Era das Migrações Nórdicas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

A Era das Migrações Nórdicas (em sueco: folkvandringstid; em dinamarquês e norueguês: folkevandringstid) é um período da história da Escandinávia decorrido aproximadamente nos anos 400-550.[1] Faz parte do período inicial da Idade do Ferro germânica, tendo sido precedida pela Idade do Ferro romana, e sucedida pela Era de Vendel.[2] Estas movimentações internas tiveram lugar ao mesmo tempo que as Migrações Bárbaras na Europa Continental, em que o Império Romano foi invadido por povos germânicos e eslavos.[1]

A falta de documentos torna difícil a interpretação histórica dos achados arqueológicos. Há sinais de despovoamento em várias zonas, aliados à presença de numerosas fortificações e tesouros escondidos, que indicam tempos agitados, ao mesmo tempo que sepulturas monumentais e objetos de ouro indicam a existência de enormes recursos materiais. Uma possível conexão às migrações bárbaras na Europa é igualmente uma questão em aberto.[3][1]

Referências

  1. a b c Hadenius 1996, p. 44.
  2. Melin 2006, p. 24-26.
  3. ENS 2019.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • «Folkvandringstiden». Enciclopédia Nacional Sueca (em sueco). Gotemburgo: Universidade de Gotemburgo. 2019 
  • Hadenius, Stig; Nilsson, Torbjörn; Åselius, Gunnar (1996). «Ett rike träder fram - 1520». Sveriges historia - Vad varje svensk bör veta (História da Suécia – O que todos os suecos devem saber) (em sueco). Estocolmo: Bonnier Alba. 447 páginas. ISBN 91-34-51784-7 
  • Melin, Jan; Johansson, Alf; Hedenborg, Susanna (2006). «Forntiden». Sveriges Historia. Koncentrerad uppslagsbok, fakta, årtal, kartor, tabeller (em sueco). Estocolmo: Prisma. ISBN 9789151846668 
Precedido por
Idade do Ferro romana
Era das Migrações Nórdicas
400 - 550
Sucedido por
Era de Vendel