Erisvaldo Borges

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
NoFonti.svg
Esta biografia de uma pessoa viva cita fontes confiáveis e independentes, mas elas não cobrem todo o texto. (desde junho de 2017) Ajude a melhorar esta biografia providenciando mais fontes confiáveis e independentes. Material controverso sobre pessoas vivas sem apoio de fontes confiáveis e verificáveis deve ser imediatamente removido, especialmente se for de natureza difamatória.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Under construction icon-yellow.svg
Este artigo carece de caixa informativa ou a usada não é a mais adequada.

        Professor de violão do IFPI, é autor de cerca de 500 composições, 10 CD’s e 05 livros. Já se apresentou em todas as regiões do Brasil, nos Estados Unidos e em seis países da América Latina: Venezuela, Costa Rica, Nicarágua, El Salvador, Honduras e Bolívia. Algumas de suas apresentações foram transmitidas por estações de rádio e emissoras de TV Nacional. Já dividiu palco com os violonistas Yamandu Costa, Turíbio Santos, Carlos Barbosa-Lima, Nonato Luiz, Marco Pereira, Guinga, Hélio Delmiro, Henrique Pinto, entre outros. É também o autor da música do Hino de Teresina, capital do Estado do Piauí.

        Nasceu em 1970, no município de Picos (atualmente Santana do Piauí), Estado do Piauí. O seu aprendizado musical e violonístico teve início em 1987 e se deu por conta própria, orientando-se por livros e gravações. Entre 1994 e 1997 participou de alguns workshops de violão em Brasília, São Paulo, Londrina e Porto Alegre.

        É formado em Educação Artística pela Universidade Federal do Piauí (UFPI) e Pós- Graduado em Docência do Ensino Superior pela Faculdade de Ensino Superior do Piauí (FAESPI).

        Em 2004, idealizou e criou o Festival Nacional de Violão do Piauí, onde coordenou até a sétima edição. Criou também, a partir de 2007, os projetos Musicalizando e Violão na Escola, projetos que atendiam, na época de sua coordenação, a mais 800 acrianças e adolescentes da periferia de Teresina-PI. Desses projetos surgiu a Orquestra de Violões de Teresina. Em 2009, cria também o Festival de Musica de Teresina.

        Como professor temporário, já ministrou aulas no curso técnico em música do Centro Federal de Educação Tecnológica do Piauí (CEFET-PI) e no Curso de Educação Artística (área musical) da Universidade Federal do Piauí (UFPI), além de ter participado como professor de vários festivais de violão e música pelo Brasil e outros países. Entre os anos de 2009 e 2010 exerceu o cargo de Superintendente Executivo da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves em Teresina-PI.

        A partir de junho de 2010 ocupa o cargo de professor efetivo da cadeira de violão do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Piauí (IFPI) em Teresina-PI.

Discografia

  • 1996: Estação das cordas (Independente)
  • 1997: Paisagem (Independente)
  • 1998: Étnico (Independente)
  • 1999: Estação das cordas II (Independente)
  • 2000: Além Fronteira (Independente)
  • 2000: Estação das cordas - 2a. Ed. ampliada (Independente)
  • 2001: Elegia (Independente)
  • 2002: Zênite (Independente)
  • 2005: Nascente (Independente)
  • 2008: Estação das Cordas 3 (Independente)

Livros publicados[editar | editar código-fonte]

  • Doze Peças para Violão (1999)
  • Três Canções Para Violão (2000)
  • Três Peças Latino-Americanas (2000)
  • Dez Choros (com músicas de Nonato Luiz) - 2000
  • Suite Sexta em Re n.° 2 (com músicas de Nonato Luiz)
  • Música Nordestina Para Violão (2016)
  • Peças Variadas Para Violão (2016)

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]