Eli (juiz de Israel)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Eli, na Bíblia, foi um Sumo Sacerdote e Juiz de Israel. Foi ele quem criou Samuel.

Eli aparece na Bíblia descrito como pai de Hofni e Finéias,[1] a observar a oração de Ana (mãe do profeta Samuel).[2] Morreu aos 98 anos quebrando o pescoço ao cair da cadeira após receber a notícia que os filisteus haviam tomado a arca da aliança e matado seus filhos. Julgou a Israel por 40 anos (I Samuel 4:18).

Segundo as Crônicas Samaritanas Eli era filho de Jafné da família de Itamar filho de Aarão. Por questões políticas ele usurpou o sacerdócio pois era um ancião com grande influencia entre os governantes do povo. Uzi era o verdadeiro sumo-sacerdote que haveria de suceder Buqui. Uzi era jovem e por este motivo Eli não aceitava estar sob a autoridade dele. Eli por sua falta de zelo executou um sacrifício incorreto (faltando sal), o que fez com que a presença de Deus sobre o tabernáculo desaparecesse (Deuteronômio 31:17-18, 32:20). Eli abandonou o monte Gerizim e então partiu para Siló e lá montou um novo tabernáculo com utensílios falsos, o que incluía uma outra arca (a qual atraia maldições). E com o livro de Balaão passou a praticar bruxarias e encantamentos e a sacrificar aos ídolos sobre o monte Ebal, dessa forma levando muitos ao caminho do erro. Foi por esta causa que veio a fome a as guerras contra Israel nos anos seguintes conforme já havia sido profetizado por Moisés (Deuteronômio 32:15-25).

Ícone de esboço Este artigo sobre personagens ou narrações da Bíblia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


Precedido por
Uzi
Sumo Sacerdote de Israel
Sucedido por
Aitub
Precedido por
Sansão
Juiz de Israel
Sucedido por
Samuel (Bíblia)

Referências

  1. I Samuel 1:3, site www.bibliaonline.com.br
  2. I Samuel 1:9-13