Erica Boyer

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Erica Boyer
Nascimento Amanda Margaret Gantt
22 de dezembro de 1956
Andalusia (Alabama)
Morte 31 de dezembro de 2009 (53 anos)
Panama City Beach
Cidadania Estados Unidos
Estatura 165 cm
Cônjuge Derrick Jensen
Ocupação ator pornográfico, ator/atriz de cinema
Prêmios
  • AVN Hall of Fame
  • Hall da Fama de XRCO (1991)
  • XRCO Award (1985)
Causa da morte atropelamento

Erica Boyer, nascida como Amanda Margaret Jensen (22 de dezembro de 1956 em Andalusia, Alabama - 31 de dezembro de 2009 em Panama City Beach, Flórida)[1] foi uma atriz pornográfica estadunidense. Ela foi induzida ao AVN Hall of Fame.[2] e ao XRCO Hall of Fame.[3]

Infância[editar | editar código-fonte]

Boyer foi filha de Joseph Breckenridge Gantt (Joe Breck Gantt), outrora xerife no Condado de Covington, e que atuou como assistente de acusação da promotoria contra Collie Wilkens, pelo assassinato da ativista de direitos civis Viola Liuzzo em 25 de março de 1965.[4][5]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Começou trabalhando em San Francisco dançando e fazendo performances sexuais ao vivo.[6] Erica Boyer apareceu em 184 filmes após estrelar em sua carreira pornográfica com Beyond De Sade. Retirou-se brevemente e retornou para trabalhar com Marilyn Chambers novamente em Dark Chambers.[6] Por um tempo, ela trabalhou no ramo de massagem terapêutica em Cocoa Beach e fez trabalho voluntário como maquiadora de palhaços.[6]

Vida Pessoal[editar | editar código-fonte]

Ela foi casada por pouco tempo com Rand Gauthier (nome artístico: Austin Moore) no final da década de 1980.[7] Seu segundo marido foi o ex-jogador da NFL Derrick Jensen.[7] Eles tiveram um filho, Davis, que tinha 12 anos de idade no dia de sua morte.[8] Boyer era descrita por aqueles que a conheciam como uma bissexual com inclinação ao lesbianismo. Sua amiga pessoal, Nina Hartley dizia que ela e Erica Boyer, era um verdadeiro casal de atrizes lésbicas da indústria pornográfica.[9] Em uma entrevista de 1989 à revista Hustler, Boyer disse ser exclusivamente lésbica fora do set e que apenas fazia cenas heterossexuais por dinheiro.[10]

Morte[editar | editar código-fonte]

Faleceu em um acidente automobilístico durante o Reveillon de 2009, com 53 anos de idade.[11][1] Ela morreu instantaneamente, quando foi atingida por um indivíduo dirigindo um 2001 Hyundai de 4 portas.[12]

Prêmios[editar | editar código-fonte]

References[editar | editar código-fonte]

  1. a b «Amanda Jensen Obituary in Panama City News Herald». www.legacy.com. 7 de janeiro de 2010. Consultado em 14 de janeiro de 2010 
  2. «AVN Hall of Fame». Adult Video News. Consultado em 27 de fevereiro de 2014. Arquivado do original em 15 de abril de 2009 
  3. «XRCO Hall of Fame». Consultado em 27 de fevereiro de 2014 
  4. TIME 14. Mai 1965
  5. From Selma to Sorrow: The Life and Death of Viola Liuzzo by Mary Stanton. Athens: University of Georgia Press, 1998. p. 112.
  6. a b c «Porn Legends Erica's Body & Soul». 8 de agosto de 2004. Consultado em 13 de janeiro de 2014. Arquivado do original em 8 de dezembro de 2004 
  7. a b Chicago Lewis, Amanda. «Pam and Tommy: The Untold Story of the World's Most Infamous Sex Tape». Rolling Stone. Consultado em 1 de maio de 2015 
  8. «The Adult Industry Remembers Erica Boyer». AVN. 14 de janeiro de 2010  Retrieved December 22, 2015.
  9. http://www.ericaboyer.net/memorium.html
  10. «Erica Boyer», USA, Hustler Erotic Video Guide, vol. 4 no. 1, pp. 45-55, fevereiro de 1989 .
  11. S. Brady Calhoun (1 de janeiro de 2010). «Pedestrian killed on New Year's Eve». Panama City News Herald. Consultado em 12 de janeiro de 2010. Arquivado do original em 16 de janeiro de 2010 
  12. Foster, Jessica (1 de janeiro de 2010). «Pedestrian Fatality in Panama City Beach». WMBB.com News. Consultado em 12 de fevereiro de 2010. Arquivado do original em 3 de janeiro de 2010 
  13. MayorDefacto. «Transcript of the video A Night of Legends: First Annual XRCO Adult Film Awards». Consultado em 9 de agosto de 2008 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]