Engenharia hídrica

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde agosto de 2014). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

A Engenharia Hídrica é o ramo da engenharia que engloba a gestão dos recursos hídricos e as obras hidráulicas.

A formação de um engenheiro hídrico é fortemente ligada às ciências exatas devido aos projetos e as questões socioambientais visto que a água é fonte de conflitos.

Histórico[editar | editar código-fonte]

O primeiro curso de Engenharia Hídrica do Brasil foi criado pela Universidade Federal de Itajubá - UNIFEI , que também é pioneira com o curso de Engenharia Elétrica no país . A proposta de criação do curso de Engenharia Hídrica se deu com a aprovação da Política Nacional dos Recursos Hídricos - Lei 9.433/1997 que propõe uma gestão descentralizada dos recursos hídricos, regulamentando seu uso, tributos, qualidade e prestação de serviços.

Atualmente o curso é disponibilizado também pela Universidade Federal de Pelotas - UFPEL, Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS e Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - UFVJM.

Área de atuação[editar | editar código-fonte]

O campo de atuação do Engenheiro Hídrico é muito amplo, o profissional da área pode atuar em projetos, construções e montagens de estações de bombeamento e tratamento de água e esgoto, sistema de condução de água (irrigação, incêndio e drenagem) e esgoto, canais, hidrovias, hidrelétricas, portos, sistemas de aproveitamento de água de chuva, componentes hidromecânicos (bombas e turbinas), obras de contenção de cheias, estruturas de proteção costeiras. Projetos e estudos de estudos de impactos ambientais em bacias hidrográficas, gestão dos recursos hídricos, uso múltiplo da água, operação de reservatórios e gerenciamento de bacias hidrográficas.

Mercado de trabalho[editar | editar código-fonte]

O mercado de trabalho para o profissional da área está em franca expansão devido as obras de infraestrutura impulsionadas pelo PAC e pela escassez do recurso em algumas regiões do país.

O Engenheiro Hídrico pode atuar em empresas de projetos hidráulicos/civis/ambientais, indústrias que utilizam água no seu processo ( bebidas, siderúrgicas, alimentos, remédios) e nas agências ou órgãos de gestão dos recursos hídricos ( ANA, IGAM, SABESP) .

Disciplinas presentes na formação[editar | editar código-fonte]

  • Hidráulica
  • Hidrologia
  • Geomática
  • Geoprocessamento
  • Geologia
  • Mecânica dos solos
  • Limnologia
  • Ecologia
  • Águas subterrâneas
  • Irrigação
  • Drenagem
  • Saneamento
  • Máquinas hidráulicas
  • Hidrometria
  • Meteorologia
  • Portos e vias de navegação
  • Aproveitamentos hidrelétricos
  • Gestão dos recursos hídricos
  • Geopolítica
  • Sistemas hídricos industriais
  • Obras hidráulicas
  • Hidráulica Fluvial
  • Técnicas de tomada de decisão
  • Economia dos recursos hídricos
  • Materiais e métodos de construção civil
  • Química da água
  • Componentes hidromecânicos
  • Oceanografia
  • Engenharia Costeira
  • Processos Litorâneos e estuarinos