Emídio Brasileiro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Emídio Silva Falcão Brasileiro
Emídio Brasileiro
Nascimento 19 de fevereiro de 1962
Irará, Bahia
Nacionalidade Brasil brasileira
Parentesco João Falcão de Albuquerque Brasileiro (pai)[1]
Jenucy Silva Falcão Brasileiro (mãe)
Cônjuge Marislei Brasileiro
Filho(s) Vinícius Espíndula Brasileiro e Jenucy Espíndula Brasileiro
Ocupação professor, escritor, advogado, conferencista[1]
Página oficial
http://www.cultura.trd.br/

Emídio Silva Falcão Brasileiro (Irará, Bahia, Brasil, 19 de fevereiro de 1962) é um escritor, advogado, professor universitário, doutor em Direito, orador e conferencista brasileiro.[1][2][3].

Biografia[editar | editar código-fonte]

É filho primogênito de João Falcão de Albuquerque Brasileiro, farmacêutico, nascido em 1932 e falecido em 1990, e de Jenucy Silva Falcão Brasileiro, enfermeira, nascida em 1942, e irmão de Maria Aparecida, Maria Swely e Antônio Marcos Brasileiro.[1]

Viveu sua infância na Bahia, quando sempre se interessou por assuntos religiosos. Em 1971, conheceu o Espiritismo e participou das atividades do Centro Espírita A Caminho da Luz [4] da cidade de Irará, fundado em 19 de Janeiro de 1948 por José Raphael Carvalho, Elysio Sant'anna e Aristóteles Peixinho.[1]

Em 1978, foi residir em Salvador, onde participou das atividades do Centro Espírita Caminho da Redenção [5] e da Mansão do Caminho.[1]

Em 1982, concluiu o curso de técnico em eletrônica na Escola Técnica Federal da Bahia (hoje CEFET) e, em dezembro do mesmo ano, ingressou, por meio de concurso público, na Empresa Brasileira de Telecomunicações (Embratel), onde trabalhou na função de técnico em telecomunicações até 1989.[1]

A partir de 1985, inicia a divulgação do Espiritismo no Brasil e no exterior.[1]

Em 1986, transferiu-se, pela Embratel, para Goiânia com o propósito de completar os seus estudos, porque em Salvador não havia a oportunidade de conciliar o trabalho com os estudos devido as sucessivas viagens a trabalho.[1]

A partir de 1987, em Goiânia, inicia as suas carreiras de escritor, com livros espíritas e didáticos, de jurista, no magistério superior e na advocacia, e de pesquisador[6] na área de comportamento humano, tornando-se conhecido e respeitado por muitas instituições espíritas, instituições de ensino superior e veículos de comunicação do Brasil e do exterior.[1]

Em 1990, casou com Marislei Brasileiro[7][8], com quem tem um casal de filhos, Vinícius e Jenucy, várias obras e pesquisas científicas elaboradas, trabalhos doutrinários e de natureza filantrópica.[1][2][3]

Formação e trabalho acadêmico[editar | editar código-fonte]

É graduado em Direito pela Universidade Federal de Goiás, advogado, com especialização em Planejamento Educacional pela Universidade Salgado de Oliveira (Rio de Janeiro), mestrado em Ciências da Educação pela Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias (Lisboa), doutoramento em Direito pela Universidade Autónoma de Lisboa.[1][9]

É o responsável por uma pesquisa[10] sobre comportamento sexual da população brasileira (1994), que deu origem a diversos livros sobre a temática.[11] Sob a influência deste trabalho, a Assembleia Legislativa do Estado de Goiás instituiu a Educação Sexual nas escolas estaduais de Goiás, como disciplina fundamental ou como tema obrigatório na grade de Ciências.[carece de fontes?] Também essa pesquisa é citada e reconhecida por instituições internacionais [12].

Em 2008, realizou pesquisa no Brasil a respeito do comportamento emocional da população brasileira.[13] Essa pesquisa mobilizou alguns deputados da Assembleia Legislativa do Estado de Goiás a viabilizar um projeto de lei que institua a Educação Emocional nas escolas estaduais a partir de 2010.[carece de fontes?]

Em sua tese de doutoramento,[1] elaborada na Universidade Autónoma de Lisboa, defende, fazendo uma analogia com a Física e com as leis de Isaac Newton, que assim como existe uma Lei de ação e reação na mecânica também existiria uma lei de ação e reação no Direito Natural.[14][15]

Exercendo a atividade de professor universitário, ministra aulas de Direito em diversas faculdades em Goiás. Como orador e professor de retórica, ministra cursos de oratória para profissionais de diversas áreas.[16][necessário esclarecer] Como palestrante, ofereceu mais de 3000 conferências em congressos, simpósios, cursos , oficinas, encontros e seminários em diversas instituições governamentais e não governamentais [1], acadêmicas e religiosas, especialmente em instituições espíritas.[1]

O escritor[editar | editar código-fonte]

É autor de várias obras espíritas e didáticas.[1] É também especialista[necessário esclarecer] em pesquisas [17] sobre a vida de Jesus.[18][19] É o idealizador e fundador da primeira academia espírita de letras: a Academia Espírita de Letras do Estado de Goiás.[20] Idealizou o dia estadual do Espírita para o estado de Goiás, sendo a data 18 de abril, em comemoração ao lançamento de O Livro dos Espíritos de Allan Kardec.[21] É membro fundador da Academia Goianiense de Letras, na qual foi o primeiro presidente.[22] É também membro da Academia de Letras de Aparecida de Goiânia. É membro das entidades culturais: União Brasileira de Escritores[23], Associação Goiana de Imprensa, dentre outras. É articulista em jornais e revistas,[24] sempre atuante no sentido de promover a cultura no estado de Goiás e no Brasil.[25][26][27]

Principais obras espíritas[editar | editar código-fonte]

Brasileiro escreveu livros de cunho espírita publicados pela AB Editora[28] e pela editora Boa Nova[29]:

  • 1988 Um dia em Jerusalém
  • 1992 A Caminho do deserto
  • 1996 Sexo, problemas e soluções
  • 1999 O sexo nosso de cada dia
  • 1999 A outra face do sexo
  • 2000 O Livro dos Evangelhos
  • 2001 Sabedoria

Principais obras didáticas[editar | editar código-fonte]

  • 2001 Educação Sexual [30]
  • 2002 Inteligências Emocionais (Título anterior: 400 maneiras de ser emocionalmente inteligente)[31]
  • 2006 Introdução ao Direito Penal [32][33]
  • 2008 Sexualidade, cinema e deficiência [34]
  • 2009 Educação Emocional [35]
  • 2017 O Direito Natural e a Justiça Quântica [36]
  • 2018 Nas Fronteiras da Educação Jurídica e da Psicologia (coautoria) [37]

Algumas das Homenagens (títulos e prêmios)[editar | editar código-fonte]

  • 2018 Comenda do Mérito Jurídico Docente [38]
  • 2009 Cidadão Silvaniense [39]
  • 2006 Grande-Oficial da Ordem do Mérito Anhangüera[40]
  • 2005 Cidadão Goianiense[41]
  • 2005 Medalha do Mérito Legislativo Pedro Ludovico Teixeira concedida pela Assembleia Legislativa do Estado de Goiás [42]
  • 2005 Membro Efetivo da Academia Espírita de Letras do Estado de Goiás [43]
  • 2005 Membro Efetivo da Academia Goianiense de Letras, Cadeira 1[44]
  • 2004 Cidadão Goiano, Assembleia Legislativa do Estado de Goiás, Lei estadual N.15.013 de 01.12.2004[45]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. a b c d e f g h i j k l m n o p Biografia resumida: Jornal Diário da Manhã - Notícia sobre a viagem a Europa em maio de 2009. Acesso em julho de 2018
  2. a b Biografia resumida: sítio da Associação de Educadores Espíritas do Paraná: notícia sobre o Congresso Espírita de 2005. Acesso em maio de 2009
  3. a b Biografia resumida, Candeia. Acessado em 10 de maio de 2009
  4. Federação Espírita do Estado da Bahia. «Centro Espírita A Caminho da Luz». Consultado em março de 2009.  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  5. Mansão do Caminho. «Centro Espírita Caminho da Redenção». Consultado em em março de 2009.  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  6. Jornal Multi. «Reportagem» (PDF). Consultado em 15 de maio de 2009. 
  7. Site Usina de Letras. «Biografia resumida». Consultado em 15 de maio de 2009. 
  8. Editora Candeia. «Biografia resumida de Marislei Brasileiro». Consultado em 10 de maio de 2009. 
  9. Informativo Fanap. «Faculdade Nossa Senhora Aparecida». Consultado em 10 de maio de 2009. 
  10. Universidade Paulista - UNIP. «Pesquisa sobre o comportamento sexual no Brasil (Biografia resumida)» 🔗. Consultado em 10 de maio de 2009. 
  11. Centro Espírita Nosso Lar. «Sexo, Problemas e Soluções». Consultado em 10 de maio de 2009. 
  12. Robert T. Francoeur, Raymond J. Noonan (2004). «The Continuum Complete International Encyclopedia of Sexuality». A&C Black. pp. 102–103. ISBN 978-0-8264-1488-5. Consultado em 26 de julho de 2018. 
  13. Universidade Paulista-UNIP. «Resultado da pesquisa sobre o Comportamento Emocional do brasileiro». Consultado em 10 de maio de 2009. 
  14. Emídio Silva Falcão Brasileiro. «O Direito Natural visto à luz da Lei da ação e reação de Isaac Newton: uma proposta de reflexão» (PDF). Consultado em 04 de agosto de 2014.  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  15. Pedro Sérgio dos Santos demonstra também a viabilidade da analogia entre ciências físicas e sociais. «Tese do Dr. Pedro Sérgio dos Santos». Consultado em 10 de maio de 2009. 
  16. Ordem dos Advogados do Brasil. «Escola Superior de Advocacia». Consultado em 10 de maio de 2009. 
  17. Jornal Opção. «Reportagem sobre o Código Da Vinci». Consultado em 15 de maio de 2009. 
  18. Jornal Diário da Manhã. «Artigo do Jornalista Jávier Godinho sobre O Livro dos Evangelhos». Consultado em 10 de maio de 2009. 
  19. Página de Alexandra Machado Costa. «Texto de Um dia em Jerusalém». Consultado em 10 de maio de 2009. 
  20. Jornal Diário da Manhã. «Reportagem da Academia Espírita do Estado de Goiás: Emídio Entrega a comenda Allan Kardec a Lily Marinho no Rio de Janeiro». Consultado em 10 de maio de 2009. 
  21. Assembléia Legislativa do Estado de Goiás. «Dia Estadual do Espírita». Consultado em 10 de maio de 2009. 
  22. Jornal Flash (Biografia resumida). «Universidade Católica de Goiás». Consultado em 10 de maio de 2009. 
  23. União Brasileira de Escritores. «Membros da União Brasileira de Escritores - Goiás». Consultado em 10 de maio de 2009. 
  24. Jornal Diário da Manhã (Divulgado no site do biografado). «Artigos publicados no Jornal Diário da Manhã». Consultado em 10 de maio de 2009. 
  25. Jornal Diário da Manhã. «Nota de visita a Ministro da Cultura». Consultado em 15 de maio de 2009. 
  26. Gismair Martins Teixeira. «Faces literárias de um goiano de coração:a trajetória cultural de Emídio Brasileiro». Consultado em 22 de novembro de 2015. 
  27. Câmara Federal. «Artigo a respeito do Aborto mencionado em discurso no Congresso Nacional» (PDF). Consultado em 26 de julho de 2018. 
  28. AB Editora. «Livros espíritas». Consultado em 8 de maio de 2009. 
  29. Editora Boa Nova. «Livro dos Evangelhos». Consultado em 8 de maio de 2009. 
  30. Editora RF (Sítio do biografado. «Educação sexual». Consultado em 10 de maio de 2009. 
  31. Editora Boa Nova. «Inteligências Emocionais». Consultado em 26 de agosto de 2013. 
  32. Editora da UFG. «Introdução ao Direito Penal(2006)». Consultado em 10 de maio de 2009. 
  33. Imprensa UFG. «Universidade Federal de Goiás». Consultado em 10 de maio de 2009. 
  34. LPM Editora - Co-autoria. LPM Editora - São Paulo-SP «Sexualidade, cinema e deficiência (2008)» Verifique valor |url= (ajuda). Consultado em 10 de maio de 2009. 
  35. Editora Boa Nova. «Educação Emocional (2009)». Consultado em 16 de junho de 2018. 
  36. Editora da UFG. «O Direito Natural e a Justiça Quântica (2017)». Consultado em 15 de julho de 2017. 
  37. Editora Espaço Acadêmico. «Nas Fronteiras da Educação Jurídica e da Psicologia (2018)». Consultado em 16 de junho de 2018. 
  38. OAB Goiás. «OAB Goiás». Consultado em 16 de julho de 2018. 
  39. Rádio Rio Vermelho. «Câmara Municipal de Silvânia - Goiás». Consultado em 26de julho de 2009.  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  40. Assembléia Legislativa do Estado de Goiás (31 de agosto de 2006). «Decreto Nº 6.512, de 24 de julho de 2006». Consultado em 8 de maio de 2009. 
  41. «Diário oficial do Município de Goiânia» (PDF). 3 de agosto de 2005. Consultado em 8 de maio de 2009. 
  42. Jornal Opção (3 de dezembro de 2005). «Medalha por serviços prestados a Goiás». Consultado em 8 de maio de 2009. 
  43. Academia Espírita de Letras do Estado de Goiás. «Membros titulares». Consultado em 8 de maio de 2009. 
  44. Academia Goianense de Letras. «Membros titulares». Consultado em 8 de maio de 2009. 
  45. Assembléia Legislativa do Estado de Goiás (1 de dezembro de 2004). «Lei Nº 15.013, de 30 de novembro de 2004.». Consultado em 8 de maio de 2009. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]