Equívoco

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Equívoco é uma falácia que consiste em usar uma afirmação com significado diferente do que seria apropriado ao contexto, ou seja, é a utilização da mesma palavra, mas com um sentido diferente[1]

Exemplos[editar | editar código-fonte]

  • Os assassinos de crianças são desumanos. Portanto, os humanos não matam crianças.
    • Essa frase joga com o significado da palavra humano. Uma coisa é o significado biológico, outra é o significado moral de humano.
  • Confundir uma afirmação de "pode" com uma afirmação de "deve":
    • (Argumentador A): Acho que hoje deve chover.
    • (Argumentador B): Você está dizendo que hoje necessariamente irá chover? Você é profeta?

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre Lógica é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.