Elias Mendes Trindade

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Elias
Elias
Elias atuando pelo Corinthians em 2010.
Informações pessoais
Nome completo Elias Mendes Trindade
Data de nasc. 16 de maio de 1985 (35 anos)
Local de nasc. São Paulo (SP), Brasil
Nacionalidade brasileiro
Altura 1,73 m
destro
Apelido Tico
Informações profissionais
Clube atual Sem Clube
Número 5
Posição volante
Clubes de juventude
1997–2005 Palmeiras
Clubes profissionais
Anos Clubes
2006
2007
2007
2008
2008–2010
2011
2011–2014
2013
2014–2016
2016–2017
2017–2019
2020–
Náutico
São Bento
Juventus
Ponte Preta
Corinthians
Atlético de Madrid
Sporting
Flamengo (emp.)
Corinthians
Sporting
Atlético Mineiro
Bahia
Seleção nacional
2010–2016 Brasil

Elias Mendes Trindade, mais conhecido apenas como Elias (São Paulo, 16 de maio de 1985), é um futebolista brasileiro que atua como volante. Atualmente está sem clube.

Clubes[editar | editar código-fonte]

Início[editar | editar código-fonte]

O jogador começou sua carreira, ainda como atacante no Palmeiras, lá jogou por oito anos nas categorias de base[nota 1], porém acabou não sendo aproveitado pela equipe e foi dispensado.

Após a saída do clube alviverde, foi para o Náutico, de Recife na posição de atacante com a pompa que seria o Robinho dos Aflitos, não correspondeu dentro de campo. Elias não recebeu salários, pouco jogou e logo voltou a São Paulo depois da troca da diretoria, após ficar apenas dois meses no clube pernambucano.

Voltando para São Paulo, o jogador era desconhecido dos times paulistas, e sem emprego acabou entrando em depressão.[1] Com a ajuda de amigos, o jogador começou a disputar a várzea paulistana pelo Leões da Geolândia (Vila Medeiros), onde disputou a Copa Kaiser, e pelo Lagoinha (Vila Maria), ambos clubes da Zona Norte de São Paulo.[2]

Pela amizade de amigos com empresários, conseguiu um teste para jogar pelo São Bento sob o comando do ex-jogador corintiano Freddy Rincón para a disputa do Campeonato Paulista. Logo no primeiro treino o técnico colombiano transformou Elias que atuava como atacante em meio-campista.

Depois do time de Sorocaba foi para o Juventus, da Mooca, onde foi campeão da Copa Federação Paulista de Futebol de 2007.

Ponte Preta[editar | editar código-fonte]

O bom rendimento fez com que o meio-campista fosse contratado pela Ponte Preta, onde foi um dos destaques do time de Campinas, onde era o cobrador de faltas. Junto com a Alvinegra conseguiu chegar as finais do Campeonato Paulista de 2008 onde acabou como vice-campeão.

Corinthians[editar | editar código-fonte]

Foi contratado pela empresa Traffic e repassado ao Corinthians para a temporada de 2008, onde disputou o Campeonato Brasileiro da Série B, conquistou o título e firmou-se como titular na equipe. O jogador seguiu no clube para a temporada de 2009 e foi importante nas conquistas do clube durante a temporada. Seu poder de marcação aliado à sua habilidade para chegar ao ataque chamaram a atenção até de Ronaldo, que o considerou o melhor jogador do Campeonato Paulista de 2009, em que o time foi campeão pela 26ª vez.[3] Também foi campeão da Copa do Brasil, classificando o Corinthians para a Copa Libertadores da América do ano seguinte.

Em sua terceira temporada no clube, Elias mais uma vez se destacou durante o Campeonato Brasileiro, ganhando a Bola de Prata e o Prêmio Craque do Brasileirão de 2010.

Ao final do Campeonato Brasileiro de 2010, Elias anunciou que iria jogar no Atlético de Madrid em 2011. O clube espanhol pagou 7 milhões de euros pela sua contratação.[4]

Atlético de Madrid[editar | editar código-fonte]

Elias chegou no Atlético de Madrid com esperanças de um meia articulador de jogadas. Sendo um volante de origem, criou-se muita expectativa com a sua chegada, e Elias foi utilizado como um meia esquerdo. Em sua primeira temporada Elias não se firmou como titular, alternou em jogos como reserva e titular, jogando de meia esquerdo seu desempenho não foi tão bom como no Corinthians. Elias disputou 15 jogos e fez dois gols em sua primeira temporada. Havia rumores sobre a saída de Elias para o Porto, envolvendo a compra do atacante Falcao García. Ele acabou respondendo em campo, na vitória de 2 a 0 sobre o Vitória de Guimarães nos playoffs da Liga Europa. Elias entrou no segundo tempo e fez os dois gols da vitória dos Colchoneros.

Sporting[editar | editar código-fonte]

Elías teve que procurar um novo clube após o técnico do Atlético de Madrid, Gregorio Manzano, divulgar a lista de jogadores extracomunitários escolhidos para fazer parte do plantel. Miranda, Falcao Garcia e Eduardo Salvio foram os três eleitos, deixando assim Elias de fora dos planos do clube.

Poucos dias após ser informado deste fato, o jogador decidiu o seu futuro e acertando a sua permanência no futebol europeu, optando por jogar pelo Sporting, naquela que foi a contratação mais cara de sempre deste clube, o time pagou 8,8 milhões de euros ao time espanhol e sua cláusula rescisória foi de 40 milhões de euros (R$ 91,8 milhões). Elias assinou um vínculo de quatro anos com o Sporting.[5] Marcou seu primeiro gol na vitória por 3 a 2 diante do Paços de Ferreira, em partida válida pelo Campeonato Português.

Flamengo[editar | editar código-fonte]

Apesar de ter sido a contratação mais cara da história do Sporting, o jogador não foi muito aproveitado e pediu ao presidente do clube a sua transferência de volta ao Brasil, visando recuperar seu bom futebol e uma possível volta para a Seleção Brasileira. Com o pedido concedido, no dia 9 de Janeiro de 2013, o Flamengo fechou sua contratação por empréstimo durante 1 ano, negociação essa que já vinha acontecendo desde o final de 2012.[6] No dia 12 de janeiro, Elias foi apresentado oficialmente como novo reforço do Rubro-Negro para a temporada de 2013, e foi anunciado que o volante vestiria a camisa 8, que segundo ele foi de escolha própria dele para fazer história no Flamengo.[7]

Estreou pelo Flamengo na vitória por 1 a 0 diante do Volta Redonda, em em partida válida pelo Campeonato Carioca.[8] Marcou seu primeiro numa derrota diante do Resende por 3 a 2, em partida válida pelo Campeonato Carioca.[9] Elias foi decisivo no jogo da volta contra o Cruzeiro pela Copa do Brasil marcando o gol da classificação aos 43 minutos do segundo tempo.[10]

Na partida de volta da Copa do Brasil contra o Botafogo em que o Flamengo goleou o rival por 4 a 0, Elias entrou em campo abalado com a notícia de que seu filho de um ano e meio Davi estava internado com pneumonia, segundo o goleiro Felipe, o volante havia pedido para jogar mesmo com o filho internado e que ele chegou a chorar antes da partida.[11] Novamente numa partida de volta válida pela Copa do Brasil, só que diante do Goiás, Elias marcou o gol da vitória em que na comemoração fez uma homenagem ao filho e ouviu gritos da torcida dizendo o nome do seu filho. O jogo terminou 2 a 1 para o Rubro-Negro.[12] Elias foi um dos autores dos dois gols na vitória sobre o Atlético Paranaense na final Copa do Brasil, que consagrou o rubro-negro carioca tricampeão da competição.[13]

Terminou o ano como o 3º maior artilheiro do Brasil entre os jogadores que atuam como volantes, com 10 gols.[14] Além disso foi agraciado com a Bola de Prata e o Prêmio Craque do Brasileirão de 2013.

Após um bom ano pelo Flamengo, Elias revelou a vontade de permanecer no Rubro-Negro para a próxima temporada para a disputa da Copa Libertadores. Flamengo e Sporting realizaram várias negociações para a compra dos direitos do volante mas não chegaram a um acordo, no meio da negociação Elias chegou a desistir de um proposta milionária do time chinês Shandong Luneng. Mas no fim ambas as partes não chegaram a um acordo.[15][16]

Retorno ao Corinthians[editar | editar código-fonte]

Após muitas rodadas de negociação entre Flamengo e Corinthians, o Timão acertou do retorno do volante depois de semanas de debates, o time paulista e o Sporting chegaram definitivamente a um consenso, sem surpresas no final. Elias irá assinar um contrato de três anos com o Corinthians, mas não poderá jogar oficialmente até o dia 14 de julho, quando a CBF reabre o período de inscrições para atletas de fora.[17] Sua apresentação foi no dia 10 de abril, Elias terá um vínculo com o clube até 31 de dezembro de 2017.[18]

Mesmo só podendo jogar partidas oficiais somente depois do dia 14 de julho de 2014, Elias realizou sua reestreia pelo Corinthians num amistoso diante do Atlético Paranaense numa vitória por 2 a 1, o jogo também marcou a inauguração oficial da nova Arena da Baixada, um dos estádios da Copa do Mundo de 2014.[19]

No dia 6 de julho, Elias marcou seu primeiro gol em seu retorno ao Corinthians numa goleada por 4 a 1 diante do Uberaba. O volante marcou um golaço após uma boa tabela e driblar o marcador.[20] Mas só fez seu gol oficial contra o Bahia, Elias abriu o placar na vitória por 3 a 0 na Arena Corinthians, em partida válida pela Copa do Brasil.

Perdeu o pênalti decisivo na primeira eliminação corintiana em seu estádio para o Palmeiras. Logo após a partida, Gil e Elias saíram chorando do gramado de Itaquera.[21]

Gol histórico[editar | editar código-fonte]

Elias marcou o primeiro gol entre Corinthians e São Paulo numa Libertadores. O fato aconteceu em 18 de fevereiro de 2015, na Arena Corinthians, em jogo válido pela primeira rodada desta copa. O jogo terminou em 2 a 0 a favor dos corintianos.

Campeonato Brasileiro de 2015

Em 2015 o Corinthians conquistou o Campeonato Brasileiro, onde Elias foi peça fundamental compondo um meio campo avassalador, ao lado de Jadson, Renato Augusto e Ralf. Após o jogo contra o Coritiba, na Arena Corinthians, relembrou da promessa de que voltaria ao clube e conquistaria esse título para o Corinthians. Como resultado de sua regularidade atuando em altíssimo nível ao longo de todo o campeonato, Elias recebeu a Bola de Prata e o Prêmio Craque do Brasileirão de 2015.

Atlético Mineiro[editar | editar código-fonte]

No dia 27 de janeiro de 2017, acertou seu retorno ao Brasil, assinando com o Atlético Mineiro. O clube atleticano desembolsou 2,5 milhões de euros (R$ 8,4 milhões) por 70% dos direitos econômicos. Os outros 30% ficam com o clube português. Elias ainda terá direito a um milhão de euros (aproximadamente R$ 3,5 milhões) caso o Galo conquiste objetivos no ano.[22]

O volante fez sua estreia com a camisa do Galo na vitória por 2 a 0 sobre o Joinville, dia 9 de fevereiro.[23]

Elias marcou seu primeiro gol com a camisa do Galo na vitória por 4 a 0 sobre o Tupi, no dia 13 de março, em jogo válido pelo Campeonato Mineiro.[24] Vitória esta que foi a 100ª do clube no Independência desde sua reinauguração em 2012.[25]

Confirmando sua fama de jogador decisivo, no dia 7 de maio Elias fez o gol de desempate contra o Cruzeiro na partida final do Campeonato Mineiro, vencida pelo Atlético por 2 a 1, resultado que deu ao Galo seu 44º título estadual.[26]

Sem espaço no elenco do Galo, no dia 13 de dezembro de 2019, o clube Atlético Mineiro decidiu não renovar com o jogador, que tinha vínculo com o clube até 31 de janeiro de 2020.

Bahia[editar | editar código-fonte]

No dia 24 de setembro de 2020, foi anunciado como novo reforço do Bahia.[27]

Seleção Brasileira[editar | editar código-fonte]

No dia 23 de setembro de 2010, recebeu sua primeira convocação pelo técnico Mano Menezes, com quem trabalhou no Corinthians entre 2008 e 2010 e em 2014, e no Flamengo em 2013. Foi o segundo jogador do clube, comandado por Mano até julho de 2010, a ser convocado para a seleção, o outro foi Jucilei.[28]

Em 2014, foi convocado pelo técnico Dunga para amistosos contra Colômbia e Equador.[29] A partir daí, passou a fazer parte de todas as convocações de Dunga, atuando como titular ao longo de 2015 em todos os jogos do Brasil nas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018.

Integrou o elenco para a disputa da Copa América de 2015 e da Copa América Centenário em 2016, sua última participação pela Seleção.[30]

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Atualizadas até 8 de janeiro de 2017.

Clubes[editar | editar código-fonte]

[31]

Clube Temporada Campeonato
nacional
Copa
nacional[a]
Competições
continentais[b]
Outros
torneios[c]
Total
Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist.
Corinthians 2008 32 3 0 0 0 0 1 1 0 33 4 0
2009 31 3 1 8 0 0 22 4 0 61 7 1
2010 33 7 5 8 3 0 19 3 0 60 13 5
2014 24 3 2 5 1 0 2 1 0 31 5 2
2015 24 5 8 1 0 0 10 4 1 10 0 0 45 9 9
2016 10 1 0 0 0 0 5 2 0 8 0 1 21 3 1
Total 154 22 16 14 1 0 23 9 1 62 9 1 253 41 18
Atlético de Madrid 2010–11 15 2 0 1 0 0 16 2 0
2011–12 0 0 0 0 0 0 2 2 0 2 2 0
Total 15 2 0 1 0 0 2 2 0 0 0 0 18 4 0
Sporting 2011–12 25 2 4 8 1 0 33 3 4
2012–13 9 0 0 2 0 0 5 1 0 16 1 0
2016–17 8 1 0 6 1 0 2 0 0 16 2 0
Total 42 3 4 16 2 0 7 1 0 0 0 0 65 6 4
Flamengo 2013 31 4 4 13 5 1 12 1 2 56 10 7
2019 0
Total 31 4 4 13 5 1 0 0 0 12 1 2 56 10 7
Atlético Mineiro 2017 1 1 0 0 0 0 5 1 0 15 3 0 20 4 0
2018 0 0 0 0 0 0 0 0 0 1 2 0 1 2 0
Total 1 1 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 21 6 0
Total na carreira 243 31 24 44 8 1 32 12 1 74 10 3 413 67 29

Jogos pela Seleção[editar | editar código-fonte]

Expanda a caixa de informações para conferir todos os jogos deste jogador, pela Seleção Brasileira.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Juventus
Corinthians
Flamengo
Atlético Mineiro
Seleção Brasileira

Prêmios individuais[editar | editar código-fonte]

Notas

  1. Elias começou sua carreira de futebolista como atacante no Palmeiras, somente no São Bento se tornaria meio-campista

Referências

  1. «Elias vence depressão e atinge o auge». Arquivado do original em 28 de novembro de 2010 
  2. «Após voltar para a várzea, Elias supera depressão e vira peça-chave no Timão». GloboEsporte.com. Consultado em 29 de abril de 2009 
  3. Carlos Augusto Ferrari (27 de abril de 2009). «Elias é o craque do Paulistão, diz Ronaldo». GloboEsporte.com. Consultado em 17 de dezembro de 2020 
  4. Leandro Canônico e Carolina Elustondo (5 de dezembro de 2010). «Chorando, Elias dá adeus ao Timão e vai jogar no Atlético de Madri». GloboEsporte.com. Consultado em 17 de dezembro de 2020 
  5. «Sporting de Portugal contrata Elias». Band Esporte. Consultado em 30 de agosto de 2011 
  6. «Fla confirma primeiros reforços para 2013: Elias, Gabriel e João Paulo». GloboEsporte.com. Consultado em 10 de janeiro de 2013 
  7. «Reforço número 1, Elias veste a 8: 'Conheço o peso dessa camisa'». GloboEsporte.com. Consultado em 12 de janeiro de 2013 
  8. «Flamengo vence Volta Redonda com gol de Hernane nos acréscimos». GloboEsporte.com. Consultado em 27 de janeiro de 2013 
  9. «Resende atropela no segundo tempo, faz três em 23 minutos e vence o Fla». GloboEsporte.com. Consultado em 13 de março de 2013 
  10. «Elias agradece a Runco, se emociona com gol, mas lamenta suspensão». GloboEsporte.com. Consultado em 29 de agosto de 2013 
  11. «Elias supera internação do filho para entrar em campo e ajudar o Flamengo». GloboEsporte.com. Consultado em 24 de outubro de 2013 
  12. «Elias ouve torcida gritar nome do filho e faz sua homenagem ao marcar». GloboEsporte.com. Consultado em 6 de novembro de 2013 
  13. «Elias comemora título com filho Davi: 'Prometi ao torcedor que ele vinha'». Sportv. Consultado em 28 de novembro de 2013 
  14. globoesporte.globo.com/ Alex, Antônio Carlos, Pikachu... Veja os artilheiros do ano em cada posição
  15. «Elias recusa proposta da China, diz pai». GloboEsporte.com. 24 de janeiro de 2014. Consultado em 17 de dezembro de 2020 
  16. Thales Soares (1 de abril de 2014). «Wallim confirma desistência do Flamengo por Elias: 'Não vem mais'». GloboEsporte.com. Consultado em 17 de dezembro de 2020 
  17. «Corinthians acerta retorno de Elias». GloboEsporte.com. Consultado em 7 de abril de 2014 
  18. «No retorno, Elias diz que é a cara do Corinthians: 'Sou maloqueiro, mano'». GloboEsporte.com. Consultado em 10 de abril de 2014 
  19. Diego Ribeiro (14 de maio de 2014). «Elias celebra reestreia pelo Timão e espera novos amistosos». GloboEsporte.com. Consultado em 17 de dezembro de 2020 
  20. «Corinthians goleia Uberaba com "pintura" de Elias e estreia de Romero». GloboEsporte.com. Consultado em 6 de julho de 2014 
  21. Marcos Guedes (19 de abril de 2015). «Gil e Elias choram na saída do campo; jogadores se calam após queda». Gazeta Esportiva. Consultado em 17 de dezembro de 2020 
  22. «Elias é do Galo». Site oficial do Atlético Mineiro. 27 de janeiro de 2017. Consultado em 17 de dezembro de 2020 
  23. «Estreante da noite, Elias destaca apoio da torcida, mesmo sem "fazer nada"». GloboEsporte.com. 9 de fevereiro de 2017. Consultado em 17 de dezembro de 2020 
  24. «Elias e Robinho celebram primeiros gols no Galo e na temporada 2017». GloboEsporte.com. 13 de março de 2017. Consultado em 17 de dezembro de 2020 
  25. Thaynara Amaral (13 de março de 2017). «Em 100ª vitória no Horto, Atlético-MG atinge melhor série invicta desde 2014». GloboEsporte.com. Consultado em 17 de dezembro de 2020 
  26. «Atlético-MG vence o Cruzeiro no Horto, acaba com tabu e conquista 44º título mineiro». GloboEsporte.com. 7 de maio de 2017. Consultado em 17 de dezembro de 2020 
  27. «Elias assina com o Esquadrão de Aço». Site oficial do Bahia. 24 de setembro de 2020. Consultado em 17 de dezembro de 2020 
  28. Márcio Iannacca (23 de setembro de 2010). «Após indisciplina, Mano Menezes deixa Neymar fora da Seleção». GloboEsporte.com. Consultado em 17 de dezembro de 2020 
  29. «Dunga convoca dupla do Cruzeiro e mantém 10 jogadores da Copa-2014». GloboEsporte.com. 19 de agosto de 2014. Consultado em 17 de dezembro de 2020 
  30. Alexandre Lozetti e Felipe Schmidt (5 de maio de 2016). «Dunga convoca Seleção para a Copa América com 7 jogadores olímpicos». GloboEsporte.com. Consultado em 17 de dezembro de 2020 
  31. «Football : Elias» (em inglês). FootballDatabase.eu. Consultado em 12 de abril de 2016 
  32. espn.com.br/ Sem glamour, CBF elege Everton Ribeiro craque e põe quatro do Cruzeiro em seleção do Brasileirão

Ligações externas[editar | editar código-fonte]