Emilio Botín

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde Abril de 2013). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Emilio Botín
Nascimento 1 de outubro de 1934
Santander
Morte 9 de setembro de 2014 (79 anos)
Madri
Sepultamento Puente San Miguel
Cidadania Espanha
Progenitores Mãe:Ana María García de los Ríos y Caller
Pai:Emilio Botín
Cônjuge Paloma O'Shea
Filho(s) Ana Botín
Irmão(s) Jaime Botín
Alma mater Universidade de Valhadolide, Universidade de Deusto
Ocupação banqueiro, empresário
Empregador Banco Santander, Grupo Santander
Causa da morte ataque cardíaco

Emilio Botin Sanz de Sautuola y Garcia de los Rios[1] (Santander, 1 de outubro de 1934Madrid, 9 de setembro de 2014)[2] foi um banqueiro espanhol, presidente mundial do Grupo Santander, um dos maiores grupos financeiros do mundo.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nascido numa família com tradição no setor bancário (seu pai e seu avô também foram presidentes do Banco Santander), foi nomeado presidente da instituição em 19 de novembro de 1986. Porém sua participação no Grupo teve início ainda em 1958.[3]

Botín era formado em Direito e em Economia pela Universidade de Deusto, na Espanha. Foi casado com Paloma O'Shea Artiñano e foi pai de seis filhos. A sua fortuna estava estimada em 1,1 bilhão de euros.[4]

Morreu na noite de 9 de setembro de 2014 após sofrer infarto.[5]

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.