Era Vulgaris (álbum)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Era Vulgaris
Álbum de estúdio de Queens of the Stone Age
Lançamento AlemanhaRepública da IrlandaÁustria 8 de Junho, 2007
União Europeia Reino Unido 11 de Junho, 2007
Estados Unidos 12 de Junho, 2007
Gravação Julho, 2006 - Abril, 2007 no
Cherokee Studios, Hollywood;
Steakhouse Studios, LA;
Studio City Sound, Van Nuys.

Mixado no Bay 7 Studios, North Hollywood, CA.

Gênero(s) Stoner rock, rock alternativo
Duração 47 min 53 s
Gravadora(s) Estados Unidos Interscope Records
Brasil Universal Music
Produção Chris Goss e Josh Homme (The 5:15ers)
Cronologia de Queens of the Stone Age
Último
Último
Over The Years And Through The Woods
(2005)
...Like Clockwork
(2013)
Próximo
Próximo
Críticas profissionais
Avaliações da crítica
Fonte Avaliação
Allmusic 4.5 de 5 estrelas.Star full.svgStar full.svgStar full.svgStar half.svg[1]
Entertainment Weekly C+[2]
Filter (88%)
Hot Press 8 de 10 estrelas.Star full.svgStar full.svgStar full.svgStar full.svgStar full.svgStar full.svgStar full.svgStar empty.svgStar empty.svg[3]
NME 8 de 10 estrelas.Star full.svgStar full.svgStar full.svgStar full.svgStar full.svgStar full.svgStar full.svgStar empty.svgStar empty.svg
Pitchfork Media (6.2/10)[4]
Q 2 de 5 estrelas.Star full.svgStar empty.svgStar empty.svgStar empty.svg
Rolling Stone 4 de 5 estrelas.Star full.svgStar full.svgStar full.svgStar empty.svg[5]
Spin 4.5 de 5 estrelas.Star full.svgStar full.svgStar full.svgStar half.svg
Uncut 5 de 5 estrelas.Star full.svgStar full.svgStar full.svgStar full.svg

Era Vulgaris é o quinto álbum de estúdio da banda americana Queens of the Stone Age.

Gravado no segundo semestre de 2006, com produção de Chris Goss (que já havia colaborado com a banda na produção de Rated R e Songs for the Deaf), o álbum entrou em fase de mixagem em dezembro de 2006 e foi finalizado no começo de abril de 2007.[6] O disco foi lançado em 8 de Junho de 2007 na Alemanha[7] , 11 de Junho na Inglaterra e 12 de Junho nos Estados Unidos[8] . As faixas "Sick, Sick, Sick" e "3's & 7's" foram lançadas como singles no começo de Junho,[9] com um terceiro single "Make It Wit Chu" esperado para o Halloween de 2007.

O álbum estreou na décima quarta posição na parada Billboard 200 dos Estados Unidos, vendendo 52.000 cópias em sua primeira semana,[10] um declínio em comparação com os álbuns anteriores, que abriram na quinta posição com 91.000 cópias em sua semana de estréia.[11] Em outros países alcançou posições bem mais receptivas, a maior parte no top 10, como número cinco no Canadá onde vendeu aproximadamente 10.000 cópias em sua semana de abertura.[12] O álbum estreou na nona posição na United World Chart, vendendo aproximadamente 149.000 cópias ao redor do mundo em sua primeira semana.[13]

Antecedentes[editar | editar código-fonte]

Durante a "pior fase da banda" segundo Josh Homme, o líder do Queens of the Stone Age se casou com Brody Dalle da banda The Distillers e teve uma filha, o que causou um fim abrupto as turnês de suporte para o álbum Lullabies to Paralyze em 2006. Poucos meses depois, Homme anunciava que trabalharia no próximo disco novamente com o produtor Chris Goss, que há pouco havia saído do hospital.

Produção[editar | editar código-fonte]

Especulações e Participações[editar | editar código-fonte]

Em junho de 2006, em uma entrevista para a estação de rádio australiana Triple J, Jesse F. Keeler, ex-baixista da banda Death from Above 1979, revelou que ele estaria fazendo as partes de baixo para o novo álbum Queens of the Stone Age, mas disse que ele provavelmente não excursionaria com a banda devido ao seu desejo de passar mais tempo com sua namorada.[14] Eventualmente no fórum do DFA na internet, Keeler revelou que devido a conflito de datas ele não estaria presente no álbum.

Outra participação no álbum divulgada é a da já falecida humorista Erma Bombeck[15] , o que acabou sendo apenas uma piada de Josh Homme.

Devido a conflitos de agenda, Billy F. Gibbons não pode fazer sua participação planejada, enquanto a faixa de Reznor "Era Vulgaris" foi lançada separadamente, e somente Lanegan e Casablancas são esperados como participações no lançamento final.[16]

Música[editar | editar código-fonte]

Era Vulgaris demonstra influências de muitos gêneros diferentes.[22] O álbum parte do som mais doce, com guitarras ocas do disco anterior Lullabies to Paralyze com guitarras pesadas e ruidosas, adicionando influências industriais.[23] Rolling Stone notou a influência do "esquisitão New Wave synth Gary Numan…por todo o disco".[24] Musicalmente, o álbum foi descrito como "retrô novinho em folha",[25] uma fusão de "punk, rock, blues e rangido sulista" (FHM),[22] e mais lento, triste e grogue que os lançamentos anteriores da banda.[19]

Promoção e Lançamento[editar | editar código-fonte]

Em 4 de Novembro de 2006 num dos vídeos Ask The Band do site oficial da banda, Josh Homme descreveu o álbum como "obscuro, pesado, e elétrico, meio como um construtor de obras".[17]

Em 15 de Março de 2007, membros do fórum oficial da banda, além de diversos sites puderam ouvir 9 faixas do novo álbum no concerto do QOTSA em SXSW, dando mais informações sobre os títulos e descrições das canções que estarão presentes no álbum. Um dos sites, Billboard.com, descreveu que as canções "Sick, Sick, Sick", "Battery Acid" e "3's + 7's" contêm "rápidos e poderosos riffs", enquanto "Suture Up Your Future" e "I'm Designer" contêm "ritmos mais psicodélicos e boogie".[18]

Após a mesma ocasião, o álbum também foi descrito como:

Cquote1.svg um passo adiante na psicodelia pagã, mais firme e mais limpa que 'Lullabies To Paralyze', enquanto indo ainda mais fundo na esquisitice a la João e Maria.[19] Cquote2.svg
NME.com - 15 de Março de 2007.

Comentando sobre as duas faixas adicionadas as nove apresentadas no pré-lançamento, o website ofereceu a seguinte análise:

Cquote1.svg "Misfit Love" é um agourento rock boogie com vocais robóticos e guitarras embaralhadas se aglomerando à mistura, enquanto "Run Pig Run" fecha o disco com uma mistura bizarra de rock forte, guitarra arranhando ao estilo de uma sirene, mudanças repentinas de tempo e vocal cântico.[20] Cquote2.svg
Billboard.com - 5 de Abril de 2007.

Por trás das câmeras e concurso promocional[editar | editar código-fonte]

Pouco após o anúncio do álbum em fevereiro de 2007, um vídeo foi postado na página oficial da banda mostrando Homme, Castillo e Van Leeuwen em uma jam.[26] Junto com uma breve filmagem da sessão de gravação de "Misfit Love", os últimos 6-7 segundos do vídeo continham imagens da gravação de "3's & 7's" acompanhadas por aúdio masterizado em estúdio.[18] Pouco após, foi liberado outro vídeo através do YouTube, mostrando a sessão de gravação de uma das músicas inéditas do novo álbum.

No newsletter da banda, foi divulgado um link para compra de ingressos para o show da banda em Milão, Itália e que possui como música de fundo um trecho de uma canção inédita, marcada por um riff poderoso.

Em outra atualização do sítio oficial, no começo de Abril, um trecho de 37 segundos de "Sick, Sick, Sick" foi postado.[21] Em 6 de Abril, o sítio The Fade anunciou um concurso promocional para fãs para ganahr um "pacote especial" da banda[22] , pouco após confirmado pelo webmaster da banda para ser legitimado, e em 13 de Abril, pacotes foram enviados as pessoas selecionadas contendo um CD intitulado You Know What You Did com a canção "Era Vulgaris", que foi tirada da relação de faixas do novo álbum e que conta com a participação de Trent Reznor, do Nine Inch Nails.[23] O CD foi acompanhado por uma carta escrita à mão pedindo para os fãs espalharem a música de qualquer maneira possível.

Olá amigo -


Obrigado por aceitar este presente. Incluído você achará a vontade de dançar e a canção ERA VULGARIS. Ela foi retirada do novo álbum (de mesmo nome) para que pudesse estar com você e se tornar um exemplo de como nós pensamos que "de agora em diante" deveria ser. Como sendo - Nós fazemos para você, você faz para nós.

Então para começar este relacionamento, nós fizemos para você. Agora nós pedimos isto em retorno. Divida isto com amigos que você acha que nós (você e nós) apreciariam. Carregue-a e borrife-a como grafiti nos websites de lugares da qual ela não pertence.

– 'Dr Insider & QOTSA'

Pouco depois, em 18 de Abril, a canção "3's & 7's" foi liberada por completo para ser escutada no site oficial da banda,[24] que após dois dias foi retirada.[25]

Bulby, Xfm e trilhas sonoras[editar | editar código-fonte]

Cquote1.svg Nós estamos fazendo estes comerciais de zoeira para o novo disco. Josh estava falando sobre este tipo de ponto ingênuo no tempo em que a TV e comerciais jogavam personagens de desenho animado vendendo cigarros e coisas assim. Como Fred Flintstone comprando Camels. Então nós decidimos inventar um personagem chamado Bulby para vender nosso disco.[26] Cquote2.svg
Troy Van Leeuwen em entrevista com as Suicide Girls.

A faixa completa de "Sick, Sick, Sick" foi vazada na Internet, countered pela atualização da página oficial contendo um vídeo promocional em "tom de vendas" para Era Vulgaris por duas lâmpadas falantes, seguido de um streaming de "Sick, Sick, Sick" com as letras oficiais mostradas ao fundo.[30]

Em 2 de maio de 2007, Homme, Van Leeuwen e o novo membro da banda Dean Fertita apareceram na estação de rádio londrina Xfm, tocando um set acústico que incluia as faixas "3's & 7's", "Into the Hollow" e "Suture Up Your Future".[31]

Foi anunciado que as faixas da banda aparecerão nos jogos eletrônicos Madden NFL 08, Guitar Hero III: Legends of Rock e Rock Band,[32] especificamente que a faixa "3's & 7's" estaria em Madden NFL 08[33] e Guitar Hero III: Legends of Rock.[34]

Turnês de suporte[editar | editar código-fonte]

QotSA em Londres no Wireless Festival, em junho de 2007.

Já antes do lançamento do álbum, a banda saiu em uma turnê norte-americana intitulada Duluth Tour em homenagem à Duluth, Minnesota por a turnê passar por diversas cidades pequenas onde a banda nunca havia tocado antes.[27] Essa turnê foi logo expandida para a Europa, onde a banda tocou em mais lugares diferentes como uma clínica de reabilitação para drogados, sendo expulsos após começarem o concerto com "Feel Good Hit of the Summer"[28] e uma apresentação acústica há 2.300 pés abaixo do solo dentro de uma mina de sal na Alemanha.[29] Suporte para Era Vulgaris continua na Europa durante o começo de 2008, seguindo após para a Austrália.[30]

Trabalho de Arte[editar | editar código-fonte]

Enquanto Songs for the Deaf, de 2002, foi dito ter sido inspirado através de uma viagem tediosa de Josh Homme através do deserto do sul da Califórnia, a inspiração para Era Vulgaris veio da viagem diária de Homme através de Hollywood.[31]

O termo Era Vulgaris se refere ao calendário gregoriano, latim para "Era Comum", que é o equivalente as siglas a.C. (antes de Cristo) e d.C. (depois de Cristo), não levando em conta qualquer relação com religião e Cristo. De acordo com a NME, poderia significar "A era sem Deus"[19] mas, em entrevista à Pitchfork, Homme afirmou escolher o título porque "soa como 'A Era Vulgar', o que eu gosto, porque soa como algo de que eu gostaria de fazer parte...Digo, eu acho que estamos nela, e eu estou atiçado."[23]

Faixas[editar | editar código-fonte]

Em 14 de Fevereiro de 2007, uma atualização no site oficial da banda apresentou o título do álbum, assim como possíveis títulos de novas canções[32] , mais tarde confirmados. Em 7 de Março, o newsletter do site oficial da banda mandou um e-mail para as pessoas cadastradas, em que dava dicas de possíveis títulos de músicas.

A relação de faixas foi divulgada na página oficial da banda.[20] [33]

Todas as faixas foram escritas por Joshua Homme, Troy Van Leeuwen e Joey Castillo, exceto onde há especificações.

  1. "Turning On The Screw" - 5:20
  2. "Sick, Sick, Sick" (Homme, Goss, Van Leeuwen, Castillo) - 3:34
  3. "I'm Designer" – 4:04
  4. "Into The Hollow" – 3:32 (já apresentado antes em um show do The 5:15ers, banda de Josh Homme e Chris Goss)
  5. "Misfit Love" – 5:39
  6. "Battery Acid" – 4:36
  7. "Make It Wit Chu" (Homme, Johannes, Melchiondo) – 4:50 (regravação de "I Wanna Make It Witchu" das Desert Sessions[18] )
  8. "3's & 7's" – 3:34
  9. "Suture Up Your Future" – 4:37
  10. "River In The Road" – 3:19
  11. "Run Pig Run" – 4:48

Faixas Bônus[editar | editar código-fonte]

  • "Era Vulgaris" - 04:23 (com participação de Trent Reznor, do Nine Inch Nails. Faixa bônus incluída na versão britânica/japonesa/australiana, lançada anteriormente como download grátis)
  • "Running Joke" - 2:57 (faixa bônus incluída no iTunes e na versão britânica/japonesa/australiana)
  • "The Fun Machine Took A Shit & Died" - 6:55
  • "White Wedding" - 4:12
  • "Goin' Out West" - 3:56
  • Há também rumores que as faixas "River in the road, run pig run" tem versões alternativas com estilo punk.

Créditos[editar | editar código-fonte]

Informações retiradas do encarte digital do sítio oficial do QOTSA.[34]

Joey Castillo, novamente nas baquetas em Era Vulgaris.

Banda[editar | editar código-fonte]

  • Josh Homme - vocal, guitarra, baixo, teclado, violão, piano, órgão, percussão, lap steel
  • Troy Van Leeuwen - guitarra, baixo, teclado, percussão, lap steel, vocal de apoio
  • Joey Castillo - bateria, percussão
  • Alain Johannes - baixo, guitarra, marxaphone, vocal de apoio
  • Chris Goss - guitarra, baixo, teclado, órgão, piano, vocal de apoio

Participações[editar | editar código-fonte]

As participações no álbum são as seguintes:

Técnicos de Produção[editar | editar código-fonte]

Os créditos seguem abaixo:[36]

  • Produção: Josh Homme e Chris Goss (The 5:15ers)
  • Engenharia de som: Alain Johannes e John Silas (assistente)
  • Mixagem: Alain Johannes, Joe Barresi ("Make It Wit Chu") e Justin Smith (assistente)
  • Masterização: Stephen Marcussen, no Marcussen Mastering, Los Angeles, Califórnia
  • Design: Jason Noto e Doug Cunningham
  • Ilustrações: Jason Noto e Doug Cunningham
  • Fotografia: Mick Rock
  • A&R: Dr. Mark A. Williams

Referências

  1. Era Vulgaris - Queens of the Stone Age. Allmusic.
  2. "Era Vulgaris Review", 'Entertainment Weekly', 2007-06-08.
  3. Era Vulgaris. Hot Press.
  4. http://pitchfork.com/reviews/albums/10327-era-vulgaris/
  5. Queens of the Stone Age: Era Vulgaris. Rolling Stone.
  6. Scaggs, Austin. Smoking Section: Playing Poker With the Strokes, Foo Fighters Album News, Marilyn Manson’s “Dirty” Film, Roger Waters Calls From the Road. Rolling Stone (06/04/07). Retirado em 16 de outubro de 2007.
  7. Der ultimative Queenstag steht fest. Vertigo (04/04/07). Retirado em 11 de Abril de 2007.
  8. Queens Of The Stone Age reveal new album tracklisting. NME.com (10/04/07). Retirado em 11 de Abril de 2007.
  9. QOSTA UNVEIL NEW ALBUM ARTWORK. Uncut.co.uk. Retirado em 26 de Abril de 2007.
  10. Hasty, Katie. Toby Keith's 'Big Dog' Heads Straight To No. 1'. Billboard (20/06/07). Retirado em 20 de outubro de 2007.
  11. 50 Still Attacking Chart. Rolling Stone (30/03/05). Retirado em 20 de outubro de 2007.
  12. Williams, John. Wilburys, QOTSA shake up charts. Canoe Inc. (20/06/07). Retirado em 20 de outubro de 2007.
  13. United World Chart. Mediatraffic.de (22/06/07). Retirado em 20 de outubro de 2007.
  14. Mel in the Morning interview with Jesse Keeler (mp3). Triple J (22/06/2006). Retirado em 30 de junho de 2007.
  15. Queens Of The Stone Age Will Not Settle Down, Except For Fans. Ultimate-guitar.com. Retirado em 21 de março de 2007.
  16. Reznor Guest Spot Adds Mystery To QOTSA Album. Billboard.com (13/05/07). Retirado em 23 de Maio de 2007.
  17. QOTSA.com.Ask the Band. Retirado em 18 de Fevereiro de 2007.
  18. a b c QOTSA Rocks Hard, Fast On 'Era Vulgaris' . Billboard.com (15/03/2007). Retirado em 16 de março de 2007.
  19. a b Dawn of the Era Vulgaris. NME.com (15/03/2007). Retirado em 16 de março de 2007.
  20. a b QOTSA Finalizes "Era Vulgaris" Track List. Billboard.com (05/04/07). Retirado em 8 de Abril de 2007.
  21. Sítio Oficial. Queens of the Stone Age. Retirado em 8 de Abril de 2007.
  22. Enter Your Address, Win a Special QOTSA Package!. The Fade.net (06/04/07). Retirado em 8 de Abril de 2007.
  23. a b c QOTSA's Homme Talks New LP, Motivations, Pirates. Pitchfork (13/04/07). Retirado em 14 de Abril de 2007.
  24. Qotsa.com. Retirado em 19 de Abril de 2007.
  25. 3's & 7's!!!. The Fade.net (18/04/07). Retirado em 26 de Abril de 2007.
  26. Broadley, Erin. Queens of the Stone Age: An Interview With Troy Van Leeuwen. Suicide Girls (16/06/07). Retirado em 13 de janeiro de 2008.
  27. Queens Of The Stone Age: The 'Duluth Tour' Details. Ultimate-Guitar (05/06/07). Retirado em 13 de janeiro de 2008.
  28. Queens Of The Stone Age thrown out of rehab. NME (14/11/07). Retirado em 24 de novembro de 2007.
  29. Salt mine teaser. Qotsa.com. Retirado em 13 de janeiro de 2008.
  30. Gigs. Qotsa.com. Retirado em 13 de janeiro de 2008.
  31. Adler, Heather (08/05/07). Album Spotlight: Josh Homme Spills on New Queens of the Stone Age Record, Era Vulgaris. Dose.ca. Retirado em 11 de Maio de 2007. “Era Vulgaris, the follow-up to 2005's massively successful Lullabies to Paralyze, was largely inspired by Homme's observations of the seedy world around him, specifically during the daily drive he took through Hollywood. In the evening, while everyone in the city was indulging heavily, he would head to the recording studio, returning home in the early morning, when he'd see stragglers trying to wash the night away so they could start it up all over again. But the record isn't a preach piece trying to warn society's deviants to heed salvation; rather, it's a celebration of being young, dumb and not seeing a problem with that.”
  32. I was at the Sizzler today. QOTSA.com (14/02/2007). Retirado em 18 de Fevereiro de 2007.
  33. Era Vulgaris Tracklist Revealed. QOTSA.com (09/04/07). Retirado em 14 de Abril de 2007.
  34. QOTSA DigiBooklet. QOTSA.com. Retirado em 1 de Julho de 2007.
  35. Gaffa.Queens Of The Stone Age til Roskilde Festival. Retirado em 18 de Fevereiro de 2007.
  36. (((( Era Vulgaris > Credits )))). All Music Guide. Retirado em 20 de outubro de 2007.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]