Escândalo dos bingos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O escândalo dos bingos, também conhecido por escândalo Waldomiro Diniz[1] é o nome de uma crise que surgiu em 13 de fevereiro de 2004, no Governo Lula, após denúncias de que Waldomiro Diniz, a época assessor do então ministro da Casa Civil José Dirceu, estava extorquindo o empresários com a finalidade de arrecadar fundos para o Partido dos Trabalhadores.[2] Waldomiro foi exonerado no mesmo dia.[1]

O escândalo veio à tona após a divulgação de uma gravação feita pelo empresário lotérico (bicheiro) Carlos Augusto Ramos, conhecido como Carlinhos Cachoeira. A gravação mostra Cachoeira sendo supostamente extorquido por Waldomiro Diniz.[3][4]

Waldomiro passou a ser investigado pela CPI dos Bingos,[5] com o objetivo de "investigar e apurar a utilização das casas de bingo para a prática de crimes de lavagem de dinheiro ou ocultação de bens, direitos e valores, bem como a relação dessas casas e das empresas concessionárias de apostas com o crime organizado". A CPI foi presidida pelo senador Efraim Morais e teve como relator o senador Garibaldi Alves Filho.[6]

Waldormiro esteve do outro lado em outras CPIs, a que afastou o então presidente Collor em 1992 e a dos Anões do Orçamento de 1993. Conforme edição nº 1819 da Revista IstoÉ, ele esteve envolvido também em um das maiores barrigas do jornalismo recente.[carece de fontes?]

Devido ao caso, o presidente Lula assinou, no dia 20 de fevereiro de 2004, uma medida provisória que proibiu o funcionamento de bingos, caça-níqueis e outras casas de Jogos de azar em todo o Brasil.[7]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Liz Batista (3 de fevereiro de 2014). «Escândalo Waldomiro Diniz completa 10 anos». Acervo Estadão. Consultado em 16 de fevereiro de 2017 
  2. «2004: escândalo dos bingos é primeira crise política do governo Lula». CBN. Globo.com. 5 de fevereiro de 2016. Consultado em 16 de fevereiro de 2017 
  3. «Dos bingos ao STF, saiba a ligação de Cachoeira com o mensalão». Terra. 2 de agosto de 2012. Consultado em 16 de fevereiro de 2017 
  4. «Waldomiro Diniz é condenado a 12 anos de prisão». Época. Globo.com. 2 de março de 2012. Consultado em 16 de fevereiro de 2017 
  5. Sergio Lirio (16 de maio de 2012). «A CPI dos Bingos e suas consequências». Carta Capital. Consultado em 16 de fevereiro de 2017 
  6. Andreza Matias (29 de maio de 2006). «Efraim Morais ameaça prorrogar trabalhos da CPI dos Bingos». Folha de S.Paulo. Uol. Consultado em 16 de fevereiro de 2017 
  7. «Pressionado, Lula proíbe bingo no país». Folha de S.Paulo. Uol. 21 de fevereiro de 2004. Consultado em 16 de fevereiro de 2017 
Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.