Elvira Fortunato

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Elvira Fortunato
Elvira Maria Correia Fortunato
Nascimento 22 de julho de 1964 (54 anos)
Almada, Almada
Nacionalidade portuguesa
Cônjuge Rodrigo Martins
Prémios Medalha Blaise Pascal (2016)

Medalha Czochralski (2017)

Orientador(es) Rodrigo Martins
Instituições Departamento de Ciência dos Materiais da FCT-UNL
Campo(s) Física, ciências dos materiais

Elvira Maria Correia Fortunato GOIH (Almada, Almada, 22 de julho de 1964), é uma cientista portuguesa.[1] É especialista pioneira mundial na eletrónica de papel, nomeadamente em transístores, memórias, baterias, ecrãs, antenas e células solares.

É atualmente vice-reitoria da Universidade Nova de Lisboa.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nasceu em Almada. Licenciou-se em Engenharia dos Materiais na Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa. Fez o doutoramento na área de em Microeletrónica e Optoeletrónica, orientado por Rodrigo Martins, em 1985.

Elvira Fortunato é atualmente professora catedrática e investigadora na Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa.[2][3]

A equipa de investigação do Centro de Investigação de Materiais (CENIMAT) liderada por Elvira Fortunato e Rodrigo Martins distinguiu-se pela descoberta do transístor de papel.[4][5]

A 8 de junho de 2010 foi-lhe atribuído o grau de Grande-Oficial da Ordem do Infante D. Henrique.[6]

É membro do Conselho das Ordens Nacionais desde 9 de junho de 2016.[6]

É Vice-Reitora da Universidade NOVA de Lisboa desde 14 de Setembro de 2017.

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

É casada, desde 1986, com o cientista e investigador Rodrigo Martins, um dos inventores do papel eletrónico. Este foi seu orientador de doutoramento[7]. Têm uma filha em comum.

Prémios[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Elvira Fortunato» (PDF). The Institute of Electronic Structure and Laser (IESL) (em inglês). Foundation for Research & Technology. Consultado em 29 de outubro de 2016. 
  2. a b c «Elvira Fortunato é o prémio Seed of Science «Engenharia e Tecnologia»». Ciência Hoje. 3 de dezembro de 2008. Consultado em 29 de outubro de 2016.. Cópia arquivada em 28 de março de 2015 
  3. «Investigadora da UNL recebe Advanced Grant do European Research Council». Universidade Nova de Lisboa. Consultado em 29 de outubro de 2016.. Cópia arquivada em 1 de outubro de 2009 
  4. Azevedo, Virgílio (27 de julho de 2008). «Universidade Nova produz primeiros transístores com papel». Expresso. Consultado em 29 de outubro de 2016. 
  5. «Elvira Fortunato, cientista portuguesa de micro-electrónica, uma das melhores do mundo». Ideias Portuguesas. WordPress. Consultado em 29 de outubro de 2016. 
  6. a b «Cidadãos Nacionais Agraciados com Ordens Portuguesas». Resultado da busca de "Elvira Maria Correia Fortunato". Presidência da República Portuguesa. Consultado em 29 de outubro de 2016. 
  7. Virgílio Azevedo, Expresso (3 de Julho de 2016). «A física do amor». Consultado em 15 de Abril de 2018. 
  8. «O Prémio Femina 2010 foi executado por Ana Calheiros». Prémio Femina. Matriz Portuguesa. Consultado em 29 de outubro de 2016. 
  9. «Prémio de Investigação Cidade de Almada». Centro de Investigação de Materiais. Consultado em 29 de outubro de 2016. 
  10. «Elvira Fortunato e Rodrigo Martins vencem 1.ª edição do Prémio de Investigação Cidade de Almada». Universidade Nova de Lisboa. Consultado em 29 de outubro de 2016. 
  11. «Elvira Fortunato premiada pela Academia Europeia das Ciências». Diário de Notícias. 10 de maio de 2016 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) cientista é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.