Erich Neumann

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Erich Neumann (23 de Janeiro de 1905, Berlim - 5 de Novembro de 1960, Tel Aviv) foi um psicólogo, escritor, tido como um dos mais talentosos alunos de Carl Jung.

Recebeu o Ph.D. em Filosofia da Universidade de Berlim em 1927. Mais tarde, mudou-se para Tel Aviv. Por muitos anos, regularmente retornou a Zurique, na Suíça, para realizar estudos no C. G. Jung Institute. Lecionou também na França, na Inglaterra e na Holanda; foi membro da Associação Internacional de Psicologia Analítica e presidente da Associação Israelense de Psicologia Analítica. Clinicou em psicologia analítica na cidade de Tel Aviv de 1934 até sua morte em 1960.

Livros[editar | editar código-fonte]

Os trabalhos mais conhecidos são Die große Mutter ("A grande mãe")[1] e História da Origem da Consciência. Outra obra, Depth Psychology and a New Ethic, refletem sobre a capacidade destrutiva humana e sobre os meios que a mente refere-se à sombra.

Neumann desenvolveu estudos sobre os arquétipos femininos em A Arte e o Inconsciente Cirativo, O Medo do Feminino, e Amor e Psiquê.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Neumann, Erich. Depth Psychology and a New Ethic. Shambhala; Reprint edition (1990). ISBN 0-87773-571-9.
  • Ortíz-Osés, Andrés. La Diosa madre. Trotta; (1996). ISBN 84-8164-099-9
  • Neumann, Erich. The Child. English Translation by Ralph Manheim, C.G. Jung Foundation for Analytical Psychology, Inc.; Hodder and Stoughton (1973). ISBN 0-340-16516-2.

Notas[editar | editar código-fonte]

    • (1991). The Great Mother. Bollingen; Repr/7th edition. Princeton University Press, Princeton, NJ. ISBN 0-691-01780-8.

    Referências[editar | editar código-fonte]