Embocadura

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde março de 2016). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Disambig grey.svg Nota: Se procura pela embocadura utilizada no comando de animais como o cavalo, veja Bridão.

A embocadura é o uso dos músculos faciais e dos lábios contra uma boquilha ou bocal de um instrumento de sopro. A embocadura apropriada permite ao instrumentista tocar o instrumento na sua completa extensão, a manter o som limpo e a evitar possíveis danos aos seus próprios músculos.

Embocadura na família dos metais[editar | editar código-fonte]

Ao tocar um instrumento da família dos metais, o som é produzido pelo instrumentista ao fazer vibrar seus lábios por um bocal. As notas são controladas em parte pela alteração da intensidade da contracção muscular nos lábios. O controle da coluna de ar, a alteração da posição ou vibração das bochechas, da língua ou do maxilar podem afetar como a embocadura atua.

Ainda hoje, muitos professores de instrumentos dos metais possuem uma postura rígida ao ensinar como um instrumentista deve desenvolver sua embocadura. Muitos autores também discordam uns dos outros ao tentar estabelecer que técnica é considerada mais eficiente. Pesquisas feitas dos anos 1940 até hoje sugerem que a embocadura mais eficiente depende do método mais adequado à anatomia particular de cada instrumentista. As diferenças individuais na estrutura dentária, tamanho e forma dos lábios, formato e posição do maxilar, além de outros fatores anatômicos afetam a técnica de embocadura particular que será eficiente em cada instrumentista.

Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.