Ereira (Montemor-o-Velho)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
 Portugal Ereira  
—  Freguesia  —
Casa do Torreão
Casa do Torreão
Ereira está localizado em: Portugal Continental
Ereira
Localização de Ereira em Portugal
Coordenadas 40° 09' 09" N 8° 42' 43" O
País  Portugal
Concelho MMV.png Montemor-o-Velho
Administração
 - Tipo Junta de freguesia
 - Presidente Vasco Gonçalo Sousa Martins (PS)
Área
 - Total 7,26 km²
População (2011)
 - Total 649
    • Densidade 89,4 hab./km²
Orago Santo António

Ereira é uma freguesia portuguesa do concelho de Montemor-o-Velho, com 7,26 km² de área e 649 habitantes (2011). A sua densidade populacional é de 89,4 hab/km².

Durante muitos séculos o Convento de Almiara (Verride) foi habitada por Crúzios, frades pertencentes ao convento de Santa Cruz de Coimbra, que tinham na sua posse a maior parte das terras do Baixo Mondego. Estes frades incentivavam gentes da região a arrendar grandes extensões de terra, entre elas a granja de Ereira.

Formaram-se, assim, os morgadios, cujo contrato visava que, em caso de morte do proprietário, a terra poderia ser herdada pelo filho primogénito e só por este, e em caso da sua inexistência poderia ser herdado pela filha mais velha até à existência de descendência masculina. Os proprietários tinham de manter toda a área que lhes pertencia cultivada e tinham ainda de doar aos senhores eclesiásticos a dízima, ou seja, uma décima parte das colheitas feitas, se tal não ocorresse os tributos duplicariam e as terras ser-lhe-iam retiradas.

No século XV (1414) foi erguida a primeira "habitação" na granja de Ereira, que dá pelo nome de casa do Torreão; esta era usada para recebimento de rendas e como moradia dos procuradores. Serviu depois como atelier de João de Ruão.

Nenhuma outra habitação foi construída, ou pelo menos não está descrita nem se conhece a construção, até ao século XIX. Neste século muitas coisas mudaram. Devido a vários acontecimentos nacionais, entre eles as invasões francesas e a fuga da família real para o Brasil, ocorreu em 1820 a revolução liberal; embora o liberalismo definitivo só se tenha instaurado em 1834.

Com esta revolução, eliminaram-se situações de privilégio e o monopólio de atividades económicas, libertando-se desta forma a terra e o comércio. Foram abolidas as ordens religiosas e houve nacionalização dos seus bens, aboliram-se, assim, os morgadios ou parte deles e suspenderam-se as dízimas. Foi nesta altura que o povo conseguiu adquirir pequenas parcelas de terreno que cultivava e onde construía as suas habitações."'

Localização no Concelho de Montemor-o-Velho
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Ereira (Montemor-o-Velho)

População[editar | editar código-fonte]

População da freguesia de Ereira [1]
1864 1878 1890 1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
Ereira 799 714

649

Evolução da  População  (1864 / 2011) Grupos Etários  (2001 e 2011) Grupos Etários  (2001 e 2011)

Criada pela Lei n.º 67/84, de 31 de Dezembro, com lugares desanexados da freguesia de Verride

Referências

  1. Instituto Nacional de Estatística (Recenseamentos Gerais da População) - https://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_publicacoes
Ícone de esboço Este artigo sobre freguesias portuguesas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.