Erik Gustaf Geijer

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Erik Gustaf Geijer
Nascimento 12 de janeiro de 1783
Morte 23 de abril de 1847 (64 anos)
Estocolmo
Cidadania Suécia
Alma mater Universidade de Uppsala
Ocupação escritor, historiador, compositor, poeta, tradutor, musicólogo, filósofo, professor universitário
Empregador Universidade de Uppsala
Assinatura
Erik gustaf geijer signature.jpg
Erik Gustaf Geijer

Erik Gustaf Geijer (Ransäter, 12 de janeiro de 1783 - 23 de abril de 1847) foi um escritor, poeta, filósofo, historiador e compositor sueco, membro da Academia Sueca a partir de 1824.[1] Erik Gustaf Gejer foi um dos grandes ideólogos do romantismo literário na Suécia.

No campo da filosofia política, Erik Gustaf Geijer é considerado um dos grandes impulsionadores do nacionalismo sueco, tendo evoluído de uma posição conservadora até acabar por ser um grande defensor do liberalismo a partir de 1838.[2]

Algumas obras[editar | editar código-fonte]

  • Manhem (1811)
  • Vikingen (1811)
  • Odalbonden (1811)

Ver também[editar | editar código-fonte]

Fontes[editar | editar código-fonte]

  • NORDBERG, Olof; WITTROCK, Ulf. Dikt och data (Literatura e dados históricos). Lund: Gleerup, 1973. p. 154-158. ISBN 91-40-02860-7
  • Litteraturhandboken. 6.ª edição. Estocolmo: Forum, 1999. p. 484. ISBN 91-37-11226-0

Referências

  1. Ernby, Birgitta; Martin Gellerstam, Sven-Göran Malmgren, Per Axelsson, Thomas Fehrm (2001). «Erik Gustaf Geijer». Norstedts första svenska ordbok (em sueco). Estocolmo: Norstedts ordbok. p. 207. 793 páginas. ISBN 91-7227-186-8 
  2. Miranda, Ulrika Junker; Anne Hallberg (2007). «Erik Gustaf Geijer». Bonniers uppslagsbok (em sueco). Estocolmo: Albert Bonniers Förlag. p. 313. 1143 páginas. ISBN 91-0-011462-6 
Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) escritor(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.