatperioden» (em sueco). My News Desk. Consultado em 7 de novembro de 2014. 

Ver também[editar | editar código-fonte]


Precedido por
2010
Eleições municipais na Suécia
2014
Sucedido por
2018