Engenharia didática

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Engenharia didática (em francês: Ingénerie didactique) é uma metodologia de pesquisa e teoria educacional elaborada no início da década de 1980 para trabalhos de Educação Matemática. Concebe o trabalho do pesquisador similar ao de um engenheiro subdividindo os componente sem sala de aula, com o uso das sequências didáticas[1] O termo pode, também, ser usado para designar a aplicação planejada de uma sequência didática em um grupo de alunos. Entre os estudiosos do tema, se destaca a pesquisadora francesa Michèle Artigue.[2]

Fases[editar | editar código-fonte]

  • Análise preliminar
  • Concepção e análise a priori das situações da engenharia didática
  • Experimentação
  • Análise a posteriori e validação

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. MACHADO, S. D. A. (2008). «Engenharia Didática». In: In: MACHADO, S. D. A. (org). Educação Matemática: Uma (nova) introdução. EDUC 3ª ed. ed. São Paulo: [s.n.] pp. 233–247. ISBN 978-85-283-0373-5 
  2. http://www.c5.cl/ieinvestiga/actas/ribie98/266M.html
Ícone de esboço Este artigo sobre educação ou sobre um educador é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.