En man som heter Ove

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
En man som heter Ove
Um Homem Chamado Ove (PRT/BRA)
 Suécia
2015 •  cor •  116 min 
Direção Hannes Holm
Produção Annica Bellander
Nicklas Wikström Nicastro
Roteiro Hannes Holm
Baseado em En man som heter Ove de Fredrik Backman
Elenco Rolf Lassgård
Bahar Pars
Filip Berg
Género comédia dramática
Música Gaute Storaas
Figurino Camilla Lindblom
Cinematografia Göran Hallberg
Edição Fredrik Morheden
Companhia(s) produtora(s) Tre Vänner
Distribuição Nordisk Film
Lançamento 25 de dezembro de 2015
Idioma sueco

En man som heter Ove (Um Homem Chamado Ove) é um filme sueco de comédia dramática de 2015 dirigido e escrito por Hannes Holm, baseado no romance homônimo de Fredrik Backman.[1][2][3]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Ove (Rolf Lassgård) é um senhor de 59 anos, viúvo e rabugento com todos a sua volta, especialmente no condomínio onde reside. Pretende suicidar-se para juntar-se logo a esposa. Porém suas tentativas são frustradas involuntariamente pela chegada de seus novos vizinhos da casa em frente, a família da esposa grávida Parvaneh (Bahar Pars).

Inicia-se então uma amizade inesperada, onde Ove revê seu passado criado pelo pai ferroviário, seu encontro com a futura esposa Sonja (Ida Engvoll), as férias na Espanha, a relação conturbada com funcionários da prefeitura, a parceria e rivalidade com Rune (Börje Lundberg) na administração do condomínio. Ao mesmo tempo que adota novas atitudes, inclusive adotando um gato que antes desprezava.

Elenco[editar | editar código-fonte]

  • Rolf Lassgård – Ove
  • Bahar Pars – Parvaneh
  • Filip Berg – Ove (jovem)
  • Ida Engvoll – Sonja, esposa de Ove
  • Chatarina Larsson – Anita, esposa de Rune
  • Börje Lundberg – Rune, vizinho com paralisia
  • Tobias Almborg – Patrick, marido de Parvaneh
  • Klas Wiljergård – Jimmy, filho de Rune e Anita
  • Poyan Karimi – Mirsad, parceiro de Adrian
  • Simon Edenroth – Adrian, parceiro de Mirsad
  • Johan Widerberg – funcionário da prefeitura
  • Stefan Gödicke – Pai de Ove
  • Anna-Lena Bergelin – jornalista

Produção[editar | editar código-fonte]

O filme foi gravado em Trollhättan, Venersburgo, Gotemburgo, Estocolmo e Maiorca.

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

O filme foi nomeado ao prêmio Satellite Award de melhor filme estrangeiro e no Oscar 2017 nas categorias de melhor maquiagem e penteados e melhor filme estrangeiro.[4]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Guldbaggenomineringar». Svenska Filminstitutet. Consultado em 12 de janeiro de 2016 
  2. «Nominations for the 2015 Guldbagge Awards» (Nota de imprensa). Swedish Film Institute. 4 de janeiro de 2016. Consultado em 5 de janeiro de 2016 
  3. Norman, Isabel; Nykänen, Joni (18 de janeiro de 2016). «Glädjevrålet på Guldbaggegalan» (em Swedish). Aftonbladet. Consultado em 19 de janeiro de 2016 
  4. Roxborough, Scott (1 de setembro de 2016). «Oscars: Sweden Selects 'A Man Called Ove' for Foreign-Language Category». The Hollywood Reporter. Consultado em 1 de setembro de 2016 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]