Elmano Férrer

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Elmano Férrer
Senador  Piauí
Período 1 de fevereiro de 2015
até a atualidade
Prefeito Teresina Teresina
Período 31 de março de 2010
até 1º de janeiro de 2013
Antecessor(a) Silvio Mendes
Sucessor(a) Firmino Filho
Vice-prefeito Teresina Teresina
Período 1º de janeiro de 2005
até 31 de março de 2010
Dados pessoais
Nascimento 1 de agosto de 1942 (75 anos)
Lavras da Mangabeira Lavras da Mangabeira, CE
Alma mater Universidade Federal do Ceará e Universidade Federal do Piauí
Cônjuge Telezila Fortes Férrer de Almeida
Partido PMDB
Profissão engenheiro agrônomo e advogado
Assinatura Assinatura de Elmano Férrer

Elmano Férrer de Almeida (Lavras da Mangabeira, 1 de agosto de 1942) é um político brasileiro. Filiado ao Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), é senador da República pelo Piauí.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nascido em Lavras da Mangabeira, Ceará, a 1º de agosto de 1942, reside em Teresina desde abril de 1966. É casado com Telezila Fortes Férrer de Almeida, com quem tem três filhos.

Engenheiro Agrônomo formado pela Universidade Federal do Ceará, advogado graduado pela Universidade Federal do Piauí, Elmano Férrer é pós-graduado nas áreas de Planejamento e Desenvolvimento Econômico, Gestão de Instituições de Pesquisa e Ações Governamentais Integradas. Servidor público de carreira, já ocupou os cargos de Secretário de Planejamento do Estado do Piauí, presidente do Conselho Diretor do Centro de Apoio a Pequenos Empreendimentos – CEAPE/PI, diretor da Unidade de Pesquisa da Embrapa/PI, assessor do Conselho Deliberativo do Sebrae, técnico da Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste (SUDENE,) e Secretário do Trabalho, Desenvolvimento Econômico, Tecnológico e Turístico do Piauí. Foi eleito vice-prefeito de Teresina em 2008, e assumiu o cargo de Prefeito da capital do Piauí em 31 de marçode 2010.

Elmano Férrer foi candidato do PTB e da coligação "A Força do Trabalho" a prefeito de Teresina, tendo como candidato a vice-prefeito o deputado federal Marlos Sampaio, do PMDB, em 2012. Apesar da boa aceitação entre o eleitorado teresinense, perde a disputa para Firmino Filho no 2º turno das eleições por menos de 15 mil votos.

Entre as funções públicas ocupadas foi Secretário de Planejamento (1991-1995) nos governos Freitas Neto e Guilherme Melo, presidente do Conselho Diretor do Centro de Apoio a Pequenos Empreendimentos – CEAPE/PI, diretor da Unidade de Pesquisa da Embrapa/PI, assessor do Conselho Deliberativo do Sebrae/PI e técnico da Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste (SUDENE) e Secretário do Trabalho, Desenvolvimento Econômico, Tecnológico e Turístico do Piauí (2005-2006) no primeiro governo Wellington Dias.

Foi eleito vice-prefeito de Teresina em 2004 e reeleito em 2008 sempre em dobradinha com o médico Sílvio Mendes,[2] assumindo o cargo em 31 de março de 2010, quando o titular renunciou para disputar o governo do estado.

Participou de missões internacionais técnicas e de intercâmbio. É comendador da ordem do Mérito Renascença do Piauí e foi homenageado com a Medalha do Mérito Conselheiro José Antônio Saraiva, a maior honraria concedida pela Prefeitura Municipal de Teresina.

Em janeiro de 2017, deixa o Partido Trabalhista Brasileiro e ingressa no PMDB. [3].


Eleições de 2012[editar | editar código-fonte]

Concorreu a reeleição para o cargo de prefeito de Teresina em eleição decidida no segundo turno. Elmano obteve 200.062, ou seja, 48,46% dos votos, tendo sido derrotado por Firmino Filho que recebeu 51,54% dos votos válidos, o que corresponde a 212.741 votos válidos.

Eleições de 2014[editar | editar código-fonte]

Nas eleições de 2014, foi eleito senador vencendo o ex-governador Wilson Martins[4].

Em dezembro de 2016, votou a favor da PEC do Teto dos Gastos Públicos.[5] Em julho de 2017 votou a favor da reforma trabalhista.[6]

Em outubro de 2017 votou a favor da manutenção do mandato do senador Aécio Neves derrubando decisão da Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal no processo onde ele é acusado de corrupção e obstrução da justiça por solicitar dois milhões de reais ao empresário Joesley Batista.[7][8]

Referências

  1. «Elmano Férrer se filia ao PMDB em ato na presidência do Senado». CidadeVerde.com (em inglês) 
  2. Sílvio Mendes foi eleito em segundo turno com 177.687 votos em 2004 e reeleito em primeiro turno em 2008 com 273.065 votos.
  3. Bancada do PMDB define que Eunício disputará a presidência do Senado. G1. Acesso em 01/02/2017
  4. Elmano Férrer, do PTB, é eleito senador do Piauí. G1. Acesso em 05/10/2014
  5. Bol (13 de dezembro de 2016). «Confira como votaram os senadores sobre a PEC do Teto de Gastos 155 Do UOL, em São Paulo». Consultado em 16 de outubro de 2017 
  6. Redação - Carta Capital (11 de julho de 2017). «Reforma trabalhista: saiba como votaram os senadores no plenário» 
  7. «Veja como votou cada senador na sessão que derrubou afastamento de Aécio». Consultado em 17 de Outubro de 2017 
  8. «Janot denuncia Aécio Neves ao STF por corrupção e obstrução da Justiça». Consultado em 17 de Outubro de 2017 
Precedido por
Marcos Silva
Vice-prefeito de Teresina
20052010
Sucedido por
cargo vago
Precedido por
Silvio Mendes
Prefeito de Teresina
20102012
Sucedido por
Firmino Filho
Ícone de esboço Este artigo sobre um político é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]