Ernest Esclangon

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ernest Esclangon
Nascimento 17 de março de 1876
Mison
Morte 28 de janeiro de 1954 (77 anos)
Eyrenville
Cidadania França
Alma mater Escola Normal Superior de Paris
Ocupação matemático, astrônomo, professor universitário
Prêmios Oficial da Legião de Honra, Prêmio Jules Janssen, Grand prix des sciences mathématiques
Empregador Universidade de Paris

Ernest Benjamin Esclangon (Mison, 17 de março de 1876Eyrenville, Dordonha, 28 de janeiro de 1954) foi um astrônomo físico e matemático francês.

Esclangon estudou de 1895 a 1898 na École normale supérieure, sendo depois astrônomo no Observatório de Bordeaux, e obteve um doutorado em 1904 em Paris, com a tese Les fonctions quasi-périodiques.[1] Em 1918 foi diretor do Observatório de Estrasburgo e em 1919 professor de astronomia da Universidade de Estrasburgo. A partir de 1929 foi diretor do Observatório de Paris e do Bureau international de l'heure. Além disso foi a partir de 1932 membro do Bureau des Longitudes. Aposentou-se em 1944.

Como matemático foi um pioneiro no trabalho com funções quasi-periódicas (independentemente de unabhängig von Piers Bohl), mais tarde completamente manipuladas por Harald Bohr. Na Primeira Guerra Mundial trabalhou com balística e encontrou um método de localização de tirou mediante acústica. Como astrônomo melhorou a luneta meridiana.

Recebeu o Prêmio Jules Janssen de 1935, em 1939 foi eleito membro da Académie des Sciences. O asteroide 1509 Esclangona é denominado em sua memória, assim como a cratera lunar Esclangon e uma estrada em Paris.[2]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]