Elipando

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde janeiro de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Elipando de Toledo (756 — †807) foi arcebispo de Toledo no final do século VIII, e o principal defensor do adocionismo hispânico.

Defendia sua tese, que relata que Cristo era filho gerado pelo pai, mas adotivo pelo humanidade. Defendeu suas teses no Sínodo de Francofurt (794), numa mensagem dirigida aos bispos espanhóis, e no Concílio de Aquisgran (800), no qual foi rebatido por Alcuino de Iorque, sua ideia adocionista foi considerada heretica nesses concilios, mas ele continuou atuando como primaz da Hipânia.

Contra Elipando escreveram Beato de Liébana e Etério de Osma escreveram o Apologeticum, um texto contra o adocionismo, sendo que, segundo a tradição, Beato de Liébana o chamou de «Testiculum anticristi» ("Testículo do Anticristo")

Ver também[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Cixila
Arcebispo de Toledo
754 – 800
Sucedido por
Gumesindo