Emirado Aglábida

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde julho de 2009). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)



الأغالبة‎
Emirado Aglábida

Emirado

Black flag.svg
800 – 909 Fatimid flag.svg
Localização de Emirado Aglábida
Continente África e Europa
Região Bacia do Mediterrâneo
Capital Cairuão
al-Abásia
Raqqada (a partir de 876)
Religião Islamismo
Governo Emirado
emir
 • 800 – 812 Ibraim Ibne Aglabe
 • 903 – 909 Ziadete Alá III
Período histórico Idade Média
 • 800 Fundação
 • 909 Dissolução

O Emirado Aglábida foi um Estado islâmico do Norte da África, existente entre 800 e 900, e que corresponde à actual Tunísia e a partes da Argélia e da Líbia. Foi governado pela dinastia dos Aglábidas, uma dinastia árabe constituída por onze emires. Embora se encontrassem sob suserania nominal do Califado Abássida de Bagdade, os Aglábidas governaram de forma independente. A dinastia foi iniciada com Ibraim Ibne Aglabe (r. 800–812), um general que foi nomeado pelo califa abássida Harune Arraxide governador da Ifríquia e que tinha subjugado uma revolta local.

Um dos feitos mais relevantes dos Aglábidas foi a conquista da Sicília entre 827 e 878; a ilha permaneceria sob domínio islâmico durante mais de dois séculos. Penetrando na península Itálica, chegaram a atacar Roma. Os Aglábidas fizeram de Cairuão (al-Qayrawan) uma das mais brilhantes cidades da civilização islâmica no norte de África, que seria foco de difusão do Islão. O emir Ziadata Alá ordenou a reconstrução da Grande Mesquita de Cairuão (construída originalmente em 670) e ainda é possível ver na cidade as grandes cisternas construídas neste período. Em Tunes, os Aglábidas ordenaram a construção da Mesquita Zituna. Em 909 os Aglábidas foram derrubados pelos califas xiitas do Califado Fatímida em Raqqada (a segunda capital da dinastia).

Lista de emires[editar | editar código-fonte]

  1. Ibraim I Ibne Aglabe (r. 800–812)
  2. Abdulá I ibne Ibraim (r. 812–817)
  3. Ziadete Alá I ibne Ibraim (r. 817–838)
  4. Aglabe Abu Afane ibne Ibraim (r. 838–841)
  5. Maomé I Abul Abas ibne Aglabe Abi Afane (r. 841–856)
  6. Abu Ibraim Amade ibne Maomé Aglabe (r. 856–863)
  7. Ziadete Alá II ibne Abilabas (r. 863)
  8. Maomé II ibne Amade (r. 863–875)
  9. Ibraim II ibne Amade (r. 875–902)
  10. Abdulá II ibne Ibraim (r. 902–903)
  11. Abu Mudar Ziadete Alá III ibne Abdulá (r. 903–909)
Ícone de esboço Este artigo sobre História ou um(a) historiador(a) é um esboço relacionado ao Projeto História. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre a Tunísia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.