Epiderme (pele)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Epiderme (camada mais externa) e derme (camada abaixo).

A epiderme (do grego epi+derme; em cima da pele) é a camada mais superficial da pele, ou seja, a que está diretamente em contato com o exterior. É um tecido epitelial multiestratificado, isto é, formado por várias camadas de células justapostas.[1][2] Quando em conjunto com a derme constitui a cútis.[3]

Características[editar | editar código-fonte]

A epiderme é um epitélio escamoso estratificado[4], composta de proliferação basal e diversos queratinócitos suprabasais. É um tecido com origem ectodérmica que atua como importante barreira do corpo em ambientes inóspitos, protegendo a pele contra infecções, perda de calor e traumas. Participa da regulação da quantidade de água que é perdida na transpiração e que é absorvida ao submergir a mão em água.[5]

Dimensões[editar | editar código-fonte]

Nos seres humanos, a parte mais fina é nas pálpebras, com 0,05 mm; e a parte mais espessa fica na palma da mão e na sola do pé, com 1,5 mm.[6]

Referências

  1. Só biologia. «Epiderme». Consultado em 10 de janeiro de 2013 
  2. Medipédia. «Anatomia da pele». Consultado em 10 de janeiro de 2013 
  3. «The definition of cutis». Dictionary.com (em inglês). Random House Unabridged Dictionary. Consultado em 31 de outubro de 2016 
  4. McGrath, J.A.; Eady, R.A.; Pope, F.M. (2004). Rook's Textbook of Dermatology (7th ed.). Blackwell Publishing. pp. 3.1–3.6. ISBN 978-0-632-06429-8.
  5. Proksch, E.; Brandner, J.; Jensen, J.M. (2008). "The skin: an indispensable barrier". Experimental Dermatology 17 (12): 1063–1072. doi:10.1111/j.1600-0625.2008.00786.x. PMID 19043850.
  6. [1]
Ícone de esboço Este artigo sobre Histologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.