Elsie Dubugras

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde maio de 2010). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Elsie Dubugras
Nascimento 2 de março de 1904
São Paulo,  São Paulo
Morte 2 de março de 2006 (102 anos)
São Paulo,  São Paulo
Nacionalidade Brasil brasileira
Ocupação Parapsicóloga
Jornalista
Artista Plástica

Elsie Dubugras (São Paulo, 2 de março de 1904 — São Paulo, 2 de março de 2006) foi uma jornalista, médium, parapsicóloga e artista plástica brasileira. Durante trinta e três anos foi editora especial da Revista Planeta, e apresentou ao mundo o trabalho do médium brasileiro Luiz Antonio Gasparetto.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Seu pai, Wilhelm Augustus, um antropólogo dinamarquês, saiu da África do Sul para catalogar insetos no Brasil, onde conheceu e desposou Mary Ada.

Com um ano de idade, Elsie mudou-se com os pais para Londres, na Inglaterra onde, aos dois anos de idade, já lia e escrevia as primeiras palavras. Nesse período, foi batizada na Igreja Anglicana. Ali fez os estudos, tendo cursado Jornalismo e Secretariado Executivo no "Women’s Institute". Aos vinte anos de idade, retornou com a família para a cidade de São Paulo.

Interessada desde a adolescência por temas espiritualistas, ao retornar para o Brasil convivia com visões que não sabia explicar: percebia "pessoas" que surgiam e desapareciam por detrás das pessoas normais. Curiosa, passou a estudar o fenômeno, vindo a desenvolver a sua mediunidade na Federação Espírita do Estado de São Paulo, passando a psicografar mensagens.

Como profissional do jornalismo, acompanhou o trabalho de vários cirurgiões espirituais, o primeiro deles o médium Antônio Geraldo de Pádua. Esteve em diversas ocasiões esteve com Chico Xavier, em Uberaba. Entretanto, foi o trabalho com a psicopictografia por intermédio do médium Luiz Antonio Gasparetto na década de 1980, que a projetou na mídia nacional e internacional. Acompanhando-o em uma viagem de dois meses pela Europa, o trabalho chamou a atenção da BBC de Londres, que veio a produzir um programa exibido em horário nobre naquele país e assistido por nove milhões de pessoas.

De 1963 a 1970 trabalhou na extinta Pan American World Airways, onde teve oportunidade de viajar ao redor do mundo. Iniciou o trabalho na Revista Planeta em 1970, voltada para temas como paranormalidade, ecologia, religião e ufologia, entre outros. Na televisão, foi pesquisadora do programa Terceira Visão, veiculado pela Rede Bandeirantes. Em 2004, com cem anos de idade, foi homenageada durante o Prêmio Comunique-se, por ainda exercer a profissão.

Como escritora foi autora das obras: "O Mundo Paranormal", "É você", "Renoir" e "Luiz Antonio Gasparetto". Como artista plástica, expôs as suas aquarelas e bico de pena nas publicações "São Paulo do Tempo da Garoa" e "Imagens do Litoral Paulista".

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]