Equisetum arvense

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Como ler uma infocaixa de taxonomiaCavalinha
Equisetum arvense foliage.jpg
Estado de conservação
Espécie pouco preocupante
Pouco preocupante [1]
Classificação científica
Reino: Plantae
Divisão: Monilophyta
Classe: Polypodiopsida
Ordem: Equisetales
Família: Equisetaceae
Género: Equisetum
Espécie: E. arvense
Nome binomial
Equisetum arvense
Lineu

Cavalinha[2] (Equisetum arvense) é uma espécie de planta pteridófita da família das equissetáceas, nativa da América do Norte, Gronelândia, Eurásia, zona sul dos Himalaias, China Central, Coreia e Japão. Em Portugal é nativa do continente e introduzida nos Açores.[1]

Uso medicinal[editar | editar código-fonte]

A cavalinha é usada em infusões (para beber ou aplicar na pele), em problemas menores que afetam o trato urinário e no tratamento de feridas superficiais.[3]

Outros nomes[editar | editar código-fonte]

A cavalinha também é conhecida pelos nomes cauda-de-cavalo, cavalinha-dos-campos, pinheirinha, rabo-de-asno e rabo-de-touro.[2]

Referências

  1. a b «Equisetum arvense». Lista Vermelha da IUCN de espécies ameaçadas da UICN 2022 (em inglês). ISSN 2307-8235 
  2. a b «Equisetum arvense». Jardim Botânico da UTAD 
  3. «Cavalinha» (PDF). Agência Europeia de Medicamentos 
Ícone de esboço Este artigo sobre Pteridófitas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.