Endocruzamento

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Endocruzamento é o acasalamento de indivíduos que são geneticamente próximos.[1] O endocruzamento resulta no aumento da zigosidade, que pode aumentar as hipóteses dos descendentes serem afetados por genes recessivos ou problemas de má-formação física.[2] Isto geralmente conduz a uma redução da aptidão de uma população, que é chamada de depressão de consanguinidade.[3][4]

Referências

  1. Inbreeding @ Encyclopædia Britannica
  2. Nabulsi M.M., Tamim H., Sabbagh M., Obeid M.Y., Yunis .K.A., Bitar F.F. (2003). «Parental consanguinity and congenital heart malformations in a developing country». Nova Iorque: Wiley-Liss. American Journal of Medical Genetics Part A (em inglês). 116A (4): 342-347. ISSN 1552-4833. PMID 12522788. doi:10.1002/ajmg.a.10020 
  3. Jiménez J.A., Hughes K.A., Alaks G., Graham L., Lacy R.C. (14 de outubro de 1994). «An experimental study of inbreeding depression in a natural habitat» (pdf). Cambridge, Massachusetts: American Association for the Advancement of Science. Science (em inglês). 266 (5183): 271-273. ISSN 0036-8075. PMID 7939661. doi:10.1126/science.7939661. Consultado em 14 de abril de 2013 
  4. Chen X. (1993). «Comparison of inbreeding and outbreeding in hermaphroditic Arianta arbustorum (L.) (land snail)». Londres: Oliver and Boyd. Heredity (em inglês). 71 (5). 456 páginas. ISSN 0018-067X. doi:10.1038/hdy.1993.163 
Ícone de esboço Este artigo sobre Genética é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.