Erick Silva

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Erick Silva
Informações
Nome
completo
Erick Vinicius Silva e Silva
Nascimento 25 de junho de 1984 (35 anos)
Vila Velha, Espírito Santo
 Brasil
Nacionalidade Brasil Brasileiro
Outros nomes A Fierce Tiger
Residência Rio de Janeiro
Filho(s) Kalleu Silva
Altura 1,81 m
Peso 77 kg
Divisão Peso Meio-médio
Modalidade Muay Thai, Jiu-jitsu, Judô, Boxe
Equipe Team Nogueira
Treinador atualmente Vander Valverde desde junho de 2018 e Rogério de Camões desde 2009.
Graduação      Faixa Preta em BJJ
     Faixa Preta em Judô
Período em
atividade
2005–presente
Cartel nas artes marciais mistas
Total 28
Vitórias 19
Por nocaute 4
Por finalização 12
Por decisão 3
Derrotas 8
Por nocaute 4
Por decisão 3
Por desqualificação 1
Sem resultado 1
Ligações externas
Página oficial:
Cartel no MMA pelo Sherdog

Erick Vinicius Silva e Silva (Vila Velha, 21 de junho de 1984) é um lutador de artes marciais mistas brasileiro que compete na categoria meio-médio (até 77 kg). Foi campeão do Jungle Fight e assinou contrato com o Ultimate Fighting Championship em 2011.[1]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Background e começo da carreira[editar | editar código-fonte]

Natural de Cobilândia, em Vila Velha, no Espírito Santo, Erick sonhava em ser jogador de futebol, mas começou no jiu-jitsu ainda adolescente, por influência de nomes como Royce Gracie.[2] Hoje, o lutador é faixa preta de Jiu-jitsu.

Erick treina intensivo na X-Gym, onde é parceiro de treinos de Anderson Silva, Rafael Feijão e Ronaldo Souza. Mas, ele também treina na Team Nogueira e no Pro Fight.

Jungle Fight[editar | editar código-fonte]

Erick entrou no Jungle Fight, sua primeira aparição foi no Jungle Fight 9 contra Carlos Eduardo dos Santos. No terceiro round, Erick derrotou dos Santos por finalização com um mata leão.

No Jungle Fight 11, ele derrotou Igor Fernandes por decisão unânime. Erick seguiu com duas vitórias na promoção.

Retornou no Jungle Fight 17, que foi realizado ao ar livre. No dia do evento, o tempo estava limpo, até uma hora antes de começar, quando a chuva começou a cair e não parou mais. O evento, que foi um dos mais chuvosos da história do MMA, não terminou com sucesso para Erick, que por cima golpeou com o joelho seu adversário que estava no chão, ocasionando um cancelamento da luta Sem Resultado.

Em sua luta seguinte, no Jungle Fight 21, Erick venceu sua luta por nocaute técnico no segundo round.

No Jungle Fight 23, Erick entrou para um torneio pelo Cinturão Meio-Médio Inaugural do Jungle Fight. Na frente de lutadores como Lyoto Machida, Pedro Rizzo e Glover Teixeira, Erick derrotou dois oponentes na mesma noite para vencer o torneio. No round de abertura ele enfrentou Gil de Freitas. Erick usou seu jogo em pé para dominar o primeiro round, porém de Freitas deu à volta no segundo round com suas quedas e seu jogo de chão efetivo. No último round, Erick acertou de Freitas com um chute no fígado, que o derrubou. Após Erick usar o ground and pound para encaixar uma guilhotina, de Freitas foi forçado a bater.

Na final do torneio Erick Silva enfrentou o mexicano Francisco Ayon. Ayon tinha acabado de sair de uma vitória por decisão dividida na semifinal, e portanto não tinha fôlego para enfrentar Erick. Após de acertá-lo com vários socos, Erick encaixou um triângulo de braço que forçou o mexicano à bater aos 67 segundos. Erick então se tornou o Campeão Meio-Médio Inaugural do Jungle Fight.

Ultimate Fighting Championship[editar | editar código-fonte]

No começo de 2011, Erick assinou com o UFC. Era esperado que sua estreia fosse contra Mike Swick no UFC 134. Porém, em 4 de agosto de 2011, foi anunciado que Swick se retiraria da luta por causa de uma lesão no joelho e foi substituído por Luis Ramos. Erick venceu a luta por nocaute técnico em apenas 40 segundos.

Em 14 de janeiro de 2012, no UFC 142, Erick iria enfrentar o estreante no evento Siyar Bahadurzada. Contudo, Bahadurzada foi forçado a se retirar da luta devido a uma lesão e foi substituído por Carlo Prater. Após acertar um cruzado de direita nos primeiros segundos da luta, Erick rapidamente conectou uma joelhada de direita ao corpo que derrubou Prater. Prater agarrou o joelho de Erick e continuou até Erick começar a atacar com marteladas e socos na cabeça. Durante o ataque, o árbitro, Mario Yamasaki, repetidamente alertou Erick para não bater na nuca. Quando Prater aparentemente estava inconsciente e não podia mais se defender, Yamasaki interrompeu a luta. Apesar de Erick parecer vencedor, Yamasaki desclassificou Silva por golpes na nuca. A desclassificação depois foi confirmada pelo UFC.

No UFC on FX: Johnson vs. McCall, em 8 de junho de 2012, Erick enfrentou Charlie Brenneman. Silva venceu a luta por finalização com um mata-leão no primeiro round.

Erick enfrentou Jon Fitch em 13 de outubro de 2012 no UFC 153, no Rio de Janeiro. Após três rounds, Erick perdeu a luta por decisão unânime. A performance de ambos lutadores garantiu o prêmio de Luta da Noite.

Em seguida, no 2 de fevereiro de 2013, Erick lutaria contra Jay Hieron no UFC 156. Porém, Erick teve que se retirar da luta por causa de uma lesão e foi substituído pelo estreante Tyron Woodley.

Em 8 de junho de 2013, Erick enfrentaria John Hathaway no UFC on Fuel TV: Nogueira vs. Werdum. Porém, Hathaway teve que se retirar do evento devido a uma lesão e foi substituído por Jason High, que enfrentaria Ildemar Alcântara. Erick venceu a luta por finalização com um triângulo com chave de braço invertido. A finalização rendeu à Erick o prêmio de Finalização da Noite.

Posteriormente, Erick enfrentou Dong Hyun Kim em 9 de outubro de 2013, no UFC Fight Night: Maia vs. Shields. Erick perdeu o primeiro round, estava superior a seu adversário no segundo, mas Kim acertou um overhand que nocauteou Erick.

Para lutar contra Erick no UFC Fight Night: Machida vs. Mousasi, em 15 de fevereiro de 2014, era esperado Nate Loughran. Porém, uma lesão tirou Loughran do evento, e ele foi substituído pelo japonês estreante no UFC, Takenori Sato,[3] que lutava antes no Pancrase. Erick venceu a luta por nocaute no primeiro round com menos de um minuto de luta depois de acertar um chute no estômago e dezenas de socos na cabeça de Takenori Sato até o árbitro Mário Yamasaki encerrar a luta.

No evento principal do UFC Fight Night: Brown vs. Silva, em 10 de maio de 2014, Erick enfrentou Matt Brown. Em uma luta extremamente emocionante, Erick Silva teve excelente momento no primeiro round, quando acertou dois chutes no corpo e quase finalizou, mas o americano reagiu, imprimiu seu ritmo fortíssimo e passou a dominar a luta. Erick aguentou muitas pancadas, mas acabou sofrendo nocaute técnico aos 2m11s do terceiro round. Nos pouco mais de 12 minutos que a luta durou, Matt acertou um total de 161 golpes, contra 39 de Erick.[4] A luta faturou o prêmio de luta da noite, e Brown levou a performance da noite.

Erick enfrentou Mike Rhodes em 20 de Dezembro de 2014 no UFC Fight Night: Machida vs. Dollaway e venceu por finalização técnica com um triângulo de braço.

Silva era esperado para enfrentar Ben Saunders em 21 de Março de 2015 no UFC Fight Night: Maia vs. LaFlare. Porém, uma lesão tirou Saunders do evento e ele foi substituído por Josh Koscheck. Silva derrotou o veterano por finalização no primeiro round com uma guilhotina.

Erick era esperado para enfrentar Rick Story em 27 de Junho de 2015 no The Ultimate Fighter: Brasil 4 Finale. No entanto, devido a problemas com vistos, algumas lutas do evento foram canceladas, inclusive a de Silva,[5] e depois foi reagendada para 23 de Agosto de 2015 no UFC Fight Night: Holloway vs. Oliveira. No entanto, Story se lesionou e foi substituído por Neil Magny. Erick perdeu por decisão dividida.

Erick enfrentou o francês Nordine Taleb em 05 de Março de 2016 no UFC 196: McGregor vs. Diaz, e foi derrotado por nocaute técnico no segundo round. Foi sua segunda derrota seguida na organização.[6]

Em Brasília, Silva enfrentou o compatriota Luan Chagas em 24 de Setembro de 2016 no UFC Fight Night: Cyborg vs. Lansberg. Com bons momentos para os dois lutadores, Silva aproveitou o vacilo de Chagas e venceu por finalização no terceiro round. O combate rendeu o bônus de Luta da Noite.[7]

Cartel no MMA[editar | editar código-fonte]

Res. Cartel Oponente Método Evento Data Round Tempo Local Notas
Derrota 20-11 (1) Estados Unidos Paul Daley Decisão (unânime) Bellator 223 22/06/2019 3 5:00 Inglaterra Londres, Inglaterra
Derrota 20-10 (1) Ucrânia Yaroslav Amosov Decisão Bellator 216 18/02/2019 3 5:00 Estados Unidos Uncasville, Connecticut Estreia no Bellator.
Vitória 20-9 (1) Estados Unidos Nick Barnes Finalização (chave de braço) LFA 45 20/07/2018 1 4:43 Estados Unidos Cabazon, California Estreia no LFA.
Derrota 19-9 (1) Canadá Jordan Mein Decisão (unânime) UFC on Fox: Lawler vs. dos Anjos 16/12/2017 3 5:00 Canadá Winnipeg, Manitoba
Derrota 19-8 (1) Estados Unidos Yancy Medeiros Nocaute Técnico (socos) UFC 212: Aldo vs. Holloway 03/06/2017 2 2:01 Brasil Rio de Janeiro
Vitória 19-7 (1) Brasil Luan Chagas Finalização (mata leão) UFC Fight Night: Cyborg vs. Lansberg 24/09/2016 3 3:57 Brasil Brasília Luta da Noite.
Derrota 18-7 (1) Canadá Nordine Taleb Nocaute (soco) UFC 196: McGregor vs. Diaz 05/03/2016 2 1:34 Estados Unidos Las Vegas, Nevada
Derrota 18-6 (1) Estados Unidos Neil Magny Decisão (dividida) UFC Fight Night: Holloway vs. Oliveira 23/08/2015 3 5:00 Canadá Saskatoon, Saskatchewan
Vitória 18-5 (1) Estados Unidos Josh Koscheck Finalização (guilhotina) UFC Fight Night: Maia vs. LaFlare 21/03/2015 1 4:21 Brasil Rio de Janeiro
Vitória 17-5 (1) Estados Unidos Mike Rhodes Finalização (katagatame) UFC Fight Night: Machida vs. Dollaway 20/12/2014 1 1:15 Brasil Barueri Performance da Noite.
Derrota 16-5 (1) Estados Unidos Matt Brown Nocaute Técnico (socos) UFC Fight Night: Brown vs. Silva 10/05/2014 3 2:11 Estados Unidos Cincinnati, Ohio Luta da Noite.
Vitória 16-4 (1) Japão Takenori Sato Nocaute (socos) UFC Fight Night: Machida vs. Mousasi 15/02/2014 1 0:52 Brasil Jaraguá do Sul Performance da Noite.
Derrota 15-4 (1) Coreia do Sul Dong Hyun Kim Nocaute (soco) UFC Fight Night: Maia vs. Shields 09/10/2013 2 3:01 Brasil Barueri
Vitória 15-3 (1) Estados Unidos Jason High Finalização (triângulo com chave de braço reverso) UFC on Fuel TV: Nogueira vs. Werdum 08/06/2013 1 1:11 Brasil Fortaleza Finalização da Noite.
Derrota 14-3 (1) Estados Unidos Jon Fitch Decisão (unânime) UFC 153: Silva vs. Bonnar 13/10/2012 3 5:00 Brasil Rio de Janeiro Luta da Noite.
Vitória 14–2 (1) Estados Unidos Charlie Brenneman Finalização (mata leão) UFC on FX: Johnson vs. McCall 08/06/2012 1 4:33 Estados Unidos Sunrise, Florida Finalização da Noite.
Derrota 13–2 (1) Brasil Carlo Prater Desqualificação (socos na nuca) UFC 142: Aldo vs. Mendes 14/01/2012 1 0:29 Brasil Rio de Janeiro
Vitória 13-1 (1) Brasil Luis Ramos Nocaute Técnico (socos) UFC 134: Silva vs. Okami 27/08/2011 1 0:40 Brasil Rio de Janeiro Estreia no UFC.
Vitória 12-1 (1) Brasil Francisco Ayon Finalização (katagatame) Jungle Fight 23 30/10/2010 1 1:07 Brasil Belém Ganhou o Título Meio-Médio do Jungle Fight
Vitória 11-1 (1) Brasil Gil de Freitas Finalização (guilhotina) Jungle Fight 23 30/10/2010 3 0:57 Brasil Belém
Vitória 10-1 (1) Brasil José Gomes de Ribamar Nocaute Técnico (joelhada e socos) Jungle Fight 21 31/07/2010 2 3:39 Brasil Natal
NC 9-1 (1) Brasil Henrique Oliveira Sem Resultado (joelhada ilegal) Jungle Fight 17: Vila Velha 27/02/2010 2 3:57 Brasil Vila Velha
Vitória 9-1 Brasil Jorge Luis Bezerra Decisão (unânime) Jungle Fight 15 19/09/2009 3 5:00 Brasil São Paulo
Vitória 8-1 Brasil Carlos Villamor Finalização (chave de joelho) Jungle Fight 14: Ceará 09/05/2009 2 3:38 Brasil Fortaleza
Vitória 7-1 Brasil Igor Fernandes Decisão (unânime) Jungle Fight 11 13/09/2008 3 5:00 Brasil Rio de Janeiro
Vitória 6-1 Brasil Carlos Eduardo Santos Finalização (mata leão) Jungle Fight 9: Warriors 31/05/2008 3 N/A Brasil Rio de Janeiro
Vitória 5-1 Brasil Fabio Issa Decisão Open Fight 04/08/2007 N/A N/A  Brasil
Derrota 4-1 Brasil Mario Neto Decisão (unânime) Superfight Vitoria 10/12/2006 3 5:00  Brasil
Vitória 4-0 Brasil Leandro Zumbi Finalização (katagatame) MMA: Kombat Espirito Santo 25/11/2006 1 3:05 Brasil Vila Velha
Vitória 3-0 Brasil Henrique Lango Finalização (mata leão) Guarafight 3 12/08/2006 1 N/A Brasil Guarapari
Vitória 2-0 Brasil Julian Soares Nocaute (soco) Guarafight 2 07/01/2006 1 2:30 Brasil Guarapari
Vitória 1-0 Brasil Mastodonte Mastodonte Finalização (mata leão) Guarafight 1 04/06/2005 1 2:02 Brasil Guarapari

Referências