Enderquina Mendes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Enderquina Mendes, cognomento Palla (morta em ca. 947), foi filha de Hermenegildo Guterres e de Ermesenda Gatones.[1]

Matrimónio e descendência[editar | editar código-fonte]

Casou com Gundesindo Eris,[2][a] filho de Ero Fernandes e de Adosinda de Monterroso,[3][4] de quem teve:[b]

  • Soeiro Gundesindes (antes de 897-morto c. 964), fundador do Mosteiro de Sever, foi casado com Goldregodo de quem teve a Sendino e a Gundesindo Soares.
  • Ermesenda Gundesindes (nascida antes de 897), foi casada com Árias Mendes de Coimbra, seu parente, filho de Hermenegildo Guterres e Ermesenda Gatones.[5]
  • Ausenda Gundesindes (nascida antes de 897) foi casada contra a vontade dos seus pais com Ansur ben-Frogia, homem de origem muçulmana.[6]
  • Froila Gundesindes (nascido depois de 897-morto depois de 936) conde e dux.[7]
  • Ero Gundesindes (nascido depois de 897 -morto depois de 950), conde.[7] Confirmou um documento no Mosteiro de Celanova a 26 setembro 942 como Eros Gundesindiz comes. Casou com X Munhos, filha de Munio Guterres e Fronilde Fernandes, de quem teve a Guterre Eris.

Notas[editar | editar código-fonte]

[a] ^ Fora de matrimónio, nata in pecato, seu esposo teve a Froilo Gundesindes doente de nascença, que vivou tuda sua vida num convento.[8]
[a] ^ Em Diplomata et Chartae, pp. 7-8, documento XII do ano 897: "...ego gondesindus prolis erus et adosinda acepit mulier in conumgio nomine enderquina conmento pala filia dux menendus gutierize it ermesinda, iermana de domna geluira regina (...) unde abuit filius nominibus suarius, ermesinda et adosinda et froilo. et ista froilo fuit cum infirmidate nata in nostro pecato..."

Referências

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre figuras históricas de Portugal é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.